Tamanho do texto

Taxa será cobrada dos turistas que visitarem o local, mas não passarem a noite por lá. Quem se hospeda no destino já paga um valor a mais por diária

O turista que visitar Veneza e passar apenas o dia por lá, sem pernoitar no local, vai ter de pagar uma taxa a partir de julho de 2020. A cobrança deve começar com o valor de 3 euros, aproximadamente R$ 13, em caráter experimental, e subir gradualmente até 8 euros (cerca de R$ 36) em dias úteis e 10 (cerca de R$45,5) aos finais de semana e feriados. 

veneza arrow-options
shutterstock
Cobrança para os turistas que passarem apenas um dia em Veneza deve começar em 3 euros, cerca de R$ 13

Leia também: Turista se dá mal ao tomar banho de sol em Veneza e leva multa de R$ 1 mil

Essa taxa para os visitantes de Veneza já era para estar em vigor. Ela estava prevista para começar em setembro passado, prazo que depois já havia adiado para 1º de janeiro de 2020.

Segundo o secretário de Orçamento de Veneza, Michele Zuin, o novo adiamento se deve a "situações objetivas que não dependem da Prefeitura", mas garantirá que a iniciativa esteja em pleno funcionamento no primeiro dia de aplicação, em julho.

Quem vai pagar a taxa e quem estará isento

A cobrança atingirá turistas que visitarem a Lagoa de Veneza e as ilhas da cidade, mas sem pernoitar na região, como passageiros de navios de cruzeiro.

Leia também: O que conhecer em um cruzeiro pelo Mediterrâneo pela Grécia, Itália e Montenegro

Ao todo, 22 categorias serão isentas, como moradores da região do Vêneto, pessoas em busca de tratamento médico, deficientes físicos, trabalhadores pendulares e estudantes.

A Prefeitura pretende desenvolver nos primeiros meses de 2020 um sistema para solicitação de isenção e outro para fazer a arrecadação da taxa online. Também haverá postos de cobrança em terra firme e nas províncias vizinhas a Veneza . A nova data ainda depende da aprovação da Assembleia Municipal, mas o prefeito Luigi Brugnaro conta com maioria na casa. 

No momento, já existe uma taxa para quem se hospeda no destino.  Aqueles que dormem no centro histórico já pagam a "tassa di soggiorno", que varia de um a cinco euros por diária.