Saiba quais passeios fazer em Salvador
Mario Pais Cie/Pexels
Saiba quais passeios fazer em Salvador

Salvador, uma das capitais mais belas do Brasil, completa 473 anos nesta terça-feira (29). A cidade é uma das mais antigas do Brasil e está entre as mais cobiçadas por turistas do Brasil e do mundo. O motivo não é de menos: o destino proporciona praias paradisíacas, cartões-postais esplendorosos, fortes referências da cultura africana e um centro histórico de muita envergadura.

A cidade de Salvador foi fundada em 1549 por um militar político português chamado Tomé de Sousa, e logo se tornou a capital do Brasil – título que sustentou até 1763, quando a capital foi transferida ao Rio de Janeiro. A presença dos colonizadores europeus impactou a estética da cidade, conhecida por seus característicos prédios coloridos de arquitetura neoclássica.

De lá para cá, a cidade tem se destacado por sua forte cultura, que se estende da música e das festividades até a gastronomia e a religiosidade. O prestígio de Salvador é internacional. A  cidade foi eleita em 2018 como o destino mais bonito do mundo pela Bloomberg e, em janeiro, o Instagram especializado "O Mundo e Capitais", com mais de 242 mil seguidores, elegeu a cidade baiana como a capital litorânea mais bonita do Brasil.

A cidade conta com pontos turísticos famosos e bastante marcados no imaginário brasileiro, mas há muito mais a ser desbravado para além dos cartões-postais. Para celebrar a cidade, o iG Turismo sugere passeios para fazer em Salvador, dos mais óbvios aos pontos fora da curva – dos quais o turista não vai se arrepender de visitar.


Prainha do Museu de Arte Moderna da Bahia - MAM

Sim, existe uma pequena praia dentro do MAM! Por sua localização, a praia atrai bastante curiosos; mas também locais, principalmente jovens, que tornaram a região um ponto de encontro pulsante. A prainha do MAM é uma enseada que conta com águas cristalinas calmas, além de ser um ponto privilegiado para observar a Baía de Todos os Santos. O local fica ao lado do Parque de Esculturas, o que só acrescenta charme tanto ao passeio em si como ao percurso para chegar até a praia.

O acesso à praia é gratuito. É recomendado que o turista chegue bem cedo e leve o que for consumir. Existem ambulantes no local que vendem bebidas e comidas e alugam cadeiras e guarda-sóis.

Banho de mar no Porto da Barra

O Porto da Barra é uma das praias mais bonitas de Salvador, tendo sido eleita pelo The Guardian como a 3ª melhor praia do mundo! Ela fica entre os Fortes de São Diogo e de Santa Maria e é bastante frequentada para banho, já que suas águas são bem calmas e azuis. O Porto da Barra é muito recorrido para práticas aquáticas como windsurf, mergulho e stand up paddle, por exemplo.

Nos arredores, belas construções históricas arrematam a vista e agregam o passeio, como os próprios Fortes de Santa Maria e de São Diogo. O Farol da Barra também fica ali perto. Também é uma ótima localização caso queira vislumbrar o pôr-do-sol da praia.

Pelourinho

Apelidado de Pelô, foi fundado no mesmo ano de consagração de Salvador e era visto como ponto de defesa por ser um ponto alto da cidade e estar próximo ao porto. Abrigou por muitos anos a nobreza e o centro administrativo de Salvador e, hoje, é um dos principais pontos turísticos e culturais da cidade.

As ruas de pedra combinando com os casarões coloridos tornam o local encantador, mas ali é possível conhecer bares, museus e fundações de extrema importância, como o Museu Afro-Brasileiro, a Casa do Carnaval da Bahia e a Fundação Casa de Jorge Amado, para citar algumas opções.

O Pelourinho é considerado Patrimônio Histórico e Patrimônio Cultural da UNESCO, além de ter sido cenário de novelas, filmes e até videoclipes internacionais – é ali um dos panos de fundo para o clipe de “They Don’t Really Care About Us”, de Michael Jackson.

