Gilmar Machado Neto
Divulgação
Gilmar Machado Neto


Sem os desfiles típicos do Carnaval neste ano,  o ministro do Turismo Gilmar Machado Neto disse que isso foi uma espécie de castigo divino. No desfile de 2019 da escola Gaviões da Fiel, de São Paulo, atores interpretaram o Diabo e Jesus Cristo. Em determinado ponto da apresentação, o primeiro arrastou o segundo pelo chão do sambódromo o que, na época, causou bastante polêmica.

"Dá pra entender quem manda? Ou tem que DESENHAR?", questionou o ministro em seu Twitter oficial. A pergunta veio seguida de uma montagem com o sambódromo em 2019, com o Diabo arrastando Jesus, e do mesmo local em 2021, vazio. "Não sou contra o carnaval, sou músico. Sou contra tripudiar e blasfemar o nosso Pai!", disse em seguida o ministro.



Em resposta à postagem de Machado Neto, a Gaviões da Fiel o corrigiu, dizendo que o desfile citado foi de 2019, e não 2020. Além disso, explicou o motivo de o sambódromo estar vazio neste ano: "É sobre vacina, que algumas antas não entendem e o Carnaval nada tem a ver com isso. PS.: imagem do desfile 2019, não 'viaje' e deixe de compartilhar fake news. E não se esqueça: o bem sempre vence o mal".


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários