Tamanho do texto

A cidade conta com uma arquitetura europeia e é conhecida pelas vinícolas

Flores da Cunha, no Rio Grande do Sul, é um destino cheio de atrativos, conhecido principalmente pela produção de vinhos e pela cultura italiana. Assim como toda Serra Gaúcha, essa simpática cidade é uma boa pedida para ser visitada o ano todo. 

Flores e placa com nome da cidade
Photo Traço
Flores da Cunha é uma cidade da Serra Gaúcha cheia de atrativos turísticos

Leia também: Quer curtir os vinhos da Serra Gaúcha? Veja os destinos indicados para isso

Os principais roteiros de Flores da Cunha envolvem o Compassos da Mérica Mérica, que fundem tradição italiana e lazer, e Otávio Rocha Vila Colonial, que une as duas características mais marcantes da cidade: a Itália e o vinho. Veja os detalhes de cada roteiro: 

Roteiro Rural Compassos da Mérica Mérica

Propriedade rural
Reprodução/Compassos da Mérica Mérica
No roteiro de Compassos da Mérica Mérica, o visitante pode participar da colheita de frutas no pomar

O Roteiro Rural Compassos da Mérica Mérica é composto por nove empreendimentos, como vinícolas, restaurantes e até agroindustriais. A visita é uma imersão na tradição italiana e na cultura local, com direito a histórias e comidas típicas. Veja os principais pontos:

  • Adega Mascarello

Lá são produzidos vinhos, sucos e espumantes. Há atendimento ao público para visitação, degustação e venda dos produtos. As uvas são produzidas pela família, em vinhedos próprios.

  • Vinícola Veadrigo

A Vinícola Veadrigo preza a tradição do trabalho familiar, seja no cultivo das uvas, em vinhedos próprios, na elaboração dos vinhos de mesa e vinhos finos, como na elaboração da farta gastronomia típica da Itália. Diariamente é possível realizar visitas e acompanhar o processo de elaboração dos vinhos e vivenciar tradições da cultura italiana .

  • Casa Gilioli

A família Gilioli veio direto da Itália. No Galpão da propriedade da Vinícola Gilioli são servidas refeições sob agendamento, com cardápio típico, elaborado em ambiente temático e aconchegante.

Adega da casa gilioli
Reprodução/Compassos da Mérica Mérica
A casa Gilioli tem suas origens somadas ao amor a terra e o cultivo da videira trazidos de seus antepassado


  • Vinícola Pagno

Em um local cercado de vinhedos, bosques, igrejas e muitas histórias está situada a Propriedade da família Pagno, que chegou com os primeiros imigrantes, em 1875. Os visitantes podem também usufruir dos passeios de carretão e saborear sucos, vinhos, polenta, fortáia, salame, queijo, pão, chimias, copa, cucas e biscoitos.

  • Propriedade Rural de Joel Bolzan

Integrada nos caminhos que unem as propriedades do roteiro Compassos da Mérica
Mérica está a propriedade de Joel Bolzan e família. O visitante participa de um animado passeio de carretão pelas terras da propriedade, da colheita de frutas no pomar, fazer um sapeco de pinhão. Em época de vindima, é possível participar da tradicional pisa da uva.

Leia também: 11 imperdíveis rotas de vinhos

Otávio Rocha Vila Colonial

Parque com cachoeira
Vanessa Pegoraro
O Parque da Gruta é um dos lugares mais bonitos de Flores da Cunha, com uma cachoeira que chama a atenção

Visitar Otávio Rocha é vivenciar de perto a cultura italiana preservada nos costumes e memórias, já que é um dos recantos de preservação da memória da imigração. O local é rodeado por belezas naturais, muitos atrativos turísticos,  farta gastronomia e bons vinhos, e é uma opção para incluir em seu roteiro de viagem.  Veja os cinco principais integrantes do roteiro:

  • Parque da Gruta

O parque da gruta é um lugar perfeito para passear, tirar fotos e curtir a natureza. Abriga a imagem de Nossa Senhora das Graças em meio à mata e ao pé da queda d’água com mais de 30 metros. O local tem recursos essenciais para camping. Em todo mês de dezembro, os moradores locais e os turistas se juntam para a Festa da Gruta.

  • Doces Silber: caminho dos mirtilos

O caminho dos mirtilos consiste em conhecer as plantações de mirtilo da família Silber, que oferece doces de vários sabores e colheita em época de mirtilo, com os visitantes identificando diferentes espécies, contemplação da bela paisagem e degustação dos produtos. A pessoa pode desfrutar da natureza e ainda conhecer uma pequena gruta no próprio local.

  • Casa Gazzaro

A Casa Gazzaro proporciona ao turista momentos únicos e inesquecíveis, tanto ao ar livre como em seu espaço interno, onde poderá saborear além de espumantes, vinhos e sucos, tábuas de frios e bruschettas elaboradas pela Casa.

Garrafa de vinho
Reprodução/Instagram/Otaviorochavilacolonial
A Casa Gazzaro centraliza toda a elaboração de vinhos, sucos eespumantes da marca.


  • Pauletti Vinhos e Vinhedos

Na casa da família Pauletti, a uva e o vinho sempre estiveram presentes. A casa, construída em 1906,  proporciona aos seus visitantes a experiência de conhecer o meio rural, desde o cultivo da parreira manualmente até à arte e dedicação da elaboração dos vinhos.

Leia também: Para amantes de vinho: dicas para aproveitar o melhor do enoturismo no Brasil

  • Slaviero Uvas

A família Slaviero foi uma das pioneiras na produção da uva de mesa em Flores da Cunha . Os visitantes podem colher e depois pagar pelo produto, e ficam livres para conhecer a propriedade. Além disso, há a venda de produtos coloniais, como salames, queijos, pães, geleias, suco de uva, vinhos e frutas da estação, e os turistas ganham degustação.