Tamanho do texto

O trem turístico, que percorre uma linha de 350 km, está procurando alternativas para reabrir o vagão com mais segurança para os turistas

Quando uma pessoa faz algo de errado, todos pagam. Foi isso que aconteceu com o trem turístico Coastal Pacific, que percorre a costa da Ilha do Sul da Nova Zelândia , entre as cidades de Picton e Christchurch. A quantidade de turistas tirando selfies perigosas fez com que o serviço interditasse seu vagão a céu aberto, que permitia uma bela visão aos passageiros.

Foto de um passageiro colocando a cabeça para fora do trem, que percorre a costa da Ilha Sul da Nova Zelândia
shutterstock
O trem turístico Coastal Pacific teve de interditar um vagão sem janelas para evitar selfies perigosas dos turistas

Segundo o jornal britânico Independent , Katie McMahon, gerente geral do grupo KiwiRail - responsável pela gestão da linha do trem turístico -, afirma que a decisão foi necessária para que o passeio pudesse continuar a ser comercializado como uma opção segura para toda a família.

"Apesar dos inúmeros avisos e anúncios a bordo dos trens mostrando os perigos, já vimos diversos passageiros com paus de selfies , iPads e até mesmo com o corpo para fora do vagão, muitas vezes desavisados sobre os túneis da linha. Precisamos parar com isso, ou não podemos dizer que nosso serviço é seguro ", reitera.

Readequando a segurança do trem turístico 

Homem olhando para fora do vagão do Coastal Pacific, com vista para as montanhas
Reprodução/Instagram/doncey12
A linha Coastal Pacific percorre cerca de 350 km do litoral da Ilha Sul da Nova Zelândia, proporcionando belas vistas

No entanto, a interdição não deve ser permanente. A gerente geral garante que a companhia deve procurar reestruturar o vagão, com janelas ou grades de ferro para conter os turistas que fazem o roteiro pela Ilha Sul da Nova Zelândia , evitando, assim, possíveis  acidentes .

"Esperamos chegar a uma solução rapidamente, para que os vagões possam ser re-inaugurados com segurança", conclui a respeito da situação com o trem turístico , que circulará sem a opção do vagão a céu aberto durante os próximos dias.