Dividida por um muro por quase três décadas, a extensa capital da Alemanha ainda está em construção, mas já está na lista das mais surpreendentes do mundo

É praticamente impossível definir Berlim numa única palavra, mas se tiver que escolher apenas um adjetivo seria surpreendente. A capital alemã é extensa – tem nove vezes o tamanho de Paris e é a segunda cidade mais larga do mundo, só perdendo para Los Angeles –, não tem um único centro e os berlinenses costumam dizer que cada um de seus 12 bairros é uma cidade diferente. Para desbravar a plana Berlim, faça como os locais: pedale. Grande parte dos 3,5 milhões habitantes não usa carros e se movimenta sobre duas rodas.

A cidade partida ao meio por um muro durante 28 anos (1961 a 1989) tem muita história para contar e também guarda tesouros do mundo inteiro. Museus não faltam por lá: são cerca de 180 e 440 galerias. A quantidade de museus só deve perder para o número de casas noturnas. A balada de Berlim é famosa mundialmente e tem lugares para todos os tipos de público. “That city that never sleeps” também serve como refrão para a capital da Alemanha.

Mais: 
- Viena festeja os 150 anos do pintor Gustav Klimt

Conheça 12 programas imperdíveis na capital alemã: 

1.Panorama Punkt – a melhor vista do alto
Suba no elevador mais rápido da Europa – 24 andares em 20 segundos – para ter uma visão de 360 graus da multifacetada Berlim. Um terço do território da cidade é verde e do alto dos 250 metros do edifício é possível observar os parques e os muitos jardins suspensos que colorem os topos dos prédios. Aproveite para tomar um drinque no café instalado no último andar enquanto admira a paisagem.

Entrada: 5,50 euros
Potsdamer Platz 1 (Kolhoff Tower)
www.panoramapunkt.de


2. Café da manhã na França do século 19
Antes ou depois de visitar o Panorama Punkt, aproveite que está na Potsdamer Platz e tome um dos mais deliciosos cafés da manhã da cidade. E, de quebra, faça uma viagem ao tempo. A Desbrosses Brasserie, que fica no hotel The Ritz-Carlton, recria um empório da histórica cidade francesa de Macôn, no final do século 19. No bufê, crepes orgânicos feitos na hora, iogurtes naturais, com destaque para o de baunilha, um balcão só de queijos, outro de ovos com diferentes maneiras de preparo, além de peixes, frios e pães de todos os tipos. Os produtos expostos nas prateleiras, como geleias e vinhos, não fazem apenas parte da decoração. Todos estão à venda.

Desbrosses Brasserie no Ritz Carlton
Bufê: 38 euros por pessoa
Potsdamer Platz 3

Leia também:
- Museus que surpreendem pela arquitetura 


3. Ilha dos Museus: cinco museus de uma só vez

Cinco museus no mesmo dia
Divulgação
Cinco museus no mesmo dia

Entre os cerca de 180 museus da cidade, a Ilha dos Museus é programa obrigatório e ganhou status da Unesco de patrimônio mundial da humanidade. São cinco museus num mesmo lugar. Destaque para o Neus, reaberto em 2009 e que tem como atração principal o busto da rainha egípcia Nefertiti, uma das mulheres mais célebres da antiguidade e símbolo da beleza feminina. Vale também uma vista ao imponente Pergamon.

Museu Neus
Museumsinsel, Mitte
Aberto todos os dias

Museu Pergamon
Museumsinsel, Am Kupfergraben. 5 – Mitte
Aberto todos os dias

Um tour de bike é obrigatório em Berlim para entrar no clima: vale até bike taxi
Luciana Franca
Um tour de bike é obrigatório em Berlim para entrar no clima: vale até bike taxi


4. Tour de bike
Mesmo com uma rede de transporte público de primeira, a bicicleta é o meio de locomoção preferido de muitos berlinenses. A cidade plana e com ciclovia por toda parte contribui para as pedaladas. Boa parte da ciclofaixa passa por cima das calçadas, demarcada com tinta vermelha. Por isso, cuidado: à menor distração, você pode ser atingido por uma bicicleta. Exageros à parte, os ciclistas são bastante respeitados pelos motoristas e por isso vale entrar no clima e alugar uma bike. Se o equilíbrio não ajudar, outra opção é conhecer a capital com uma bike taxi, em que um condutor pode levar até duas pessoas no veículo.

Aluguel de bicicleta: média de 12 euros por 24 horas
Bike taxi: o preço varia de acordo com o trajeto
www.biketaxi.de


Mais:
- Bicicletas com estilo para deixar o carro em casa 


5. Cartão-postal
Tem que ir, nem que seja apenas para tirar uma foto: o Portão de Brandemburgo. O arco é o símbolo da separação das duas Alemanhas e, após a queda do muro em 1989, tornou-se o marco oficial da reunificação alemã.

6. Currywurst

Salsicha com especiarias e batatas fritas: a comida de rua dos berlinenses
Luciana Franca
Salsicha com especiarias e batatas fritas: a comida de rua dos berlinenses

O currywurst é a mais popular comida de rua de Berlim. A receita da salsicha temperada com especiarias é atribuída a Herta Heuwer que, devido à escassez de alimentos após a Segunda Guerra, decidiu incrementar a tradicional salsicha de porco alemã com ingredientes que conseguiu com o exército britânico: ketchup, molho inglês e curry em pó. Um dos lugares para experimentar a currywurst é no Curry 36. Os berlinenses gostam de pedir o prato acompanhado de batatas fritas e comem de pé, nas mesinhas altas na calçada.

O currywurst com fritas sai por 2,80 euros no Curry 36.
Mehringdamm, 36

www.curry36.de


7. O prédio mais importante
O Reichstag é a sede do parlamento alemão desde 1999, quando o governo alemão foi transferido de Bonn para Berlim. O edifício neorrenascentista, totalmente destruído na Segunda Guerra, passou por uma modernização nos anos 1960 e foi completamente reformado nos anos 1990. O impressionante domo de vidro é uma referência à cúpula original de 1894 e está aberto a visitação.

Veja:
- Descubra Budapeste

8. Parque Temperhofer Freiheit
Em 2010, Berlim ganhou uma imensa área verde desde que o antigo aeroporto Tempelhof virou um parque. O local, construído entre 1936 e 1942, serviu como base área americana antes de ser transformado num aeroporto civil. O hall principal com arquitetura original dos 1960 vale uma vista. Mas a imensa área ao redor das pistas de decolagem é o grande atrativo. Em 2013 começam as obras do projeto de desenvolvimento do parque que terá café, playground, lago artificial e pista de patinação no gelo, entre outras atrações.

No verão, o horário de funcionamento é até às 22h30
O parque fica no bairro de Neukölln
http://www.tempelhoferfreiheit.de


9. Bairro descolado

Mitte: área cool da cidade
Luciana Franca
Mitte: área cool da cidade

Mitte, o antigo bairro judaico, é uma das partes mais cool da cidade e onde se instalaram os estilistas e designers locais. Em cada pátio das fábricas desativadas – e são vários deles – há uma surpresa: grafites pelas paredes que anunciam uma galeria de arte ou um charmoso café. O renomado restaurante Pauly Saal também é referência na área e está localizado dentro de uma antiga escola para meninas judias. Vale a pena bater perna e desbravar os cantinhos escondidos das ruas Auguststratsse e Sophienst.

Restaurante Pauly Saal
Pratos entre 32 euros e 41 euros
Auguststratsse. 11-13
www.paulysaal.com

10. Duas Alemanhas
Os anos emque o país vivia dividido são lembrados por toda parte. Há trechos do muro mantidos em sua forma original, demarções no chão por onde o muro passava e alguns museus são dedicados a essa parte recente da história de Berlim. O mais interativo deles é o DDR, que mostra como era a vida dos alemães do lado oriental do muro, sob tutela da União Soviética. Nele é possível abrir os armários e ver que tipo de roupas e alimentos eles tinham acesso e até entrar num Trabi, o único veículo permitidos aos socialistas.

Museu DDR
Karl-Liebknecht-Str. 1

11. Ao ar livre

O rio Spree ganha praias artificiais no verão
Divulgação
O rio Spree ganha praias artificiais no verão

No verão, quando a temperatura bate facilmente os 35º C, o rio Spree vira mar e faz surgir muitas praias artificiais ao longo de seu comprimento, com direito a areia, espreguiçadeiras e bar. Outro bom programa ao ar livre é desfrutar dos parques de Berlim, o maior deles é o Tiegarten. Já um passeio pelo bairro de Kreuzberg, que desponta como um dos mais modernos, pode te levar para bem longe da Alemanha. É lá que fica o Türkischer Markt, um mercado turco que mostra o lado tradicional dos imigrantes. As barracas vendem frutas típicas da Tuquia, especiarias, tecidos e mais uma infinidade de produtos.

Türkischer Markt funciona às terças e sexta-feiras das11h às 18h30
Kottbusser Damm


12. Baladas
Berlim é a verdadeira cidade que nunca dorme. A noite berlinense virou referência mundial e tem baladas para todos os gostos e públicos. Difícil é sugerir um lugar específico. Uma boa dica para começar a noite é o moderninho restaurante vegetariano Cookies Cream, que para chegar até ele, no andar superior, é preciso antes passar pelo bar Drayton. O divertido é encontrar a entrada do restaurante, que fica num beco “decorado” com um candelabro empoeirado, latas de lixo e sofá abandonado. O point mais antigo e talvez um dos mais ecléticos é o Clärchen´s Ballroom. Inaugurado em 1913, ele consegue reunir uma enorme diversidade de frequentadores no mesmo ambiente, que tem banda ao vivo. Segudno a casa, um de seus clientes mais assíduos tem mais de 80 anos.

Cookies Cream
Behrenstrasse – 55
Abre de terça-feira a sábado a partir das 19h

Clärchen´s Ballroom
Auguststrasse 24 – Mitte

* A jornalista viajou a convite do Visit Berlin

Leia ainda:
- Os castelos mais incríveis do mundo
- Viena: moderna e clássica sem perder o charme histórico


Acompanhe as novidades do iG Turismo também pelo Twitter .


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.