Ainda pouco visitado pelos brasileiros, Tocantins promete chamar a atenção dos viajantes, já que é o cenário da nova novela das 21h da Rede Globo, “O Outro Lado do Paraíso”. Diversas cenas da trama foram gravadas na região do Jalapão, especialmente nas cidades de Ponte Alta do Tocantins, Mateiros e São Félix do Tocantins. Palmas, capital do estado, também é cenário da novela, praticamente completando um circuito turístico pela região.

Leia também: Adeus, inverno! 5 destinos nacionais para quem deseja fugir do frio

undefined
Creative Commons
Com muitas belezas naturais, Tocantins foi escolhido como o cenário da novela

Além destes locais, algumas cenas foram gravadas nas veredas de capim dourado e nos povoados do Mumbuca e Prata, comunidades remanescentes de quilombos no Tocantins . É na comunidade que Clara, interpretada pela atriz Bianca Bin, é professora.

Clara ☀️💛 📸:Raquel Cunha

A post shared by Bianca Bin (@biancafbin) on

A atriz foi uma das que ficaram encantadas com a paisagem. “Foi uma delícia gravar no Jalapão, é um lugar muito especial que quero voltar. Fiquei apaixonada, totalmente apaixonada”, disse Bianca ao site oficial da novela. “O Brasil tem tantos lugares maravilhosos que às vezes nem conhecemos, eu nunca tinha ido ao Tocantins e estou realmente encantada com essa terra.”

Além de Bianca, Rafael Cardoso foi outro que se deslumbrou com a paisagem. “Um lugar lindo, o verdadeiro paraíso. Água cristalina, pôr do sol maravilhoso, cachoeiras cristalinas”, disse o ator também ao site da novela.

undefined
Divulgação/TV Globo
Gael (Sergio Guizé) e Clara (Bianca Bin) em cena de 'O Outro Lado do Paraíso' gravada no Jalapão


Dicas de passeios

Para você que ficou com vontade de conhecer esse destino encantador, o Skyscanner, buscador global de viagens, selecionou as atrações imperdíveis da região do Jalapão que foram cenários da novela. De acordo com o buscador, abril é o período mais indicado para ir ao destino, com passagens a partir de R$549,00, ida e volta. Veja o que fazer no estado:

Ponte Alta do Tocantins

1. Cânion Sussuapara

No Cânion Sussuapara, há uma pequena cachoeira onde os turistas mais corajosos aproveitam para tomar um banho refrescante. Apesar de não ser muito alto, o cânion cria um belo cenário com suas pedras onduladas, que parecem ter sido moldadas pela força das águas em um passado distante. A vegetação ao redor também é um dos destaques e desce pelos paredões de pedras até quase encostar no riachinho que cruza a formação rochosa. 

2. Pedra Furada

A Pedra Furada é um bloco de arenito com um buraco causado por erosão que lembra um portal. O pôr do sol é uma das atrações do Jalapão, e este local é comumente procurado pelos turistas que querem apreciar o entardecer emoldurado pela rocha. Por causa disso, conhecer a Pedra Furada é uma das atividades mais requisitadas pelos turistas que querem visitar essa região no Tocantins.

Leia também: 5 destinos nacionais em que o principal atrativo é a natureza

Mateiros

1. Cachoeira da Velha

undefined
Creative Commons
Não é possível tomar banho na Cachoeira da Velha

Com uma queda d'água de mais de 100 metros de largura e 25 metros de altura, a Cachoeira da Velha é uma das mais imponentes da região. Mas atenção: não é possível tomar banho lá, mas você pode agendar um passeio de rafting. Se você fizer questão de nadar, vá para a Prainha do Rio Novo, a poucos metros da cachoeira. Lá você pode tomar um banho relaxante e descansar nas águas escuras do rio.  

2. Dunas do Jalapão

O pôr do sol fica ainda mais bonito se for assistido das Dunas do Jalapão, em que o tom alaranjado da areia combina com os raios dourados do entardecer. Com algumas dunas chegando a ter 40 metros de altura, os viajantes podem apreciar uma vista lindíssima da região do Cerrado que faz a viagem ao Tocantins valer a pena!                                                                                        

3. Fervedouros

Os fervedouros estão espalhados pelo Jalapão, e Mateiros é a região com maior concentração dessas nascentes. Com água limpa e areia branca que borbulham o tempo todo, há uma grande força na água do lençol freático que é jorrada à superfície, o que torna impossível afundar, mesmo que você tente! Como estão em propriedades particulares, a entrada na maioria dos fervedouros é paga. O Fervedouro do Ceiça é um dos mais conhecidos.

4. Cachoeira do Formiga

A Cachoeira do Formiga fica em uma propriedade particular e é necessário pagar R$ 20 para entrar. Apesar de ser pequena, ela ótima para um banho refrescante em suas águas e, além disso, a cor da piscina formada pela cachoeira muda conforme a incidência do sol, variando entre o verde-esmeralda e o azul-turquesa. O local lembra muito as cachoeiras da Chapada dos Veadeiros.

Leia também: Eventos festivos na Região Norte atraem muitos turistas; veja 4 opções

5. Povoados do Mumbuca e Prata

Remanescentes de quilombos da região do Jalapão, os povoados de Mumbuca e Prata são comunidades que valem a pena ser visitadas, especialmente durante os festejos da Colheita do Capim Dourado, feita pela Comunidade Mumbuca, e da Festa da Rapadura, organizada pela Comunidade do Prata. Ambas comunidades estão se abrindo cada vez mais ao turismo, buscando mostrar a cultura local através da gastronomia e dos artesanatos.

São Félix do Tocantins

1. Fervedouro Bela Vista

undefined
Creative Commons
O Fervedouro Bela Vista oferece uma boa estrutura aos visitantes

Não é só em Mateiros que você pode conhecer fervedouros. O Bela Vista é uma das maiores e mais belos encontradas na região e oferece uma boa estrutura aos visitantes, como uma passarela de madeira que leva até um deque bem próximo à água azul cristalina. Além disso, o espaço conta com banheiros com ducha, restaurante com pratos típicos regionais e até mesmo área de camping para quem curte ficar em contato com a natureza. A entrada custa R$15.

2. Serra do Espírito Santo

Ainda na estrada é possível conhecer um ponto importante da região e que é cenário de várias fotos dos turistas: a bela Serra do Espírito Santo. Ela tem formação rochosa parecida com a das chapadas brasileiras e é considerada responsável por formar as Dunas do Jalapão em função da erosão de suas rochas.

Para apreciar o Parque Estadual do Jalapão de cima, você pode subir até a montanha - que mais parece uma mesa - por meio de uma trilha. Mas é bom ir preparado. Esta trilha é a mais puxada que se pode fazer na região.

Palmas

A capital do estado também vale a visita. Assim como Brasília, Palmas é uma cidade planejada. É possível fazer atividades bacanas em um fim de semana, como conhecer a Praça dos Girassóis, onde estão localizados o Monumento aos 18 do Forte e o memorial da Coluna Prestes, em um prédio desenhado por Oscar Niemeyer. As praias de água doce são uma boa pedida para fugir do calor, e as mais próximas são a Praia da Graciosa e as praias dos Arnos e do Prata. Também é possível ir para as cachoeiras de Taquaruçu, a pouco mais de 30 quilômetros do centro de Palmas;

Os amantes de feira de produtos locais também podem aproveitar a capital de Tocantins. Na Feira da 304 Sul há frutas, legumes, verduras, comidas típicas e outros produtos diversos. Mas é preciso se programar, pois a feira fica aberta apenas nas noites de terça e sexta-feira, a partir das 17 horas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários