Tamanho do texto

Quem disse que é preciso sair do estado para curtir praias incríveis? São Paulo também possui lugares belíssimos e a poucos quilômetros da capital

O verão é sempre um convite para o paulista trocar o cinza da cidade pelo azul do mar. Felizmente, opção é o que não falta no litoral do Estado. Mas, quando a ideia é fugir das famosas e já conhecidas praias de São Paulo, pode ser que você encontre um pouco de dificuldade na hora de escolher o melhor destino.

Leia também: Praias para um bate e volta saindo de SP: veja o que Maresias tem para você

Cansado das mesmas praias de São Paulo? Separamos as 5 dicas de lugares pouco conhecidos para você explorar
shutterstock
Cansado das mesmas praias de São Paulo? Separamos as 5 dicas de lugares pouco conhecidos para você explorar

Pensando nisso, o iG Turismo selecionou algumas praias de São Paulo desconhecidas para quem está em busca de desbravar novos cenários litorâneos sem precisar sair do Estado.

As dicas servem de inspiração para quem vai pegar a estrada atrás de sossego, já que a quantidade de pessoas nas praias mais populares costuma ser tão grande aos finais de semana, que o que deveria ser um passeio para relaxar pode virar uma grande cilada e te fazer ficar ainda mais estressado. Confira.

5 praias de São Paulo desconhecidas para você visitar

As praias de São Paulo também podem oferecer sossego e isolamento para quem não quer sair do estado
FreePik
As praias de São Paulo também podem oferecer sossego e isolamento para quem não quer sair do estado

Separamos 5 alternativas de lugares pouco conhecidos no litoral paulista , mas muito bem recomendados por quem costuma frequentar. Além do mar limpo, da calmaria e baixa intervenção do homem, essas praias geralmente ficam mais escondidas e algumas dependem de trilhas para acessar ou não possuem quiosques com comida por perto.

Por isso, é importante ficar atento a todos os detalhes antes de colocar o pé na estrada para não se deparar com surpresas desagradáveis e aproveitar ao máximo o passeio.

1. Bonete, Ilhabela

Como a maioria das praias de São Paulo desta lista, a praia do Bonete não pode ser acessada por carro
shutterstock
Como a maioria das praias de São Paulo desta lista, a praia do Bonete não pode ser acessada por carro

Deserta, com águas límpidas e areia branca, Bonete é considerada uma das praias mais bonitas da região - e até do país, de acordo com uma lista feita pelo jornal britânico The Guardian , em 2009.

Localizada ao sul da cidade de Ilhabela , entre a Ponta da Sepituba e a Praia das Enchovas, ela agrada desde o turista que busca se conectar com a natureza e relaxar, até o surfista ou o tipo aventureiro que gosta de ondas grandes, trilhas e cachoeiras.

  • Como chegar?

Aproximadamente a 200 km de São Paulo, o acesso à praia não pode ser feito de carro, apenas a pé ou pelo mar.

A primeira opção é mais interessante, caso você esteja buscando um contato mais aprofundado com a natureza, mas é também a mais cansativa. Através de uma trilha de 12 km, você vai demorar de 4 a 6 horas para conseguir chegar lá - por isso é preciso sair cedo de casa. A partida é de Sepituba, última praia acessível de carro.

Apesar de extenso e cheio de subidas e descidas, o caminho é bem demarcado e não há grandes chances de se perder. No entanto, o ideal é estar acompanhado de um guia, caso você não esteja familiarizado com esse tipo de passeio.

Durante o trajeto você ainda consegue cruzar com três cachoeiras e tem uma visão privilegiada da baía do Bonete.

Se optar por ir pela água, é possível pagar pelas tradicionais canoas “boneteiras” ou lanchas que te levam em aproximadamente 40 minutos às areias únicas do Bonete partindo da Praia do Perequê.

A vista do local vale a pena para quem procura um paraíso selvagem, mas não quer abrir mão das praias de São Paulo
Divulgação
A vista do local vale a pena para quem procura um paraíso selvagem, mas não quer abrir mão das praias de São Paulo
  • O que você precisa saber?

Bonete é uma ilha que abriga uma comunidade caiçara de quase 300 moradores mantidos pela pesca e turismo. Lá não tem energia elétrica e nem sinal de celular.

Se quiser passar alguns dias nesse paraíso, é possível se hospedar em campings e pousadas.

Além da praia, você pode desfrutar de um banho no gelado no Poço Fundo com águas cristalinas, que fica quase na metade do caminho até o Mirante da Barra, melhor ponto para fotografar Bonete. De cima, também dá para aproveitar o visual do rancho das canoas do Rio Nema e a praia vizinha, a das Anchovas.

2. Sangava, Guarujá

Quem disse que as praias de São Paulo são todas lotadas não conhece a Praia do Sangava, no Guarujá
Facebook/Praia do Sangava
Quem disse que as praias de São Paulo são todas lotadas não conhece a Praia do Sangava, no Guarujá

Se você já desanimou com a dica acima pelo tempo que vai gastar indo até Ilhabela ou por conta da trilha que leva horas, saiba que dá para se aventurar em municípios mais próximos da capital, como o Guarujá , em uma praia pouco popular que fica a 100 km de São Paulo.

Conhecido pela movimentação intensa de turistas, o Guarujá também esconde uma opção para quem quer curtir um lugar mais sossegado se você optar pela Praia do Sangava.

Com apenas 170 m, a praia do Congava, como também é conhecida, tem águas calmas e claras e ainda é cercada por uma vegetação nativa e pedras que dão todo um charme para o visual.

  • Como chegar?

Se optar por pelo Sangava, não será ser dessa vez que você vai se livrar das trilhas. Mas assim como no Bonete, a praia pode ser visitada tanto pelo mar, como à pé.

Se preferir a segunda opção, é bom estar preparado para enfrentar subidas íngremes e andar por aproximadamente uma hora partindo do bairro Santa Cruz dos Navegantes, no Guarujá, ou pela Praia do Góes, em Santos.

Se quiser contratar uma embarcação, o ideal é fazer isso da Ponte dos Práticos, em Santos, ou do bairro Santa Cruz dos Navegantes. O trajeto dura de 10 a 15 minutos.

É possível encontrar praias de São Paulo tranquilas, como a do Sangava, localizadas a poucas horas da capital
Reprodução/Facebook @praiadosangava
É possível encontrar praias de São Paulo tranquilas, como a do Sangava, localizadas a poucas horas da capital
  • O que você precisa saber?

Lá não possui nenhum comércio, por isso, o ideal é levar algo de casa para comer, caso queira passar muito tempo por lá.

A praia conta com uma piscina natural, ideal para mergulho livre e vista privilegiada da Ilha das Palmas, onde fica o Clube de Pesca de Santos, exclusivo para sócios.

3. Paúba, São Sebastião

Paúba é interligada à Maresias por uma trilha; as duas são ótimas sugestões para quem quer aproveitar as praias de São Paulo
shutterstock
Paúba é interligada à Maresias por uma trilha; as duas são ótimas sugestões para quem quer aproveitar as praias de São Paulo

Ficou com vontade de conhecer uma praia nova, mas não se animou com as dicas pela falta de comodidade? Não se preocupe. Em  São Sebastião existe uma praia menos visitada que deve te agradar.

Saindo de São Paulo, você vai levar 170 km para chegar à Praia de Paúba se vier pela capital. E por lá não é preciso se preocupar com o acesso: você consegue chegar a essa praia de carro, passando por ruelas de areia batida de um vilarejo caiçara.

Paúba é vizinha da badalada Maresias, mas por ficar um pouco mais afastada da rodovia costuma ser um pouco mais preservada - embora atraia muitos turistas no período de temporada, incluindo surfistas.

  • Como chegar?

Não tem muito segredo para visitar Paúba. Ela pode ser acessada pelo km 151 da Rodovia Prestes Maia.

Você também consegue ir a pé se estiver em Maresias. O percurso tem aproximadamente 2 km, o que leva de 30 a 45 minutos de caminhada, que é moderada, mas compensa pelo visual incrível das áreas de encosta.

O pôr do sol nas praias de São Paulo também é imperdível, como mostra essa foto na Praia de Paúba
Reprodução/Flickr Rogério Cassimiro/MTur
O pôr do sol nas praias de São Paulo também é imperdível, como mostra essa foto na Praia de Paúba
  • O que você precisa saber?

A praia é pequena, mas tem uma longa extensão de areia clara e fofa. Apesar de ser de tombo, o mar está quase sempre calmo, exceto quando há ressaca, onde ondas grandes se formam, atraindo surfistas.

No canto esquerdo existe um rio de águas rasas que desemboca no mar onde os pescadores saem com suas canoas.

A infraestrutura, apesar de despretenciosa, é mais avançada do que as outras praias citadas: possui barracas, restaurantes, bares, mercados e hospedagens.

4. Castelhanos, Ilhabela

Praia de Castelhanos, uma das mais famosas praias de São Paulo, Castelhanos ainda assim é pouco movimentada
shutterstock
Praia de Castelhanos, uma das mais famosas praias de São Paulo, Castelhanos ainda assim é pouco movimentada

Se além do isolamento da cidade você procura uma beleza selvagem, Castelhanos, em Ilhabela, pode ser o destino ideal para sua viagem. Essa não é bem uma praia totalmente desconhecida, mas por conta da dificuldade ao acesso, acaba sendo um destino menos visitado, causando sensação de estar em um mundo paralelo por quem passa umas horas por lá.

Queridinha da turma off road, para chegar até a maior praia de Ilhabela (com 1,8 km) por conta própria só em veículos 4x4. A praia ainda conta com mirantes que rendem uma bela visão do paraíso natural, de onde é possível ver a baía de águas azuis formando um coração. Há também trilhas que dão para as vizinhas Vermelha, Mansa e Figueira e a Cachoeira do Gato.

  • Como chegar?

Localizada ao lado Leste da ilha e a 210 km da capital, para pisar nas areias macias de Castelhanos é preciso estar em um veículo 4x4 ou barco. Há quem também se arrisque fazer trekking ou ir de bike.

