Buraco Azul da Caiçara, que virou atração no litoral oeste do Ceará
Reprodução
Buraco Azul da Caiçara, que virou atração no litoral oeste do Ceará

À primeira vista, o Buraco Azul - onde um turista em visita ao Ceará se afogou nesta segunda-feira (21) - parece uma beleza natural como tantas outras que o próprio planeta Terra é capaz de formar. Mas foi uma interferência do homem que fez com que ele surgisse neste pedacinho do litoral oeste do estado, em Caiçara, distrito do município de Cruz, a cerca de 20km da disputada Jericoacoara.

Tudo começou com o trabalho de escavações e retirada de terra para a construção de uma rodovia, a CE-182. Parte da terra, por exemplo, foi usada para pavimentação desta via, num trecho de 13km de extensão, ligando a CE-85, até então a principal estrada entre Fortaleza e Jericoacoara, até a chamada Praia do Preá, na mesma cidade de Cruz (e hoje um dos principais acessos à Jeri). A repaginada CE-182 foi inaugurada em 2018 e facilitou muito o acesso de carros de passeio até Jeri, que, afinal, é a grande estrela turística da região.

As escavações deixaram grandes áreas abertas nas imediações, como a que acabou se transformando no Buraco Azul, que chega a ter 7m de profundidade em alguns trechos. E aí, sim, entra uma mãozinha da natureza. Foi em 2017, depois do período mais chuvoso no Ceará - de fevereiro a maio - que o lugar teve sua primeira cheia. No ano seguinte, novas chuvas ajudaram a elevar o nível de água, que acumulou também graças ao que é proveniente de lençóis freáticos. Mas foi somente em 2019, quando a estação chuvosa foi mais intensa na região, que a cheia no lugar chegou a seu limite máximo, chamando ainda mais a atenção de moradores e comerciantes locais, já atentos à possibilidade de o lugar virar um ponto turístico. Nascia então uma lagoa, mais tarde batizada de Buraco Azul.

O grande chamariz está explícito no nome: a água de cor azul turquesa. Visto do alto, o Buraco Azul parece uma imensa piscina, mas cercada de vegetação como cajueiros e com as bordas branquinhas. Seria o fundo branco, aliás, combinado com a incidência do reflexo da luz solar e a qualidade da água (com pouco material em suspensão, sem bactérias para absorver a cor) que ajudaria a dar o azul intenso à lagoa.

Leia Também

Buraco Azul, no Ceará, onde turista se afogou
Reprodução
Buraco Azul, no Ceará, onde turista se afogou

Não demorou para que o lugar realmente virasse um point, por onde já passaram famosos como Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank. Não sem antes registrar certa confusão. Como o local é privado, proprietários chegaram a cercar a área, temendo invasão e afogamentos. Não adiantou. Muita gente derrubava a cerca e atravessava para um mergulho, e o donos resolveram abrir o lugar ao público. No início de 2020, nem havia cobrança de entrada. Passados dois anos, a entrada pode chegar a R$ 20, e o lugar funciona sob a administração de um restaurante de mesmo nome.

Depois da morte de um turista, a Prefeitura Municipal de Cruz divulgou nota dizendo que "Considerando o acidente ocorrido na tarde de segunda-feira, 21 de março de 2022, que vitimou fatalmente um turista no empreendimento 'Buraco Azul' em razão de afogamento, vem por meio desta nota esclarecer que o Buraco Azul é um empreendimento turístico de natureza privada, possuindo Alvará de Funcionamento e Alvará Sanitário vigentes, no que diz respeito às condicionantes ora existentes na legislação municipal. Ressaltamos, ainda, que é o primeiro caso de acidente fatal que nos fora relatado junto referido estabelecimento (...)". Sobre a qualidade da água, na época em que o lugar começou a entrar no roteiro turístico, em 2019, a Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) informou a veículos de comunicação do estado que não podia atestar se era própria para banho ou não, já que se tratava de propriedade particular.

Criança salta no Buraco Azul, point no Ceará
Reprodução
Criança salta no Buraco Azul, point no Ceará

Agora famoso por conta da tragédia com o turista, o Buraco Azul de Caiçara não é o único no litoral oeste do Ceará. Também por conta da repaginação da estrada CE-182, surgiu outra lagoa de azul turquesa perto dali, esta na região de Castelhano, no município de Acaraú. O Buraco Azul de Acaraú logo ganhou fama, com infraestrutura de restaurante, antes mesmo de sua homônima entrar no circuito de guias locais, que levam turistas a outros pontos famosos como a Pedra Furada, cartão-postal de Jeri, a Árvore da Preguiça e a Lagoa Paraíso.

A natureza foi generosa no Ceará, mas no caso do Buraco Azul, foi mesmo a ação do homem que deixou ali sua marca.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários