Angélica, Cauã Reymond, Alinne Moraes e Camila Queiroz curtem Praga, na República Tcheca
Montagem/Reprodução
Angélica, Cauã Reymond, Alinne Moraes e Camila Queiroz curtem Praga, na República Tcheca

Quem se apega aos detalhes, gosta de esbarrar com arte a cada esquina e não abre mão de conhecer belas construções históricas vai adorar os tesouros que Praga , capital da República Tcheca, reserva. A cidade fisga o coração de diversos turistas pela atmosfera fotogênica e, por vezes, surrealista. Isso inclui os famosos: Camila Queiroz, Klebber Toledo, Carol Castro, Angélica, Cissa Guimarães e Mariana Rios são algumas das estrelas brasileiras que estiveram por lá.

Recentemente, Praga chegou a ser estrela de novela no Brasil: a cidade ocupou um espaço importante na trama de “Um Lugar ao Sol”, estrelada por Cauã Reymond e Alinne Moraes, que estiveram no destino para parte das gravações. Apesar de ter ganhado cada vez mais destaque pela beleza, o destino é um dos que recebem menos turistas em toda a Europa.

A atmosfera estética, cultural e de costumes de Praga mescla os tesouros do passado com a efervescência do presente. Aliadas aos castelos e às construções barrocas e góticas imponentes estão obras de arte modernas, construções artísticas e diversas opções de lazer que agradam diversas gerações. A cultura cervejeira também é forte no local, e diversos bares podem oferecer experiências gastronômicas singulares tendo a bebida como ponto de partida.

O vasto, elegante e bem desenvolvido centro histórico é a menina dos olhos de Praga e é considerado Patrimônio Mundial da Unesco. Sua estética exuberante rendeu à cidade alguns títulos que perduram até hoje, como Cidade dos Cem Pináculos, Paris dos anos 1920 nos anos 1990, Mãe de Todas as Cidades, Coração da Europa e Cidade Dourada.

A boa possibilidade de deslocamento entre países europeus, seja via terrestre ou por trens, facilita para quem quer conhecer alguns países ao redor, principalmente os que se concentram no Leste Europeu e na Europa Central. Alemanha, Polônia, Áustria e Eslováquia são algumas opções para bate-volta que podem ser exploradas.

Leia Também

Como chegar em Praga?

O Brasil não opera voos diretos para Praga. As principais portas de entrada para o país são Amsterdã, Frankfurt e Paris. Há uma grande variedade de preços de passagens aéreas para o destino. Ida e volta, os preços começam em R$ 4 mil e podem chegar a quase R$ 20 mil*, a depender do tipo de assento optado pelo turista.

Caso o turista opte por fazer parte do caminho de trem ou já esteja em uma cidade europeia e queira visitar Praga, é possível realizar o trajeto. O percurso ferroviário pode baratear o custo das passagens e oferecer mais experiências ao turista.

Considerando o tempo de trajeto e custo, as cidades mais indicadas para partir rumo à Praga é Viena , com trajeto de 5 horas e meia e preços médios de € 12 (R$ 61,18, na conversão atual); Budapeste , custando a partir de € 16 (R$ 81,57) e com duração de pouco mais de 8 horas; e Bratislava, com trajeto de quase 4 horas e passagens a partir de € 12,53 (R$ 63,88).

Também é recomendada a saída de Paris . A viagem dura cerca de 15 horas e o trajeto tem passagens com o preço médio de € 48,30 (R$ 246,23).

Leia Também

Leia Também

O que fazer em Praga?


Praça da Cidade Antiga

O centro da Cidade Velha é considerado Patrimônio Mundial da Unesco, é vista como a fonte do movimento gótico na cidade e abriga diversas construções históricas, como o Relógio Astronômico, a Torre da Cidade Velha (em que se pode ter uma visão panorâmica da praça inteira) a estátua do pensador Jan Hus e as igrejas de Catedral Týn e São Nicolau. É também uma das melhores partes da cidade para caminhar e absorver a atmosfera histórica e charmosa que a cidade tem a oferecer. Por ali, são encontrados muitos bares e restaurantes, além de barraquinhas para comprar souvenirs.

Castelo de Praga

Um dos principais cartões-postais da cidade, o castelo existe desde o século 9 e é a atual residência presidencial da República Tcheca. O local já foi habitado por imperadores romanos e também presidentes da antiga Tchecoslováquia. O castelo chama atenção para sua construção diversa, que mescla elementos do gótico, barroco e maneirismo (as enormes torres podem ser vistas a quilômetros de distância). Lá dentro, também estão a Catedral de S. Vito, a Viela Dourada, o Convento de São Jorge e a Torre Dalibor.

Ponte Carlos

Fundada em meados do século 15, é a ponte mais antiga de Praga e liga a Cidade Pequena até a Cidade Velha, acima do Rio Moldava. Tem esse nome porque começou a ser construída a mando do Rei Carlos 4, que nunca chegou a ver o projeto pronto (ele ordenou o início da construção em 1357). A ponte tem mais de 500 metros de altura, uma largura de 10 metros e é apoiada por 16 arcos. Ao longo da extensão, conta com 30 réplicas de santos católicos, sendo São João Nepomuceno o mais buscado. Diz a lenda que esfregar a placa com o nome do santo dá sorte.

Ilha de Kampa

Ao fim da Ponte Carlos, o Rio Moldava abriga a pequena Ilha de Kampa, que pode ser acessada por um canal artificial chamado de Córrego do Diabo. É considerada uma das áreas de lazer (e até boêmias) de Praga. Trata-se de uma região cheia de construções coloridas pitorescas ao final da Ponte Carlos. Ali, é possível degustar a culinária local em restaurantes e bares à beira do Rio Moldava, além de fazer piqueniques, aproveitar a atmosfera em um passeio a pé e apreciar esculturas no caminho.

Relógio Astronômico

Turistas místicos e adeptos de astrologia vão se encantar com este monumento dedicado a ela. O Orloj, nome do Relógio Astronômico, é um dos relógios mais antigos da Europa e um dos mais bem detalhados do mundo, ele foi construído em 1410, na Era Medieval, e foi pensado para indicar, além dos ciclos astronômicos, as fases da Lua, os feriados cristãos e a posição do Sol. Além disso, o relógio conta com diversas estatuetas representando a avareza, a morte e a vaidade (considerados medos do povo de Praga) e os 12 apóstolos (estes acrescentados no século 19), que se movem em determinados períodos do dia.

Casa Dançante

É uma construção surrealista totalmente instagramável e impressionante de se olhar. Desenhada pelo arquiteto Vlado Milunić, ela está localizada no centro de Praga e foi erguida em 1996. A Casa Dançante também é conhecida como "Fred & Ginger", isso porque homenageia Fred Astaire e Ginger Rogers. Basta perceber como a estrutura parece se movimentar de forma como se estivesse dançando. Apesar da estética fora do comum, não é possível visitar o lado de dentro, já que se trata de um prédio corporativo.

*Preços consultados no dia 13 de abril de 2022.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários