Tamanho do texto

O iG Turismo conheceu três tipos de acomodações diferentes: um apartamento que possui a maior piscina suspensa da América Latina no terraço do prédio, um hostel super descolado e um hotel boutique de luxo

Quando se fala em férias de verão que destinos vêm a sua mente? Talvez as praias do Nordeste, o Rio de Janeiro ou em algum destino internacional, mas nos últimos anos São Paulo vem ganhando destaque entre os turistas. O que tem impulsionado isso é a variedade cultural e gastronômica da metrópole e os diversos tipos de hospedagem, que vão de apartamentos com piscina suspensa a hostels descolados e hotéis boutique de luxo.

Leia também: Como escolher a hospedagem ideal para cada tipo de viagem e evitar problemas

O iG Turismo visitou tipos de hospedagens diferentes em São Paulo: um apartamento, um hostel e um hotel
Reprodução/Booking.com
O iG Turismo visitou tipos de hospedagens diferentes em São Paulo: um apartamento, um hostel e um hotel


A convite da plataforma Booking.com, o iG Turismo foi conhecer três tipos de hospedagem  que possuem perfis totalmente distintos, mas são bem avaliadas pelos viajantes que estiveram na capital paulista. Essa experiência mostrou que a maior metrópole do país realmente tem opções para todos os perfis de turistas e, o mais importante, acomodações para todos os bolsos.

Antes de conhecer os tipos de hospedagem, vale ressaltar que em geral os destinos nacionais são uma tendência para os próximos meses devido à alta do dólar e a falta de planejamento dos viajantes. De acordo com uma pesquisa inédita realizada pela Booking.com, o verão é a época favorita dos brasileiros para viajar, mas faltando pouco mais de um mês da estação mais quente do ano somente 17% dos viajantes têm uma viagem programada. 

Com isso, 53% dos viajantes querem viajar pelo Brasil, 26% dos turistas querem explorar locais do seu próprio estado e 55% das pessoas pretendem fazer uma viagem rápida de até 10 dias. Outro dado interessante é que 69% das pessoas consideram a acomodação muito importante em uma viagem, e cerca de oito em cada 10 viajantes (85%) analisam com detalhe as fotos das acomodações antes de fazer a reserva.

Por esse e outros motivos, é muito importante conhecer os tipos de hospedagem disponíveis para escolher o que melhor combina com seu perfil.

Tipos de hospedagem

Entre os tipos de hospedagens, tem opções com belas vistas da varanda, quarto compartilhado e também de luxo
Reprodução/Booking.com
Entre os tipos de hospedagens, tem opções com belas vistas da varanda, quarto compartilhado e também de luxo


Na Bookig.com há mais de 30 tipos de hospedagem – incluindo iglus e casa na árvore –, mas 54% dos brasileiros ainda preferem ficar em um hotel, 26% em pousada, 14% alugam casa ou apartamento, 4% procuram dos hostels e somente 2% por camping. Esses números indicam que os brasileiros ainda possuem certa resistência em conhecer outros tipos de hospedagem.

Para abrir o leque de opções, conheça detalhes de acomodações que poder ser diferentes no estilo, mas que em comum prezam pelo máximo bem-estar do hóspede.

Vossa Bossa Consolação SP London

Tipos de hospedagem: Vossa Bossa Consolação SP London
William Amorim/iG Turismo
Tipos de hospedagem: Vossa Bossa Consolação SP London


A primeira parada do iG Turismo foi no bairro da Consolação, em um local no qual é possível alugar um apartamento para passar o dia ou as férias. Os responsáveis pelo local, Renato Marques e Matheus Maia, contam que recebem muitos turistas do Nordeste e muitos jovens que participam de festivais como o Lollapalooza.

Eles perceberam que depois da Copa do Mundo de 2014, que aconteceu no Brasil, as reservas em São Paulo aumentaram consideravelmente porque a cidade passou a chamar a atenção dos turistas pela diversidade de atrações.

Tipos de hospedagem: Vossa Bossa Consolação SP
William Amorim/iG Turismo
Tipos de hospedagem: Vossa Bossa Consolação SP


Segundo dados da pesquisa, 57% dos viajantes desejam ficar em uma hospedagem com uma vista agradável e 31% das pessoas querem ficar em uma região com muito burburinho e é justamente isso que o Vossa Bossa Consolação SP London oferece, sendo que sua localização ajuda, já que está próximo da Avenida Paulista, a mais famosa da cidade de São Paulo.

Os apartamentos contam com cama de casal, guarda-roupa, banheiro privativo, varanda com um bom espaço para sentar e admirar a vista (alguns têm até televisão) e o grande diferencial é a cozinha toda equipada. Além de facilitar a vida dos turistas que querer economizar fazendo a própria comida, o local também atrai paulistas que querem comemorar uma data especial, como o Dia dos Namorados.

Tipos de hospedagem: Vossa Bossa Consolação SP
William Amorim/iG Turismo
Tipos de hospedagem: Vossa Bossa Consolação SP


Matheus diz que os casais costumam alugar o apartamento para preparar algo no próprio quarto e curtir o momento a dois com privacidade. Além disso, podem aproveitar a infraestrutura do prédio. A principal atração é a maior piscina suspensa da América Latina, que conta com 50 metros de raia e garante uma vista de tirar o fôlego. O valor médio da diária é de R$ 200 a R$ 250, mas os valores costumam sofrer alterações em épocas de grande demanda, como no Lollapalooza.

Brasilodge All Suites Hostels

Tipos de hospedagem: Brasilodge All Suites Hostels
William Amorim/iG Turismo
Tipos de hospedagem: Brasilodge All Suites Hostels


A segunda parada foi em um lugar tão aconchegante que dá vontade de se mudar para lá. O Brasilodge fica na Vila Mariana e segue o conceito básico de um hostel, mas o que mais chama atenção é a excelente estrutura do local e o atendimento totalmente diferenciado.

Os brasileiros ainda têm certo preconceito quando se trata de hostel, talvez por ser um ambiente mais coletivo. A pesquisa da Booking.com indica, por exemplo, que apenas 4% dos viajantes buscam por esse tipo de acomodação, mas esse número sobe para 19% quando se considera apenas as pessoas que pretendem viajar sozinhas.

Para a gerente da acomodação, Simone Faure Bellini, a ideia do Brasilodge é fazer com que a pessoa se sinta em casa e, para isso, ela e os funcionários do local acabam participando da vida dos hóspedes e, assim, conseguem oferecer um serviço mais personalizado.

Tipos de hospedagem: Brasilodge All Suites Hostels
William Amorim/iG Turismo
Tipos de hospedagem: Brasilodge All Suites Hostels


Os funcionários da hospedagem, aberta em abril de 2014, não medem esforços para agradar. Fazem festa surpresa quando sabem que é aniversário do hóspede, ajudam com roteiros turísticos, possuem parceria com o comércio local para conseguirem descontos, participam dos momentos de convivência com os hóspedes, deixam a música ambiente de acordo com o público que está recebendo, auxiliam os turistas que não sabem falar nada de português e promovem um intercâmbio de livros, ou seja, você pode levar um livro para casa se deixar outro no hostel.

Simone fala que recebe todo tipo de turista e que se envolveu com as histórias de vários deles. Ela lembra que um casal que veio a São Paulo tentar engravidar e ficou no hostel, os funcionários passaram a torcer para que tudo desse certo e, quando eles finalmente conseguiram, os pais disseram que foi quarto do local que deu sorte.

O envolvimento na história foi tanto que depois que o bebê nasceu o casal levou para até o hostel para o pessoal conhecer.

Tipos de hospedagem: Brasilodge All Suites Hostels
William Amorim/iG Turismo
Tipos de hospedagem: Brasilodge All Suites Hostels


Leia também: Confira 7 bons motivos para se hospedar em um hostel; veja detalhes

Tem hóspede que gosta tanto da forma como é tratado que sempre que vem a São Paulo fica hospedado lá, um bom exemplo é uma idosa de 93 anos (quem disse que hostel é coisa de jovem?!) que sempre fica no Brazilodge. 

