Praia do Mangue Seco
Divulgação
Praia do Mangue Seco é um dos locais para se conhecer em Sergipe

Se a ideia para aproveitar a retomada do turismo é viajar para o Nordeste, uma boa pedida é conhecer Sergipe. O estado conta com paisagens exuberantes, como o Cânion do Xingó, é menos concorrido e aglomerado que outros da região e ainda conta com um  ótimo custo-benefício em relação a preços de passagens aéreas. 

Segundo o Barômetro Viajalá, estudo do buscador de viagens divulgado anualmente, Sergipe é o "destino nacional tendência no pós-Covid" e Aracaju será a estrela de 2021.

A pesquisa analisou 10 milhões de buscas de voos em várias cidades da América Latina entre abril e outubro de 2020 e comparou os números com o mesmo período de 2019. Aracaju teve um aumento de 35% na procura dos viajantes brasileiros da plataforma. Os preço dos voos para a capital sergipana tiveram uma queda de 32%. Ainda segundo o estudo, a passagem ficou ainda mais barata para quem sai do Rio de Janeiro, com redução de 50% de um ano para o outro.

" Sergipe é mais barato e menos concorrido como destino turístico que outros estados do Nordeste, ou seja, não recebe o mesmo fluxo intenso de pessoas na alta temporada que Bahia ou Ceará. Isso, no pós-pandemia, é uma grande vantagem", comenta Josian Chevallier, VP de vendas e co-fundador do buscador Viajala. 

O que fazer em Sergipe?

Uma viagem para o estado encanta os amantes da natureza e quem busca tranquilidade. Com a ajuda de Luísa Dalcin, diretora de comunicação do Viajala, separamos locais que merecem estar no seu roteiro.

1. Croa do Goré

Croa Goré
Reprodução/Instagram/@guia_de_turismo_regiaonacional
Croa do Goré é um passeio para toda família

De acordo com Luisa, esse é um dos melhores passeios para quem vai para Aracaju, capital de Sergipe, e dura o dia inteiro. "O trajeto de barco passa pelos manguezais e termina na Croa, um banco de areia que aparece entre o rio e o mar na maré baixa e dura apenas algumas horas por dia", explica a especialista.

Por lá a água é clara, tranquila e morninha. É um passeio ótimo para quem está viajando em família, com crianças, ou para quem fazer esportes na água, como stand up padle, ou apenas relaxar um pouco. 

2. Mague Seco

mangue seco
Reprodução/Flicker/João Alves Mendonça
Mangue Seco já foi cenário de novela e é um local para prática de esportes como kitesurfe

Outro passeio partindo da capital é para Mangue Seco, uma pequena vila de pescadores que fica entre a Bahia e Sergipe. "É um passeio de bate-volta bem comum para quem está em Aracaju. O local é famoso por ter sido o cenário da novela Tieta, baseada na obra de Jorge Amado, que foi filmada ali no fim dos anos 1980", diz Luísa. 

3. Cânion do Xingó

Cânion do Xingó
Divulgação/Xingo Parque Hotel
Cânion do Xingó ainda é um local pouco explorada pelo grande público

Um pouco mais distante, a 200 km de Aracaju, fica o exuberante Cânion do Xingó. Como explica Luisa, o local foi formado na década de 90, após o alagamento dessa área da bacia do rio São Francisco para a criação de uma usina hidrelétrica. 

Para chegar lá, embarque um catamarã que sai de Canindé de São Francisco, do lado sergipano. Também aproveite o passeio e vá até Piranhas, do lado alagoano. É uma cidade histórica repleta de casinhas coloridas às margens do São Francisco.

"Apesar de ficar mais cheio em feriados, o Cânion do Xingó é tranquilo durante quase todo o ano, especialmente comparando com outras regiões do Nordeste, bem mais concorridas", diz Luiza. Ela, entretanto, faz um alerta: "Para visitar, é bom saber que há uma longa temporada seca (afinal, está no meio do sertão), mas as chuvas são mais frequentes em maio, junho e julho, coisa que pode atrapalhar o passeio". 

"O Cânion do Xingó ainda não atingiu status de mainstream, é uma experiência única na natureza e promove boas doses de isolamento", completa Josian Chevallier. 

4. Passeios pela Orla em Aracaju

Orla do Atalaia
Reprodução/Pinterest/Emaju.com.br
Orla do Atalaia é cartão postal de Aracaju

De volta à capital, reserve um tempo para uma volta pela Orla do Atalaia. O local conta com os conhecidos arcos da cidade e diversos restaurantes. Para aproveitar um pôr do sol daqueles, vá para a Orla do Por do Sol, em Mosqueiro. De acordo com Luisa, por lá céu atinge diferentes tons de laranja, rosa e vermelho no fim do dia e cria um belo espetáculo refletido na água do Rio Vaza Barris. 

Para quem gosta de animais, vale conhecer o oceanário de Aracaju, que abriga mais de 20 tanques com uma grande diversidade de espécies marinhas. "O local é um aquário que mostra a vida das tartarugas da região, e é importante por seus esforços de conservação e conscientização da comunidade local e dos turistas sobre o valor desses animais no ecossistema", comenta a especialista do Viajalá.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários