Buenos Aires é uma cidade que sempre aparece nos destinos mais em conta para os brasileiros. Próxima ao sul do país, é uma ótima opção, por exemplo, para curtir em feriado de curta duração.

Leia também: De SP a Buenos Aires economizando 86% - saiba como é viajar numa low cost

Já que em 2020 serão seis feriados prolongados, o iG Turismo montou um roteiro de três dias pela capital argentina por locais pouco explorados pelos turistas. Detalhe: a rota por Buenos Aires  inclui visitadas que cabem no bolso e tornam sua estadia mais agradável.

Dia 1: Reserva Ecológica + Avenida Corrientes e Pizzaria Guerrín + Los Galgos

Buenos Aires tem bairros muito arborizados e locais tranquilos no meio do agito da cidade. Quem busca ter mais contato com a natureza precisa conhecer a Reserva Ecológica Costanera Sur .

Com mais de 350 hectares de área e uma infinidade de fauna e flora, a Reserva é muito procurada para observação de pássaros e para a prática de exercícios. Aberta de terça à domingo, a Reserva tem horários especiais de verão e inverno: verão (entre novembro e março) das 08h às 19h; inverno (entre abril e outubro) das 08h as 18h. Dá para marcar visitas guiadas pelo site visitasguiadas_recs@buenosaires.gob.ar. 

Depois de passar o dia ao ar livre, dê uma passada na Avenida Corrientes . Uma espécie de “Avenida Paulista” de Buenos Aires, a via tem um lado fechado para pedestres que se transforma num grande calçadão. Por lá você encontrará dezenas de teatros e livrarias, além de muita comida. Entre as opções para um lanche rápido está a Pizzeria Guerín

Fundada em 1932, a pizzaria vende um generoso pedaço de pizza por 65 pesos argentinos (R$ 4). O prato ainda vem acompanhado de uma fatia de fainá, espécie de massa de grão de bico que combina perfeitamente.

Para o jantar, conheça o restaurante Los Galgos . O estabelecimento é muito tradicional e pode ser acessado a pé da Avenida Corrientes. O cardápio conta com maravilhosos croquetes de espinafre e tortilha espanhola. O preço é acessível. As entradas custam em torno de 300 pesos (R$ 21), os pratos principais 500 pesos (R$ 35) e bebidas a 200 pesos (R$ 14).

Dia 2: Pulpería Quilapán + San Telmo + Espetáculo Ao Ver Verás


A vida em Buenos Aires só começa depois das 10h da manhã. Então caso queira começar seu roteiro já no almoço, a melhor opção é a Pulpería Quilapán . O restaurante administrado pelo francês David Boree fica num prédio com mais de 300 anos onde já funcionou um cortiço. A decoração é diferente e, ao mesmo tempo, acolhedora.  

O destaque vai para a experiência de fazer suas próprias empanadas salteñas e comê-las. O chefe colombiano Rafael ministra uma rápida aula de cozinha aos turistas que agendam horário no site da Pulpería ou pelo TripAdvisor por 550 pesos argentinos (R$ 39) - incluindo duas empanadas e uma taça de vinho. O menu executivo sai por 300 pesos (R$ 21).

Depois de almoçar,  conhecer o bairro de San Telmo é uma ótima pedida. Dá para ir a pé até o Museu de Arte Moderna , visitar um pequeno Museu de Cera, conhecer lojinhas e brechós e chegar até a praça de San Telmo que tem uma feira de artesanato muito popular.

No fim da noite, vale passar no Instituto Mercedes Sosa para assistir ao espetáculo Ao Ver Verás , uma projeção de luzes e curta-metragens nas paredes de um convento de 1.700. A entrada para o espetáculo custa 500 pesos (R$ 35) e estará em cartaz durante todo o ano.

Dia 3: Malba + El preferido + visita guiada em Colegiales +ronda de bares

No último dia em Buenos Aires você não pode deixar de conhecer o museu Malba , onde está exposta a obra Abaporu, de Tarsila do Amaral. O espaço é pequeno e dá para visitar rápido. Além da artista brasileira, outros grandes nomes como Frida Kahlo e Di Cavalcanti também estão no museu. A entrada custa 280 pesos (R$ 20) para adultos e 140 (R$ 10) para estudantes e professores. O museu é aberto de quinta à segunda das 12h às 20h e nas quartas das 12h às 21h.

Na pausa do almoço, outro espaço tradicional da cidade: o El Preferido . Com a oportunidade de almoçar na calçada ou dentro do salão, no restaurante são utilizados apenas produtos orgânicos e os embutidos são feitos artesanalmente. No menu destacam-se o melão com jamón e as panquecas com doce de leite. Os pratos mais simples custam 200 pesos (R$ 14) e, o mais sofisticado, 1.300 pesos (R$ 93).

Durante a tarde, experimente passear pelo bairro Colegiales. O Ente de Turismo de Buenos Aires realiza visitas guiadas todos os dias, sendo às 11h em inglês e às 17h em espanhol. O valor do tour varia de 200 a 300 pesos (R$ 14 a R$ 21) e é necessário agendamento no site Travel Buenos Aires. Por lá o turista encontrará o Mercado de las Pulgas e a lanchonete Chori .

Especialista em “choripan gourmet” a lanchonete faz os famosos lanches com linguiça em vários recheios. Cada lanche custa 260 pesos (R$ 18). No Chori o turista também pode experimentar o fernet, uma bebida tradicional da Argentina misturada com coca-cola.

Iniciando a noite, dá para se despedir de Buenos Aires com alguns drinks legais. O bar Sifón , no bairro de Chacarita, tem uma decoração rústica e recebe um público jovem. Por lá as bebidas são feitas a base de soda (água com gás) e toda mesa recebe seu sifón. O preço 75 até 500 pesos (R$ 5 até R$ 35).

Para fechar a rota de bares, visite o La Fuerza , especialista em Vermú, bebiba alcoólica a base de vinho. Por lá o turista tem três opções: vermelho, branco ou primavera, todos por 170 pesos (R$ 12). O bar também oferece petiscos a preços baixos.

Onde se hospedar?

O bairro de Palermo é um dos melhores para hospedagem e se você é jovem e quer unir baixo preço e conforto, umaopção é o hostel Selina . Localizado em Soho, o estabelecimento tem 200 camas entre quartos compartilhados e privados, cozinha compartilhada, biblioteca e até cinema.

O Selina tem no 10º andar um rofftop para quem está hospedado e para os demais frequentadores da cidade. No térreo, os hóspedes têm disponível uma lojinha de roupas e alimentos, além de um pequeno restaurante para o café da manhã. Aulas de yoga e bicicletas também são disponibilizadas.

Leia também: Destinos "instagramáveis" para conhecer na Espanha

O valor da estadia no hostel Selina em Buenos Aires depende do tamanho do quarto. Uma projeção de permanência para três pessoas - entre 28 de fevereiro e 2 de março - por quatro dias e café da manhã incluído, custa 23.604 pesos (R$ 1.510).

Para quem não quer ficar num hostel, outra opção é se hospedar no Alvear Palace no bairro de Recoleta. Numa projeção de sete dias, feita no TripAdvisor, a hospedagem para um casal sai por R$ 1.774. Para aqueles que preferem o combo café da manhã + hospedagem, o Hotel Madero oferece tudo por R$ 1.137 para um casal.

    Veja Também

      Mostrar mais