O ambiente é descolado, colorido, muito organizado e petfriendly. O local conta com 24 quartos, nas opções compartilhados (só para homens e só para mulheres) e privativos (para casais ou famílias). Todos os quartos possuem banheiro e nos que são compartilhados, cada cama tem um compartimento para guardar pertences pessoais, além de luminária, prateleira e tomada.

Tipos de hospedagem: Brasilodge All Suites Hostels
William Amorim/iG Turismo
Tipos de hospedagem: Brasilodge All Suites Hostels


Mesmo sendo um hostel, é oferecido o serviço de camareira e o café da manhã está incluso. Após a refeição, a cozinha fica livre para os hóspedes usarem seguindo a regrinha do "usou, lavou, guardou".

Uma diária individual no hostel pode custar em média R$ 59,50 e para uma família de até quatro pessoas, R$ 338,00. Os valores podem variar de acordo com a temporada, a busca e o tipo de reserva. A hospedagem também oferece serviços extras como um transfer do aeroporto no valor fixo de R$ 20,00 de Congonhas e R$ 70,00 de Guarulhos.

L'Hotel PortoBay São Paulo 

Tipos de hospedagem: L'Hotel PortoBay São Paulo
William Amorim/iG Turismo
Tipos de hospedagem: L'Hotel PortoBay São Paulo


A última parada foi em um hotel boutique cinco estrelas na região da Avenida Paulista. Comparado aos outros hotéis da região, o L'Hotel PortoBay é pequeno, possui 84 quartos, por isso, a gerente de vendas e eventos Thais Ramos afirma que o local consegue oferecer um atendimento diferenciado.

Clássico e com uma decoração mais clean , os quartos são amplos, sofisticados e possuem detalhes em madeira que deixam o ambiente mais rústico e aconchegante. Os hóspedes são recebidos nos quartos com água, brigadeiro e frutas sem nenhum custo adicional.

O hotel possui quartos mais “simples” e outros um pouco mais estruturado (com mais de um ambiente e banheira). A decoração do local conta com obras de arte como uma tapeçaria do século XVI que fica em destaque no hall de entrada – sendo que outras tapeçarias como essa estão em museus e palácios da Europa. Inclusive, há itens antigos à venda no hotel.

Tipos de hospedagem: L'Hotel PortoBay São Paulo
William Amorim/iG Turismo
Tipos de hospedagem: L'Hotel PortoBay São Paulo


O café da manhã está incluso e as dependências do hotel contam com academia, local para massagem, ofurô, sauna e uma piscina aquecida com teto retrátil que é aberto em dias de calor. Thais fala que a hospedagem sempre recebia muitas pessoas que vinham a São Paulo a trabalho, mas isso mudou nos últimos anos. Hoje o hotel está recebendo muitos turistas, tanto que está sendo estudada a ideia de fazer áreas de lazer para crianças porque esse público é uma nova realidade.

Muitas pessoas da capital também buscam tipos de hospedagem como essa para passar o dia e desfrutar do que a acomodação tem a oferecer. Muitas noivas também escolhem o L'Hotel PortoBay para se arrumar para o grande dia. O valor de uma diária gira em torno de R$ 600 nos quartos mais simples, R$ 1,4 mil para até duas pessoas em um suíte maior e R$ 2,5 mil para até quatro pessoas em uma suíte com direito a banheira.

Tipos de hospedagem: L'Hotel PortoBay São Paulo
William Amorim/iG Turismo
Tipos de hospedagem: L'Hotel PortoBay São Paulo


Leia também: Turismo colaborativo: troque suas habilidades por hospedagem 'de graça'

A pesquisa da Booking.com, que envolve os tipos de hospedagem  e o comportamento do viajante brasileiro durante as férias de verão, foi realizado com 1.018 pessoas nas cinco regiões do País.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.