Um passageiro de um voo lotado da EasyJet, que ia de Londres para o aeroporto de Pisa, na Toscana, causou pânico a bordo após tentar abrir a porta da saída de emergência no meio do trajeto, na quarta-feira (24). O rapaz, que aparentava ter cerca de 30 anos, puxou a maçaneta após usar o banheiro.

Leia também: Simples pedido por um copo de água durante voo gera críticas nas redes sociais

Um passageiro de um voo da companhia aérea EasyJet causou confusão após tentar abrir a porta da saída de emergência
shutterstock
Um passageiro de um voo da companhia aérea EasyJet causou confusão após tentar abrir a porta da saída de emergência

Em entrevista ao The Sun , Richard Conyard, que estava no voo , diz que viu o homem passar por ele no corredor e ir até o banheiro. “Ele parecia nervoso e vestia um casaco pesado. Ficou lá por cerca de um minuto”, ressalta.

Leia também: Avaliação negativa sobre companhia faz YouTuber enfrentar problemas em voo

Você viu?

Quando ele saiu, foi em direção à saída de emergência , pegou a maçaneta e tentou abrir a porta duas vezes. “Um dos tripulantes gritou para ele parar. Alguns passageiros começaram a chorar. Todo mundo estava com muito medo. Ele precisou ser contido por outras pessoas e ficar sentado até a gente pousar. Ainda tivemos que fica em nossos lugares até a polícia chegar.” 

A companhia aérea, em declaração ao The Independent , confirma a história. “A EasyJet solicitou que os policiais entrassem na aeronave para levar o passageiro que tentou abrir a porta. Embora não fosse possível abri-la devido à pressurização da cabine, a tripulação respondeu rapidamente para garantir que o passageiro permanecesse sentado até o pouso”, diz. 

Leia também: Viagem de avião: saiba o que incomoda brasileiros e como tornar o voo tranquilo

A empresa ainda diz que os funcionários da EasyJet são treinados para avaliar todas as situações e agir de maneira rápida e apropriada para garantir que a segurança do voo e de todos os passageiros não seja comprometida a qualquer momento. “Segurança é sempre a nossa prioridade”, finaliza.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários