Tamanho do texto

A mulher do homem que teve os pés queimados fez um post no Facebook

O passageiro Thomas Mcnab, de 49 anos, viajava de Faro, em Portugal, para Glasgow, na Escócia, quando sofreu uma acidente poucos minutos depois da decolagem da aeronave. Em uma publicação no Facebook, sua parceira, Tonina Ciantar, explica que o marido teve queimaduras após uma comissária de bordo derramar água quente nele.

Leia também: Passageiro embarca bêbado em voo, agride pilotos e quebra perna de funcionário

pés queimados
Reprodução/Facebook
Passageiro que ia para a Escócia ficou com os pés queimados após uma comissária de bordo derrubar água quente

Em entrevista ao Glasgow Evening Times, Tonina diz que a aeromoça estava com o carrinho ao lado do companheiro e, depois, ele deu um pulo e gritou que estava queimado. Ela ainda conta que “quatro ou cinco xícaras” de água fervente foram derramadas na calça dele e nos pés. Em seguida, o passageiro correu para o banheiro para jogar água fria por cima.

Leia também: Mulher é retirada de voo e presa após reclamar de vômito no assento da filha

A tripulação, por sua vez, ofereceu almofadas de gel e creme para queimaduras . Tonina também ressalta que Thomas ficou “tremendo” durante o voo de duas horas e meia enquanto suas feridas começavam a queimar. Ela reclama que a companhia aérea não ofereceu um assento maior para que ele tivesse mais espaço para as pernas.

pés queimados
Reprodução/Facebook
Imagem mostra os ferimentos nos pés do passageiro que foi atingido acidentalmente pela água quente da comissária

Depois que o casal desembarcou, o rapaz foi instruído a ir diretamente para o hospital por médicos, que colocaram seus pés em água fria e ataduras. Na rede social, a mulher diz que tentou contato com a companhia aérea por e-mail para esclarecer o assunto, mas não teve retorno e, por isso, decidiu levar o caso às redes sociais.

Leia também: Saiba por que você jamais deve ficar descalço enquanto estiver em um avião

pés queimados
Reprodução/Facebook
Mulher reclama que o marido ficou com os pés queimados e diz que a empresa não ofereceu um assento mais espaçoso

Em resposta, um porta-voz da Ryanair enviou um comunicado ao The Sun sobre o caso com o passageiro . “Nossa equipe de atendimento ao cliente entrou em contato com a cliente em busca de mais informações, mas não teve retorno. Não faremos mais comentários enquanto a investigação continuar.”