Se essa for a sua escolha, é preciso ter em mente duas informações. Primeiro: a trilha é bastante extensa, com 22 km. Segundo: o contato com a natureza é bastante intenso e há cachoeiras pelo caminho que compensam a 1h30 de trajeto.

Ao optar por ir de barco, você pode aproveitar os pacotes das agências de turismo para conhecer outras praias durante o trajeto, como Saco do Eustáquio, Praia da Caveira, Praia da Fome e Jabaquara. As saídas geralmente partem da Praia do Perequê.

Castelhanos está entre as praias de São Paulo mais bonitas; ela é famosa pelas águas azuis cristalinas
Reprodução/Flickr Deborah Napolitano
Castelhanos está entre as praias de São Paulo mais bonitas; ela é famosa pelas águas azuis cristalinas
  • O que você precisa saber?

Mantida por uma comunidade caiçara, os poucos moradores da região costumam trabalhar nos quiosques, restaurantes e pousadas do local, o que significa que há infraestrutura para consumo e hospedagem por lá.

5. Praia do Cedro, Ubatuba

Praia do Cedro, uma das belezas escondidas de Ubatuba, é uma das praias de São Paulo mais sossegadas
Lugarzinho
Praia do Cedro, uma das belezas escondidas de Ubatuba, é uma das praias de São Paulo mais sossegadas

Conhecida por quem procura um lugar para praticar mergulho, a Praia do Cedro ou Cedrinho é pequena, com areias grossas e de tombo - mas sem correnteza. Localizada na região sul de Ubatuba , é cercada pela mata atlântica e proporciona um intenso contato com a natureza.

Pouco movimentada durante a baixa temporada, a praia é ideal para todos os tipos de público pois, apesar de contar com uma trilha para seu acesso, o nível de dificuldade do trajeto é baixo, facilitando a presença de crianças e idosos no local.

  • Como chegar?

A 230 km do centro da cidade de São Paulo, para desfrutar da Praia do Cedro é preciso passar por uma trilha que dura 15 minutos. É a famosa Trilha das Sete Praias. É possível partir da Praia da Lagoinha e andar 4,5 km, passando por diversas praias, ou pela Praia da Fortaleza, com 1,5 km de caminhada. O espaço da trilha é largo e íngreme - sendo descida para chegar até lá e subida para voltar.

Essa é uma das praias de São Paulo com pouca infraestrutura para o visitante, por isso é bom ir preparado
Reprodução/Secretaria de Turismo de Ubatuba
Essa é uma das praias de São Paulo com pouca infraestrutura para o visitante, por isso é bom ir preparado
  • O que você precisa saber?

Há quiosque no local. Mas se a ideia for passar muitas horas por lá, não há problema em levar um lanche, já que não há muitas opções de bares e restaurantes. Em relação aos aparatos de praia, os banhistas conseguem alugar cadeira, mesa e guarda sol por lá, além de caiaques e pranchas de stand up paddle.

Localizada em uma área privilegiada, o passeio pode ser esticado para seus arredores, já que ela fica próxima a pontos como aquário de Ubatuba, Projeto Tamar, Sobradão do Porto, Farol do Cruzeiro e uma feira hippie.

Bonus: dicas para aproveitar sua viagem ao máximo

Saiba o que levar e dê uma olhada no caminho para aproveitar ao máximo as praias de São Paulo menos badalaas
shutterstock
Saiba o que levar e dê uma olhada no caminho para aproveitar ao máximo as praias de São Paulo menos badalaas


  • Verifique se a praia escolhida possui quiosques que oferecem comida e equipamentos para praia, como guarda-sol e cadeiras e se programe de acordo com a necessidade do local. É sempre aconselhável levar algo para comer, afinal, depois de um tempo de trilha, você não vai querer voltar logo por conta da fome, não é mesmo?
  • O ideal é carregar com sigo só o necessário. Alimentos simples, que podem saciar a fome, uma esteira, no lugar de uma cadeira, protetor solar e água são alguns dos ítens fundamentais.
  • Esqueça as bolsas de praia! Prefira mochilas, já que, em alguns casos você pode precisar das mãos para se apoiar enquanto faz a trilha. Quanto mais livre você estiver, melhor.
  • Vá de tênis ou descalço. Chinelos e sandálias podem te fazer escorregar e estragar o passeio antes mesmo de ele começar.
  • Lembre-se de passar repelente. Nas trilhas é comum a presença de insetos.
  • Saia cedo de casa para aproveitar o bom tempo, que costuma fazer na parte da manhã e tarde e também garantir um bom lugar para relaxar - apesar de serem praias escondidas, em época de temporada até mesmo essas ficam mais cheias.
  • Caso pretenda passar muito tempo na praia, é legal levar uma roupa de manga comprida para voltar. As trilhas costumam ser fechadas, e lá o tempo muda.
  • Carregue seu lixo com você. Nada de deixar restos de alimentos ou embalagens na praia.
  • Não destrua a natureza. Leve apenas recordações e fotos para casa. E, se bater saudade, é só voltar ou então buscar outras praias de São Paulo para se aventurar.
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas