Saiba quais são os 5 melhores países no hemisfério norte para visitar durante a primavera
Reprodução
Saiba quais são os 5 melhores países no hemisfério norte para visitar durante a primavera


Enquanto por aqui os termômetros já começam a cair pela chegada do outono, a primavera também chega ao hemisfério norte trazendo todas as belezas e cores da estação. Ao redor do mundo, a estação chega em diferentes épocas, com características muito próprias, mas nunca deixa a beleza de lado. O charme da primavera acaba sendo, em muitos casos, um atrativo para viagens, pois há cidades que ficam especialmente belas nessa época. 

De março e junho, o que não faltam são opções para curtir a primavera e todos os seus aromas e cores. Cada cidade oferece atrativos muito próprios que chamam a atenção dos turistas, desde jardins deslumbrantes a águas cristalinas e perfeitas para mergulhar.


1. Quioto, Japão

O Caminho Filosófico, em Quioto, é o melhor local para admirar a primavera no país e ver as flores de cerejeira
Camille Panzera
O Caminho Filosófico, em Quioto, é o melhor local para admirar a primavera no país e ver as flores de cerejeira


No Japão, a primavera tem temperaturas amenas e média de 12°C. O desabrochar das flores de cerejeira atraem turistas do mundo todo e é a época mais disputada para visitar o país. As árvores de cerejeiras estão espalhadas por todo o arquipélago, mas a cidade de Quioto é o melhor local para admirar as copas floridas.

Há cerejeiras por toda a antiga capital japonesa, e o Caminho Filosófico é o ponto mais especial para desfrutar da estação. Lá é possível caminhar à vontade pelas margens de um límpido rio, parte de um canal maior usado para alimentar a primeira usina hidrelétrica do país, rodeado de árvores cheias de flores e rosas brancas. O local tem esse nome em homenagem ao professor de filosofia da Universidade de Quioto, Nishida Kitaro, que caminhava por essa rota como uma meditação diária. 

É possível chegar de trem e depois de ônibus. Na Estação Quioto, basta pegar a Linha Karasuma até a Estação Marutamachi, seguida de uma caminhada de cerca de 2 minutos até a parada de ônibus Karasuma Marutamachi. O visitante deve pegar o ônibus 204 ou 93 até a parada Kinrinshakomae. Após isso, uma caminhada de cerca de 5 minutos é suficiente para chegar ao Caminho Filosófico.

2. Nanjing, China

As flores de ameixa são simbólicas na China
Reprodução
As flores de ameixa são simbólicas na China


Leia Também

Leia Também

Leia Também

Na China, a primavera fica com temperaturas entre 7 e 20°C. Em Nanjing, capital da província oriental de Jiangsu na China, 300 km acima do rio Yangtze em relação à cidade de Xangai, a flor de ameixa, uma das mais queridas do país, torna-se protagonista. Ela é símbolo importante da cultura local, e na arte simboliza a durabilidade, resistência e flexibilidade. Com mais de 40 mil árvores espalhadas pela cidade, Nanjing se torna o local ideal por onde caminhar e acompanhar o desabrochar das flores. 

3. Amsterdã, Holanda

O Parque Keukenhof é o point perfeito para aproveitar a primavera na capital holandesa
Divulgação/Keukenhof
O Parque Keukenhof é o point perfeito para aproveitar a primavera na capital holandesa


O país é conhecido mundialmente pela sua horticultura de flores, tendo a tulipa como símbolo nacional. Com a chegada da primavera, especialmente em Amsterdã, capital, as ruas ganham muito mais cor e vida, com jardins totalmente floridos. A melhor opção para aproveitar tudo que a estação tem a oferecer é visitar o Parque Keukenhof, situado entre Amsterdam e Haia (Den Haag) e a estrada que chega lá é a A4 (saída Nieuw-Vennep) e A44 (saída 3, Lisse).

Ele é um dos pontos turísticos mais procurados pelos visitantes que passam pela Holanda. A forma mais fácil de chegar até lá e admirar as tulipas é de transporte público, com um ônibus saindo do aeroporto de Amsterdã, Schiphol. Também há opções saindo da Estação Central de Leiden e Haarlem, mas caso o visitante estiver no centro, a melhor opção é comprar o ingresso combo, que inclui entrada para o parque mais o transporte público incluso. Outra opção é ir de carro, e o parque oferece vagas de estacionamento nas redondezas.

4. Valeta, Malta

A primavera está fora da alta temporada em Malta, então os turistas podem aproveitar sem aglomerações
Reprodução
A primavera está fora da alta temporada em Malta, então os turistas podem aproveitar sem aglomerações


Malta é uma ilha localizada no meio do Mar Mediterrâneo, com clima mais quente durante a primavera. A água turquesa e transparente também fica mais morna e convidativa para quem gosta de praticar atividades aquáticas, especialmente mergulho. Apesar disso, o período não costuma gerar aglomerações de turistas, por estar fora da alta temporada, então é possível curtir com tranquilidade, com praias mais vazias.

Quase no fim da estação, acontece o Valletta Film Festival, com semanas de exibições e eventos ao redor das praças e prédios históricos da capital de Malta. Durante o festival, são exibidos cerca de 40 filmes e mais de 20 curtas-metragens, com a opção de adquirir os passes completos e dão acesso a todas as sessões do evento, ou comprar o bilhete individual para aproveitar o dia previamente escolhido.

5. Braga, Portugal

O verão em Braga é colorido e marca a celebração da Semana Santa
Reprodução
O verão em Braga é colorido e marca a celebração da Semana Santa


O país recebe os turistas de braços abertos durante a estação e a Semana Santa. Nesta época, os jardins de Braga ficam mais floridos e encantadores com a multiplicidade de cores. Por toda cidade também se espalham cerejeiras que delimitam as avenidas, rios, parques e áreas de lazer. Com o clima ameno da época e o desabrochar das flores, Braga também oferece festas públicas em comemoração à Páscoa em Portugal.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários