Ao pesquisarmos algum destino de viagem na internet, sempre aparecem os mais tradicionais como Nova York, Paris e Buenos Aires. Porém, se você está afim de conhecer novos rumos em 2020, o Guia Travel Hacker 2020 do KAYAK identificou destinos que devem entrar no radar dos viajantes brasileiros este ano.

Leia também: As maiores tendências de cruzeiro para 2020

A ideia do Guia foi focar em destinos que têm um volume de buscas baixo apesar de uma grande oferta de hospedagem e atrações turísticas. O objetivo é estimular viagens para destinos “fora do radar” e ajudar viajantes a evitar o overtourism - excesso de turismo em algumas cidades mais populares, que pode levar a práticas predatórias e superlotação.

E não existe ano mais perfeito para fazer essas viagens do que 2020. Com nove feriados prolongados no calendário, o brasileiro terá a chance de ampliar o cardápio de destinos. “Esse é um ano cheio de oportunidades de viagem. Planejar com antecedência é fundamental para tornar os planos, realidade” comenta Eduardo Fleury, Líder de Operações do KAYAK no Brasil.

Confira abaixo os 10 destinos fora do radar para conhecer em 2020:

1. Nairóbi, Quênia

nairóbi arrow-options
shutterstock
Nairóbi é a capital do Quênia e tem uma fauna muito exótica

Nairóbi é a capital do Quênia, país localizado na África Oriental, e chama atenção por suas belezas naturais. Conhecido como um bom local para fazer safáris em família , Nairóbi oferece aos turistas parques nacionais, o Karura Forest, museus de história africana e modernos shoppings centers para as compras.

O Itamaraty recomenda viajar ao Quênia com grau moderado de cautela. Para entrar no país é necessário ter passaporte válido por, no mínimo, seis meses; ter tomado a vacina da febre amarela e retirar o visto numa das embaixadas.

2. Chiang Mai, Tailândia

tailândia arrow-options
Wikipedia
Chiang Mai, na Tailândia, é um dos destinos "fora do comum" para experimentar em 2020

A Ásia passa por um problema com o turismo no momento por causa do surto do novo coronavírus na China, porém, é um dos continentes mais ricos em história e cultura. A cidade de Chiang Mai, na Tailândia , é exemplo disso.

Fundada em 1296, a cidade tem diversos monumentos e muralhas do Reino de Lunna (1558) e os pontos turísticos para visitação são variados, entre eles, o Templo de Ouro, um parque e um santuário de elefantes, os templos Wat Pha Lat e Wat Phra Singh, além de mercados municipais e cachoeiras.

Não há restrições financeiras para os brasileiros entrarem na Tailândia. O Itamaraty recomenda “viagem com alto grau de cautela” e não há necessidade de visto para turismo até 90 dias.

3. Cidade da Guatemala, Guatemala

guatemala arrow-options
Wikimedia Commons
A cidade da Guatemala, na Guatemala, é destino na América Central

Localizada na América Central, a Guatemala tem uma história rica do período Maia e suas principais atrações turísticas estão relacionadas com esse período. Na cidade da Guatemala o viajante poderá conhecer o Parque Central, a Catedral Metropolitana (repleta de pinturas coloniais e esculturas religiosas), os templos Tikal e Yaxha, além de lagos, montanhas e parques com vistas incomparáveis.

Os brasileiros que quiserem visitar o país devem tomar vacinas contra Hepatite A, B, raiva e febre tifóide. Não é necessário visto de turismo pelo período de 90 dias.

4. Kingston, Jamaica

jamaica arrow-options
Wikimedia Commons
Kingston é a capital da Jamaica

A capital da Jamaica entra nos roteiros de destinos para viajar no Caribe e também no  Guia Travel Hacker 2020 do KAYAK por sua baixa procura. A cidade de 1,2 milhão de habitantes encanta os turistas com suas belezas naturais. Além do mar de águas cristalinas, Kingston ainda oferece um museu dedicado ao cantor Bob Marley, muitos parques e fortes do período colonial, mercados e lojas para lembrancinhas.

