Vesúvio, na Pompeia, o vulcão está apenas adormecido e atrai centenas de turistas
Pixabay
Vesúvio, na Pompeia, o vulcão está apenas adormecido e atrai centenas de turistas

Visitar vulcões pelo mundo é uma aventura e tanto para turistas e essas montanhas sempre chamam a atenção, principalmente quando são “sinal de vida”, como aconteceu com o vulcão Cumbre Vieja, localizado nas Ilhas Canárias já era considerado inativo havia algumas décadas, mas voltou a dar sinais de atividade na última semana, até entrar em erupção no domingo (19).

Apesar da distância, o que chamou a atenção dos brasileiros é que  a atividade do Cumbre poderia causar um tsunami no litoral baiano.  Embora existam muitos vulcões ainda ativos que atraem turistas de todo o mundo, há quem tenha o receio de se aproximar desses locais, por isso, listamos aqui cinco vulcões já inativos para visitar sem medo e aproveitar paisagens deslumbrantes.

Thríhnúkagígur, na Islândia

Inativo há mais de quatro mil anos, não há indícios de que o Thríhnúkagígur voltará a entrar em erupção em um futuro próximo. O nome dele, quase impronunciável, significa "Cratera dos Três Picos", em tradução direta. As três crateras chegam a uma altura de cerca de 20 km ao sudeste da capital e está em uma área protegida do Bláfjöll Country Park.

Monte Pelée, na França

Localizado ao norte da Martinica está inativo desde 1902, quando teve uma das erupções mais dramáticas da história, que liberou uma nuvem de ar tóxico que se espalhou a uma velocidade de mais 500 km/h. Na ocasião, toda a cidade de Saint-Pierre foi completamente destruída e mais de 30 mil pessoas foram mortas pela inalação dos gases quentes e desmoronamentos. Com 1.397 m de altura, o Monte Pelée, ou “montanha pelada” em tradução direta, oferece paisagens incríveis nas trilhas cercadas por verde.

(Continue a leitura logo abaixo)

Leia Também


Molokini, no Havaí

Localizado próximo à costa da Ilha de Maui, o Molokini tem cerca de 800 m de largura e 50 m de altura, acima do nível do mar. Sua formação é derivada de uma cratera vulcânica causada por uma erupção de um vulcão subaquático. É possível explorar as belas águas que circulam a cratera do vulcão havaiano mergulhando com um tubo de respiração para vislumbrar um recife de coral que fica protegido das ondas e é guardado como um santuário para diversas espécies marítimas.

Há uma lenda havaiana que conta a história de uma deusa do fogo chamada Pelé e uma bela lagartixa gigante que se apaixonaram por um príncipe. Com ciúme e raiva, Pelé cortou a lagartixa ao meio e a transformou em pedra. Enquanto sua cabeça caiu ao lado da praia de Makena, sua cauda é o que hoje conhecem como Molokini.

One Tree Hill, na Nova Zelândia

Localizado em Auckland, ou Maungakiekie, já foi parte da maior fortificação Maori, construída no topo das formações vulcânicas, onde hoje está o Parque Coenwall, famoso por ter uma criação de ovelhas.

O pico do vulcão é marcado por um obelisco construído em homenagem ao povo Maori, junto ao túmulo de Sir John Logan Campbell, conhecido como fundador da cidade. Em 1850, um grupo de trabalhadores descontentes acabou derrubando a famosa árvore que ficava no topo da colina e que dá nome ao lugar até hoje.

Furna do Enxofre, em Portugal

Localizado ao Sudeste da Caldeira da Ilha Graciosa, é possível caminhar aos arredores e até mesmo no interior das ruínas de um vulcão na Furna do Enxofre. Após descer as escadas vulcânicas, há um enorme lado protegido por um telhado em forma de cúpula.

Existem duas aberturas na caverna que permitem a entrada de luz solar, o que dá um brilho único nas formações rochosas em determinados momentos do dia. Apesar de belo, o vulcão não está tão bem preservado e o odor, para alguns, pode não ser tão agradável, o local se chama “Caverna do Enxofre” por um motivo.

Monte Kilimanjaro, na Tanzânia

Um vulcão com três cones distintos, chamados Kibo, Mawenzi e Shira e é a montanha mais alta da África, a cerca de 5.895 m acima do nível do mar. O local atrai muitos adeptos de montanhismo devido à grande escalada – considerada bem difícil.

Para quem prefere apenas uma caminhada mais tranquila o Parque Nacional do Monte Kilimanjaro está localizado na base, onde é possível apreciar a vida selvagem.

Monte Vesúvio, na Itália

Vesúvio conta uma grande história de tragédia
Pixabay
Vesúvio conta uma grande história de tragédia

Localizado na cidade de Nápoles e com mais de mil metros de altura, a erupção mais recente dele foi em 1944, matando 26 pessoas e retirando mais de 12 mil de suas casas. Ao contrário dos demais vulcões listados, continua ativo até hoje, estando apenas adormecido. Este vulcão é famoso por ter matado toda a população de Pompeia em menos de 20 minutos no ano de 79 d.C.

A cidade atrai centenas de turistas e ainda é possível ver muito da arquitetura local da época, além dos vestígios de moradores da cidade, que tiveram a forma dos corpos preservadas graças às cinzas vulcânicas. Como ainda pode entrar em erupção a qualquer momento, a montanha é supervisionada por cientistas 24 horas por dia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários