Estados Unidos, Europa e China concentram aeroportos com mais problemas
Pixabay
Estados Unidos, Europa e China concentram aeroportos com mais problemas



O verão no Hemisfério Norte, o primeiro com as restrições de viagens mais frouxas desde o início da pandemia da covid-19, tem sido de muito transtorno nos aeroportos da região.

Não é surpresa então que países da América do Norte, da Europa e da Ásia dominem o mais recente ranking que mostra os terminais aéreos com maior número de voos atrasados e cancelados do mundo neste momento.

O levantamento feito pelo site FlightAware, especializado em malhas aéreas e acompanhamento em tempo real de voos, leva em consideração dados oficiais fornecidos por aeroportos e companhias aéreas entre 26 de maio e 19 de julho.

De acordo com esse recorte bastante atual, o lugar que tem registrado o maior número de voos atrasados é o Aeroporto Internacional Pearson Toronto, na maior cidade do Canadá. Nele, o índice de aviões que levantaram depois do horário marcado foi de 52,5%, ou seja, mais da metade.

O top 10 dos atrasadinhos também inclui os dois principais aeroportos da Alemanha (Frankfurt e Munique) e os dois principais da Inglaterra (Heathrow e Gatwick, ambos na região de Londres) , além de hubs europeus como Schiphol, em Amsterdã , e Charles De Gaulle, nos arredores de Paris , todos esses com índices acima dos 40%. O único abaixo da Linha do Equador é o de Sydney, na Austrália.

Já entre os aeroportos com o maior número de cancelamentos, os chineses e americanos se destacam. Dos dez mais, três são na China e outros três, dos Estados Unidos.

Incluindo aí os primeiros da ranking: Shenzhen, onde 7,9% dos voos não foram realizados, durante o período pesquisado, e os de Newark e LaGuardia, ambos servindo a região de Nova York, com mais de 7% de aviões no chão. O top 10 tem novamente os terminais de Toronto e Amsterdã. Do Hemisfério Sul, apenas dois: os aeroportos de Sydney e Jacarta, na Indonésia.

O caos aéreo no Hemisfério Norte tem sido provocado por uma série de fatores, quase todos derivados da crise causada pela pandemia de covid-19. Durante os meses de fechamento ou de baixa operação, muitas empresas do setor dispensaram grandes quantidades de funcionários.

O efetivo, apesar de ondas de contratações e recontratações recentes, ainda é menor do que havia antes da pandemia, ao passo que o movimento nos aeroportos tem crescido cada vez mais. Esse desequilíbrio vem desencadeando uma série de problemas , que vão do aumento do número de malas extraviadas às greves de funcionários (sobretudo na Europa) insatisfeitos com a sobrecarga de trabalho. E, claro, os atrasos e cancelamentos de voos.

Veja as duas listas a seguir:

Os aeroportos com mais voos atrasados no mundo

1. Aeroporto Internacional Pearson Toronto, Canadá (52,5%)
2. Aeroporto de Frankfurt, Alemanha (45,4%)
3. Aeroporto Charles de Gaulle, Paris, França (43,2%)
4. Aeroporto de Schiphol, Amsterdã, Países Baixos (41,5%)
5. Aeroporto de Gatwick, Londres, Reino Unido (41,1%)
6. Aeroporto de Heathrow, Londres, Reino Unido (40,5%)
7. Aeroporto de Munique, Alemanha (40,4%)
8. Aeroporto Internacional de Atenas, Grécia (37,9%)
9. Aeroporto Kingsford Smith, Sydney, Austrália (34,2%)
10. Aeroporto Internacional de Orlando, Estados Unidos (33,4%)

Os aeroportos com mais voos cancelados no mundo

1. Aeroporto Internacional de Shenzhen Bao'an, China (7,9% dos voos cancelados)
2. Aeroporto Internacional Newark Liberty, Estados Unidos (7,4%)
3. Aeroporto Internacional LaGuardia, em Nova York, Estados Unidos (7%)
4. Aeroporto Internacional Pearson Toronto, Canadá (6,5%)
5. Aeroporto Internacional Soekarno-Hatta, em Jacarta, Indonésia (6,2%)
6. Aeroporto Kingsford Smith, Sydney, Austrália (5,9%)
7. Aeroporto Internacional Guangzhou Baiyun, China (5,2%t)
8. Aeroporto Nacional Ronald Reagan, Washington DC, Estados Unidos (5%)
9. Aeroporto Internacional Chongqing Jiangbei, China (4,6%)
10. Aeroporto de Schiphol, Amsterdã, Países Baixos (3,9%)

Acompanhe o  iG Turismo também pelo Instagram e receba dicas de roteiros e curiosidades sobre destinos nacionais e internacionais. Siga também o  perfil geral do Portal iG no Telegram.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários