O brasileiro que já voltou a viajar está buscando destinos mais próximos de casa. É o que indica levantamento do Airbnb. Segundo a plataforma, desde de maio deste ano, houve um aumento nas buscas de hospedagens no que ela chama de "destinos hiperlocais", ou seja, aqueles que estão a até 300 km dos centros urbanos. 

Piracaia
Nelson Ricanelo e Felipe Stein/ Prefeitura de Piracaia
Piracaia conta com paisagem montanhosa e muita natureza

Ainda segundo o Airbnb, isso se dá porque os turistas estão optando por viagens que possam ser feitas de carro e, em muitos casos, "são famílias em busca de um refúgio fora da cidade grande, e, ao mesmo tempo, com boa infraestrutura (como conexão à internet, etc), para conciliar férias com a família e trabalho em home-office".


Onde encontrar esse refúgio?

A plataforma também fez uma pesquisa que mostra quais as cidades brasileiras são as mais hospitaleiras, tendo como base as notas médias dadas pelos hóspedes às acomodações entre junho de 2019 e junho de 2020. A charmosa Piracaia, no interior de São Paulo, ficou em primeiro lugar. Veja o ranking: 

  • Piracaia, São Paulo
  • Domingos Martins, Espírito Santo
  • Barretos, São Paulo
  • Jaraguá do Sul, Santa Catarina
  • Brotas, São Paulo
  • São José dos Pinhais, Paraná
  • Pomerode, Santa Catarina
  • Socorro, São Paulo
  • Joanópolis, São Paulo
  • Nova Petrópolis, Rio Grande do Sul

O que fazer em Piracaia?

piracaia
Nelson Ricanelo e Felipe Stein/ Prefeitura de Piracaia
Piracaia tem diversas trilhas e passeios que propiciam contato com a natureza. Na foto, a cachoeira do Pião

A cidade fica a menos de 100 km de São Paulo e uma viagem de carro até lá leva cerca de 1h30. No destino, de acordo com o site da prefeitura, o turista vai encontrar uma paisagem montanhosa, muito verde e também história, com relíquias arquitetônicas preservadas. 

Religião e história nas ruas de Piracaia

Vale destaque para a Igreja Matriz de Santo Antônio da Cachoeira, construída onde era a capela na qual a cidade foi fundada em 1817. A igreja foi inaugurada em 1891 e ainda tem a parte frontal original e paredes de taipa de mais de 1,5 metros de largura. 

Também é reduto de arte sacra, com destaque para o majestoso painel no teto da Nave, obra do pintor Antônio Navickas, artista que residiu durante muitos anos em Piracaia. Em todo o mundo, segundo a prefeitura da cidade, além de Piracaia, só existe obra semelhante na Basílica de São Paulo no Vaticano.

piracaia
Nelson Ricanelo e Felipe Stein/ Prefeitura de Piracaia
Igreja Matriz de Piracaia

Piracaia também tem o que é considerado do maior crucifixo do mundo. O Santo Cruzeiro tem 14 metros de altura e foi esculpido em cimento pelo arquiteto José Bonetti. É possível chegar até o monumento por uma estrada ou subindo 591 degraus de uma escada que o liga à cidade. Quem optar pela escadaria ainda vai encontrar a Gruta de Nossa Senhora Aparecida pelo caminho, mais um ponto de fé e turístico de Piracaia. 

O destino ainda preserva um bom número de construções no estilo colonial que, como afirma a prefeitura, "transmitem a sensação de que a cidade parou no tempo com casarões, praças e ruas que, na sua maioria, são de paralelepípedo ou de terra".

No centro urbano são diversas "edificações centenárias, situadas em ruas estreitas, que nos fazem lembrar a época de Brasil Imperial", continua o site a prefeitura. 

Refúgio na natureza

Piracaia está na Serra da Mantiqueira e é uma cidade bem montanhosa, com várias ladeiras e picos. A altitude varia entre 800 e 1.500 metros, por isso vale visitar os montes elevados para ter uma vista da cidade e também da natureza ao seu redor. Alguns deles são: 

  • Pedra do Carmo: com 2000 metros de altura, é ideal para escalada.
  • Morro da Boa Vista: formação montanhosa com 1500 metros de altura. De lá é possível ver Piracaia, a represa de Bragança Paulista, Atibaia, a Pedra Grande e o Pico do Lobo, em Joanópolis.
  • Alto da Boa Vista: conta com trilhas de 5km com vistas para as áreas verde de Piracaia e também para as represas. 
  • Cachoeira do Pião: fica a apenas 25 km do centro de Piracaia e encanta com a forte queda d'água de 8 metros de altura. Também tem um lago para banho, mas para chegar ao local é preciso encarar trilhas consideradas difíceis. 
  • Rota do Atibainha: passa pela represa de Piracaia e acompanha o sinuoso rio Atibainha. "Por entre as trilhas em plena mata Atlântica consegue-se ver Bromélias e árvores típicas, pode-se encontrar os bugios (primatas locais), entre outros da fauna como a jaguatirica", diz a prefeitura de Piracaia. 
  • Morro da Penha : formação montanhosa de 1200 metros de altitude, abriga o Santo Cruzeiro e oferece vista panorâmica de boa parte da cidade e da Serra da Mantiqueira
  • Visual das Águas:  mais uma formação rochosa da região. O local conta com uma bela vista para a represa, por isso o nome. 

Para mais informações sobre Piracaia, o visitante pode procurar o Centro de Informações Turísticas. 
Endereço: Rodovia Jan Antonin Bata, Km 86,5
Horário de funcionamento: todos os dias, das 9h às 17h. 



    Veja Também

      Mostrar mais