Tamanho do texto

Artista Stephanie Leigh decidiu inovar na forma de registrar as suas viagens

A cena se repete em qualquer um dos pontos turísticos espalhados pelo mundo. O monumento, a ponte ou o prédio histórico está lá e, diante dele, muitas pessoas com seus celulares nas mãos fazendo selfies. Entretanto, Stephanie Leigh resolveu mudar e inovar na forma de registrar suas viagens. 

Leia também: Trem turístico interdita vagão a céu aberto para evitar selfies perigosas

Mulher se finge de morta em pontos turísticos pelo mundo
Reprodução/Instagram/@stefdies
"Morte" em pontos turísticos ao redor do mundo faz sucesso nas redes sociais

A artista, que é norte-americana, mas mora em Londres no momendo, se finge de morta em todos os pontos turísticos que visita. As fotos fazem parte de um projeto chamado "Stefdies", um trocadilho com seu nome e a palavra morte, em inglês. 

Leia também: 10 destinos não convencionais que vão valorizar sua selfie durante a viagem

Stephanie reúne os registros em uma página do Instagram que já soma quase 20 mil seguidores. Ela já passou pela Torre Eiffel e pela Catedral de Notre Dame, assustou uma princesa da Disney e mais. Veja alguns dos registros na galeria: 


A motivação para essas fotos um tanto quanto diferentes? Stephanie explica, em seu site, que isso é um protesto, um movimento "anti- selfie ". Ela diz ainda que não usa equipamentos especiais ou luz artificial, apenas faz as fotos nas condições do local. 

"Nada é premeditado ou programado. Se encontro um local ou um momento que seja provocador, vou fazer uma foto 'Stefdie'", afirma a artista. 

Leia também: Descubra quais são os 7 melhores lugares para tirar selfie em São Paulo

Ela diz ainda que fazer uma foto em um dos  pontos turísticos  se fingindo de morta é, na verdade, uma forma de celebrar a vida. "Temos a oportunidade de 'morrer antes de morrer' e realmente aproveitar o momento da foto como devemos fazer na vida", comenta Stephanie. Será que a moda pega?