Com bastante diversidade, atrações "gay-friendly" e até festivais LGBT, aqui vão cinco cidades no Peru que prometem atrair e agradar o público gay

Em média, 3,5 milhões de turistas visitam o Peru todos os anos - e o país quer aumentar esse número. Atualmente, a Promperú (Comissão de Promoção do Peru para a Exportação e o Turismo) está investindo em ações e estratégias para o país se tornar um destino atraente para o público LGBT .

Leia também: Explore a América do Sul em viagem de ônibus, curta as paisagens e economize

A cidade de Arequipa, no Peru, é conhecida por sua diversidade e herança colonial
shutterstock
A cidade de Arequipa, no Peru, é conhecida por sua diversidade e herança colonial


Cinco cidades específicas do Peru foram priorizadas para receber o investimento e chamar turistas LGBT: Lima, Ica, Arequipa, Cusco e Loreto. Conheça um pouco mais sobre cada uma delas.

Lima

Capital do país, Lima possui casas noturnas, bares, entre outros estabelecimentos gay ou
shutterstock
Capital do país, Lima possui casas noturnas, bares, entre outros estabelecimentos gay ou "gay-friendly"


Capital do país, é uma das maiores e, por isso, atrai todos os públicos. Especificamente, Lima conta com diversas casas noturnas, bares e estabelecimentos gay ou “gay-firendly”. Com espetáculos de drag queen, a cidade também oferece festivais de filmes LGBT, como o Outfest Peru, que acontece todo mês de junho; peças de teatro e exposições de arte focando na diversidade.

Ica

Com diversos resorts e hotéis, um dos principais atrativos de Ica são as linhas de Nazca
Divulgação
Com diversos resorts e hotéis, um dos principais atrativos de Ica são as linhas de Nazca


Em meio ao deserto, mas próxima do mar, a região de Ica é uma experiência imperdível para quem visita o país. Com resorts e hotéis “gay-friendly”, é um local extremamente democrático, com atrações para todos os gostos. Os mais ativos podem se divertir nas dunas, cruzando-as em carros tubulares e deslizando em sandboards. Enquanto isso, os mais sofisticados podem aproveitar para visitar os inúmeros vinhedos onde se produz o tradicional Pisco, bebida típica do país.

Leia também: Veja dicas e locais imperdíveis para fazer uma viagem perfeita por Machu Picchu

Além disso, é em Ica que ficam as enigmáticas linhas de Nazca, visíveis apenas do alto.

Cusco

Mais do que apenas Macchu Picchu, Cusco é palco de diversas festas LGBT
shutterstock
Mais do que apenas Macchu Picchu, Cusco é palco de diversas festas LGBT


Apesar de ser um destino icônico, Cusco é uma cidade bastante alternativa e diversa, que recebe muito bem turistas LGBT, sendo palco de algumas das maiores festas gay do país, como as realizadas no bar Fallen Angel, e as temáticas de Dia das Bruxas e Réveillon.

Os turistas que visitarem a cidade também não podem deixar de conhecer a famosa Machu Picchu, a cidadela em ruínas do Império Inca. Também vale visitar o Vale Sagrado.

Loreto

O turismo em Loreto foca na floresta amazônica; cruzeiros fluviais levam turistas para conhecer a selva
Divulgação
O turismo em Loreto foca na floresta amazônica; cruzeiros fluviais levam turistas para conhecer a selva


Apesar de pouco conhecida, Loreto é uma região às margens da floresta amazônica para quem curte turismo natural e prefere climas tropicais. Com diversos bares, restaurantes e discotecas para todos os gostos, é desde essa cidade que partem os cruzeiros fluviais que levam os turistas para percorrer o rio Amazonas e conhecer a floresta em roteiros que variam de quatro a sete dias.

Arequipa

Mais do que a cidade, quem for a Arequipa precisa conhecer o cânion Colca, um dos mais profundo do mundo
shutterstock
Mais do que a cidade, quem for a Arequipa precisa conhecer o cânion Colca, um dos mais profundo do mundo


Cercada por vulcões, Arequipa é conhecida como a “Cidade Branca”. Com clima mais fresco, suas charmosas ruas coloniais, repletas de barzinhos, centros comerciais e museus são ideais para quem curte um passeio mais cultural e boêmio.

Leia também: Casal australiano vai da Patagônia ao Peru e passa 6 meses viajando de bicicleta

Mas vale também explorar os arredores de Arequipa para conhecer o Colca, um dos cânions mais profundos do mundo, que abriga vilas tradicionais, paisagens oníricas, fontes termais e uma das culinárias regionais mais importantes do país. É de lá que se pode observar o condor, pássaro selvagem e símbolo do Peru , em seu estado natural.  

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.