Tamanho do texto

É preciso atenção para chegar ao aeroporto e não ser barrado pela imigração

Quer viajar para Portugal? Queridinho dos turistas brasileiros, o destino não exige visto para quem viaja do Brasil até lá para permanecer por até 90 dias. Entretanto, é importante estar atento aos requisitos das autoridades portuguesas para entrar no país europeu, que são exigidos na chegada aos aeroportos.

Leia também: 10 razões que tornam Portugal destino obrigatório para os brasileiros

Portugal
shutterstock
Quer viajar para Portugal e aproveitar as atrações do país? Saiba quais documentos você não pode deixar de levar

Em 2018, foi barrado um número sem precedentes de brasileiros que foram viajar para Portugal . 2.856 pessoas foram mandadas de volta, mais que o dobro do registrado em 2017 e o equivalente a 76% do total de pessoas enviadas para casa no balcão da imigração.

Estas são pessoas que se apresentaram nos aeroportos sem vistos de entrada adequados e sem apresentar motivo válido para entrada ou conseguir comprovar que é, de fato, turista. Para não enfrentar problemas na hora de entrar no país, saiba quais documentos você precisa levar! 

1. Passaporte

É necessário estar com o passaporte brasileiro em mãos para passar na imigração. A validade do documento deve superar em pelo menos três meses o período que o turista pretende permanecer em Portugal. Se o tempo pretendido de estadia for maior do que 90 dias, é necessário obter visto.

2. Comprovante de estadia

O turista precisa comprovar que tem um lugar para se hospedar em Portugal. Ou seja, mostrar uma reserva de hotel ou alojamento semelhante. Para quem vai ser acolhido na casa de parentes, é imprescindível mostrar uma carta-convite do anfitrião, com o endereço da sua residência e a indicação de qual voo o turista vai pegar para posteriormente deixar o território português.

3. Passagens de ida e volta

É necessário ter em mãos as passagens de ida e de volta (ou, então, de saída para um terceiro país, caso o plano seja de seguir a viagem a outro destino depois de Portugal). A comprovação de que o turista já tem um voo reservado para retornar para casa é muito importante para indicar que os seus planos não são de permanecer sem autorização das autoridades no país por mais de 90 dias.

4. Seguro saúde

É obrigatório que o turista tenha contratado um seguro de saúde para entrar em Portugal e mostre documentação de comprovação. Esta é, inclusive, uma recomendação do Ministério de Relações Exteriores do Brasil para qualquer viagem ao exterior, uma vez que os consulados e embaixadas brasileiros não têm autorização para arcar com eventuais custos de saúde de turistas em outros países.

Leia também: Seguro viagem: veja tipos, garantias e coberturas deste serviço

5. Planos de viagem

Outro item que pode ser pedido pelas autoridades portuguesas são documentos que mostrem o itinerário da viagem. Servem, por exemplo, comprovante de reserva para uma excursão ou qualquer outro indicativo da sua programação turística. Se o viajante não tiver já passagem comprada, deverá mostrar que tem os meios financeiros para fazê-lo licitamente.

Em caso de viagem a trabalho, o itinerário turístico não é necessário. Mas pode ser requerido mostrar um comprovante das motivações profissionais do viajante. Por exemplo, o convite de uma empresa ou entidade para participar de algum evento; ou, então, um comprovante da intenção de comparecer a um congresso ou feira, por exemplo. O tempo máximo de 90 dias de estadia também se aplica neste caso.

6. Meios de subsistência

É necessário que os brasileiros mostrem que têm os recursos necessários para permanecer em Portugal. Por isso, cada passageiro deve dispor de 75 euros na hora de entrar no país, além de outros 40 euros por dia de permanência.

Leia também: Fazer compras no exterior vale a pena? Especialista dá dicas para não se enrolar

Quem comprovar ter já garantidas as condições de alojamento e alimentação durante a viagem poderá ser dispensado deste requisito.  Os valores não precisam ser apresentados necessariamente em dinheiro vivo. Também servem cheques de viagem e cartões de crédito em mãos para viajar para Portugal .