Leia Também

Almoço no Senac Pelourinho

Quer experimentar todos os pratos típicos do Brasil por um bom preço? Se a resposta for sim, o Senac Pelourinho é o lugar certo. Ali, é possível degustar o melhor da culinária soteropolitana pagando um preço fixo de R$64,90 (segunda a terça) a R$74,90 (quarta a domingo). São mais de 40 pratos regionais disponíveis, além de 10 sobremesas tipicamente baianas. O formato buffet ajuda o turista a degustar um pouco de tudo. O Senac Pelourinho fica no Largo do Pelourinho, no Centro Histórico.

Elevador Lacerda

Fundado na segunda metade do século 19, o Elevador Lacerda é um projeto inovador e foi pensado para ligar o Centro Histórico à Cidade Baixa de Salvador. É considerado o primeiro elevador urbano do mundo e, com 63 metros de altura, também foi considerado o mais alto em sua fundação. Ali existem quatro cabines eletrificadas com capacidade de 32 pessoas por vez.

A estrutura em si do Elevador Lacerda já é consagrada e a experiência de passar por ali é uma das mais cobiçadas por turistas; seja pela forma de se locomover ou pela vista proporcionada de lá de cima. Por se tratar de um transporte coletivo, o passeio é acessível financeiramente: custa apenas R$0,15. Em 2006, foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

Farol da Barra

O Forte de Santo Antônio da Barra, nome “verdadeiro” do Farol da Barra”, também está entre os pontos turísticos mais conhecidos e que o turista precisa ver de perto. Com uma torre de 22 metros de altura, essa construção foi a primeira a ser edificada no Brasil, em 1534, e abriga ainda o Museu Náutico da Bahia.

Do topo da torre, é possível ter uma visão panorâmica incrível da Praia da Barra; o que, além de belo, torna o ponto extremamente fotogênico. A vista é bonita em qualquer momento do dia, mas é recomendado que seja visitado perto do pôr-do-sol para ter uma experiência ainda mais marcante.

O ingresso é R$15 para turistas e R$5 para residentes ou nascidos em Salvador (necessário apresentar comprovante de residência).

Igreja Nosso Senhor do Bonfim e pôr do sol na Ponta do Humaitá

A igreja católica levou 20 anos para ter sua construção concluída, entre a metade e o fim do século 18. É um dos cartões-postais soteropolitanos, seja pela fé, pela arquitetura neoclássica ou pelo acervo com quadros de José Teófilo, famoso pintor baiano do século 18. É ali onde são distribuídas as famosas fitinhas do Bonfim, típico amuleto de Salvador.

De lá, se encaminhe para a Ponta do Humaitá, chamado também de Ponta de Monte Serrat, onde é possível ter uma das mais belas vistas de Salvador. Localizado na Cidade Baixa, o Humaitá é opção certeira para ter contato com um pôr-do-sol revigorante emoldurado pela Baía de Todos os Santos. É possível aproveitar a vista do píer e do farol localizado na península.

Boemia do Rio Vermelho

Caso o turista queira fervo e uma vida noturna bastante badalada, o bairro do Rio Vermelho é o local certo. Considerado o centro de entretenimento mais famoso de Salvador, é lá onde estão os principais restaurantes, bares, baladas e festas. Caso queira vivenciar o clima nas ruas, experimente ir para o Largo de Santana ou o Largo da Mariquita, em que se pode sentar em mesas na calçada para apreciar o clima festivo.

Bares no Santo Antônio Além do Carmo

Localizado no coração do Centro Histórico de Salvador, a 500 metros do Pelourinho, é outra opção para quem quer curtir o lado boêmio da cidade. Além de casarões antigos e das opções culturais, o que se destaca ali são os bares. Por ser um bairro popular, pode ser que o turista encontre pratos bem elaborados por preços mais acessíveis.

Além disso, o bairro oferece belas vistas panorâmicas da baía, abriga a bela Igreja de Santo Antônio e conta com lojas vintage, casas coloridas em tom pastel e cafés. Toda aura artística do local acrescenta charme ao passeio.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários