Nesta sexta, preste atenção nas promoções
Pixabay
Nesta sexta, preste atenção nas promoções


Com a Black Friday chegando,  muitas promoções de agências e sites especializados em viagens começam a aparecer e gerar uma grande tentação nos turistas. Mas permanece a dúvida: com a pandemia do novo coronavírus, vale a pena comprar uma viagem na Black Friday? 


Pensando nessa dúvida, conversamos com Lucas Estevam, do canal  Estevam pelo Mundo  e Gustavo Mariotto, Head Marketing do ViajaNet para entender melhor o que fazer nesta edição da Black Friday para não cair em golpes e também se vale mesmo a pena reservar uma viagem em tempos de pandemia. 

Vale a pena comprar pacotes para datas aleatórias?

Lucas aponta que é necessário entender quais são as suas preferências e também saber se o site ou agência possui taxa de cancelamento. "Acho que vale você colocar na balança: investimento e risco. Eu recomendo apenas compras que garantem remarcações sem custo. Devido à pandemia muitas empresas estão deixando remarcar sem custo, mas muitas cobram o cancelamento integral", afirma.

Por conta das grandes promoções, Gustavo indica focar em passagens aéreas. "Por ser um momento de grandes promoções e descontos, na Black Friday vale a pena comprar passagens de viagem. O período permite encontrar oportunidades de valores e possibilidades mais acessíveis", diz.

Você viu?

Como se planejar com datas aleatórias?

Lucas aponta que é necessário ter uma boa flexibilidade, ainda mais com os níveis de contaminação tendo variações bruscas nos números. "Com o cenário atual de pandemia, fica difícil qualquer planejamento. Acho importante ver se você teria flexibilidade para remarcar caso fosse necessário", indica.

A mudança é a disponibilidade da passagem no momento em que optar viajar, segundo Gustavo. "Devido à incerteza imposta pelo coronavírus, além do planejamento da viagem diante do melhor momento para o turista, já que é preciso conciliar a agenda entre ambas as partes", diz.

O que fazer em caso de uma segunda onda da pandemia?

Você deve analisar em dobro se vale ou não a viagem. "É preciso aguardar o melhor momento para viajar, avaliar as condições impostas pela agência de viagem, para verificar a usabilidade das passagens, suas restrições e direitos do comprador", diz Gustavo.

Lucas indica disponibilidade. "O ideal é garantir que você tenha pelo menos 12 meses para realizar a viagem e que você possa ter uma remarcação ou cancelamento sem taxas. Assim, você fica tranquilo e não compra com "peso" na consciência", afirma.

Em um geral, quais as vantagens e desvantagens da Black Friday?

Lucas aponta que é preciso prestar atenção em toda a descrição da promoção. "Muitas ofertas de black friday não garantem o hotel ou passeio de forma exata. Por exemplo, muitos não dizem o nome do hotel, apenas que será um hotel classe turista. Já vi pessoas que compraram pacotes e se deram muito bem, e outras que estavam em lua de mel e o pacote os colocou em um quarto compartilhado de um hostel no Chile", indica.

Além de descontos e promoções, você pode aproveitar uma variedade maior de pagamentos. "Devido ao preço é possível comprar e aproveitar um período mais longo de viagem e outra vantagem. Mas vejo como desvantagem a é a instabilidade e a possibilidade de cancelamento", aponta Gustavo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários