Tamanho do texto

Uma cidade vibrante de dia e de noite durante todo o ano. Não vai demorar para você encontrar o que fazer em Florianópolis quando for pra lá

Florianópolis, ou Floripa, como costuma ser chamada, é um destino singular. A ilha catarinense abriga mais de 490 mil pessoas, e está entre um dos destinos mais quentes dentre os turistas brasileiros no ano de 2019 . E dada a facilidade de se encontrar o que fazer em Florianópolis, fica fácil de entender por que.

Vista aérea da orla de Florianópolis arrow-options
shutterstock
Seja de noite ou de dia, você encontrará o que fazer em Florianópolis a sós, com os amigos ou com a família

Um roteiro pela cidade pode te levar a lugares para todos os bolsos, gostos e idades: desde as dunas no litoral até os bares que agitam Florianópolis durante o dia e durante a noite. E, segundo Gelson Walker, especialista em turismo da agência Tô Indo Viagens, existem sete experiências imperdíveis que não podem faltar no roteiro de qualquer um que procura o que fazer em Florianópolis .

O que fazer em Florianópolis para não perder a viagem

Para não mergulhar de cabeça no texto sem saber o que vai encontrar, o mapa abaixo reúne os principais pontos turísticos em Florianópolis indicados pelo especialista da Tô Indo Viagens.

Agora que você já tem uma noção do que vai fazer, é hora de ver que experiências cada um desses lugares pode te proporcionar para ter uma viagem inesquecível por Floripa.

O que fazer em Florianópolis #1: Sandboard nas dunas da Praia da Joaquina

Pranchas de areia em duna da Praia da Joaquina arrow-options
shutterstock
O que fazer em Florianópolis: surfar nas dunas da Praia da Joaquina é uma experiência que não pode faltar no roteiro

A Praia da Joaquina, na região central do litoral leste da Ilha da Magia , é cercada por dunas, que podem trazer mais diversão do que você imagina. Ao invés de se contentar em observar as colinas de areia ou em andar por elas, você pode praticar o sandboard e "surfar" nelas da mesma forma como poderia surfar nas águas que as cercam.

O que fazer em Florianópolis #2: Ir à Fortaleza de São José da Ponta Grossa

Vista do mar do topo da Fortaleza de São José da Ponta Grossa arrow-options
shutterstock
O que fazer em Florianópolis: a Fortaleza de São José da Ponta Grossa leva os turistas por uma viagem no tempo

Se aventura na areia não é muito seu estilo, uma visita à Fortaleza de São José da Ponta Grossa, no noroeste de Florianópolis pode ser o que você precisa, principalmente se for um entusiasta por história e arqueologia. "Lá é possível ver canhões, passear por todas as estruturas… e a vista é surpreendente", diz Gelson.

O forte foi construído durante o século XVIII para proteger o litoral Sul do país. Em 1938, ele seria tombado e em 1987, mais de 200 anos depois de sua conclusão, ele seria cadastrado como sítio arqueológico.

Atualmente, o local está aberto para visitação, e os tours pela fortaleza podem ser feitos diariamente das 9h às 12h e das 13h às 17h.

O que fazer em Florianópolis #3: Visitar a Ilha do Campeche

Praia na Ilha do Campeche arrow-options
shutterstock
O que fazer em Florianópolis: a Ilha do Campeche fica a poucos quilômetros de Floripa, e tem atrativos para todos

A Ilha do Campeche é outro destino ideal para quem gosta de curtir a praia, mas ela não oferece só isso. Os turistas que vão para lá, segundo Gelson, também encontrarão piscinas naturais e inscrições rupestres em um dos mais ricos ecossistemas da região Sul do Brasil.

O terceiro dos pontos turísticos em Florianópolis pode ser acessado de barco a partir de três pontos: da Lagoa da Conceição, da Praia do Campeche e da Praia da Armação.

Leia também: De agito noturno à cultura durante o dia, veja o que fazer em Porto Alegre

O que fazer em Florianópolis #4: Trilha para uma praia paradisíaca

Vista aérea da Praia da Lagoinha do Leste arrow-options
shutterstock
O que fazer em Florianópolis: a Praia da Lagoinha do Leste só pode ser acessada por trilhas ou pelo mar

Não são só os fãs do agito que encontram o que fazer em Florianópolis. A cidade também tem seus pontos de reclusão, para aqueles que gostam de um pouco de paz e tranquilidade. E um desses lugares é a Praia da Lagoinha do Leste, acessível apenas por trilha ou pelo mar.

Por esse motivo, ela é menos frequentada pelos turistas da Ilha da Magia, mas compensa com sua atmosfera paradisíaca. "Quem visita esse lugar encontra uma beleza incomparável", afirma Gelson.

Além dos turistas que procuram por paz e tranquilidade, a Praia da Lagoinha do Leste também recebe surfistas, aventureiros e pessoas a procura da foto perfeita.

O que fazer em Florianópolis #5: Andar pelo Caminho de Santiago de Compostela

Placa indicando o Caminho Brasileiro de Santiago de Compostela arrow-options
shutterstock
O que fazer em Florianópolis: o Caminho Brasileiro de Santiago de Compostela, em Florianópolis, tem 21 km de extensão

Para quem se interessa por turismo religioso, Florianópolis oferece o único Caminho de Santiago de Compostela da América Latina oficialmente reconhecido pela Catedral de Compostela, na Espanha.

Inaugurado em 29 de junho de 2017, o trecho de 21 km liga as praias de Canasvieiras e dos Ingleses, contornando o litoral nordeste da ilha. "O trecho pode ser feito como uma forma de treino para o caminho espanhol, e pode ser percorrido por qualquer pessoa gratuitamente e em qualquer data", avisa o especialista da Tô Indo Viagens.

O que fazer em Florianópolis #6: Curtir a noite nos bares da Ilha da Magia

O fechamento dos pontos turísticos em Florianópolis no final do dia não significa o fim da diversão. A capital catarinense tem diversos bares para agradar a todos os públicos. Alguns deles, segundo Gelson, são o Black Swan, o John Bull Floripa e o Quintal de Casa.

O primeiro, localizado na Lagoa da Conceição, tem um estilo inspirado nos pubs ingleses, com um cardápio de bebida variado regado com muito esporte nas TVs e música nos alto-falantes. 

Já o segundo [John Bull Floripa], que fica na mesma região do primeiro, atrai um público mais ligado a gêneros musicais como o reggae, o rock e o blues, além de contar com uma área gastronômica para quem gosta de um bom aperitivo no bar.

O Quintal de Casa, por sua vez, fica mais próximo do litoral que seus concorrentes. Além de música ao vivo e food trucks para saciar a fome dos clientes, o bar conta também com um espaço para crianças e até mesmo um lugar para exposições artísticas.

O que fazer em Florianópolis #7: Festejar em uma balada

Além de bares, as baladas são outra opção para quem procura o que fazer em Florianópolis à noite. Segundo Gelson, a Pacha Floripa, a Posh Club (ambas realizadas no Jurerê Internacional) e a Fields Floripa são ideais para curtir até altas horas na sua viagem para lá.

A Pacha Floripa é a filial brasileira de uma balada de Ibiza, e atrai nomes mundialmente famosos da música eletrônica como Sander Van Doorn, Keemo e Arno Cost.

Enquanto isso, a Posh Club é uma balada de luxo, realizada somente durante os verões catarinenses. Seus ambientes intimistas e sofisticados, bem como suas áreas externas, mudam de decoração a cada ano.

Por fim, a Fields Floripa faz a festa com os amantes do sertanejo e também do funk no Centro da Ilha da Magia, oferecendo shows com camarote, bar de coquetéis e ambientes incrementados.

Leia também: Passeie por Ribeirão da Ilha, uma região de Florianópolis dominada pelas ostras

Ir a uma dessas baladas pode ser uma maneira inesquecível de encerrar não só a sua noite, mas também a sua busca por o que fazer em Florianópolis .