O Itamaraty recomenda viagem com cautela ao país caribenho e é exigido vacina contra febre amarela para entrada. Não é necessário visto de turismo para até 90 dias de permanência na Jamaica.

5. São Petersburgo, Rússia

são petersburgo arrow-options
Arquivo pessoal
Palácio de inverno, São Petersburgo, rússia

São Petersburgo fica localizada na zona portuária da Rússia e já foi capital imperial por 2 séculos. Conhecida como o ‘centro cultural da Rússia ’, a cidade oferece muitas atividades aos turistas. Assistir um espetáculo de balé ou ópera no Teatro Marrinski, ver uma exposição no Museu Russo, visitar uma das catedrais e passear pelo Peterhof (complexo de parques com o Grande Palácio, planejado pelo Czar Pedro) estão entre elas.

Não é necessário visto de turista para entrar na Rússia e nem vacinação específica. O passaporte do brasileiro precisa estar válido a, pelo menos, seis meses é importante ter 10 mil dólares (R$ 43 mil, na cotação atual*) para passar pela imigração.

6. Amã, Jordânia

amã arrow-options
Reprodução/ cvc
Amã é a capital da Jordânia e está na lista de destinos "fora do comum"

Com 4 milhões de habitantes, a cidade de Amã é a capital da Jordânia e mescla modernidade com ruínas antigas. Os turistas que optarem por passar um feriado de 2020 na cidade poderão visitar pilares do Templo Romano de Hércules e o complexo do Palácio Umayyad, do século VIII. Um teatro romano e diversos museus completam o roteiro turístico.

No país é falado árabe e inglês e não é necessária nenhuma vacinação ou quantia em dinheiro para a entrada. O visto de turismo e de negócios, no entanto, é exigido para os brasileiros.

7. Nova Orleans, Estados Unidos

nova orleans arrow-options
shutterstock
Nova Orleans tem vida noturna agitada

Única cidade americana da lista do KAYAK, Nova Orleans é muito procurada por turistas que apreciam jazz, R&B e Soul. A cidade tem uma vida noturna agitada e culinária que mescla os estilos francês, africano e americano.

O turista pode conhecer os bairros Garden District e Downtown/Warehouse District; fazer compras no Magazine Street; visitar o Audubon zoológico e outros tantos museus e construções históricas. Os Estados Unidos exigem visto de entrada para brasileiros.

8. Quito, Equador

quito arrow-options
shutterstock
O marco "Medio del Mundo", em Quito, no Equador

A capital do Equador tem muitos pontos turísticos para os viajantes e raramente está na lista de desejos dos brasileiros. Construída sobre as fundações de uma antiga cidade inca, o local oferece os parques Itchimbia Arqueológico Rumipamba, a Plaza de La Independencia e a Plaza de San Francisco como destinos para visitação.

Não há restrições do Ministério das Relações Exteriores quanto aos brasileiros visitarem Quito. Para entrar no Equador , no entanto, é necessário ter vacina contra a febre amarela e não há necessidade de visto para brasileiros, já que os países do Mercosul podem ser acessados apenas com o RG.

9. Salta, Argentina

argentina arrow-options
Pixabay
Salta, na Argentina, é um destino para quem gosta de montanhas

Como alternativa para Buenos Aires ou Mendoza na Argentina , surge Salta. Localizada no noroeste montanhoso do país, a cidade tem uma variação de pontos turísticos como a Plaza 9 de Julio, a Catedral de Salta, a Câmara Municipal El Cabildo e o Museu de Arqueologia de Alta Montaña (MAAM). Além das belezas naturais da Cuesta del Obispo, das Salinas Grandes e do Anfiteatro Natural são 

Para entrar na Argentina, assim como para visitar o Equador, não é requisitado visto dos brasileiros.

10. Queenstown, Nova Zelândia

queenstown arrow-options
Divulgação/AJ Hackett Bungy New Zealand
Queenstown é um destino para quem gosta de aventura

A cidade de Queenstown fica às margens do lago Wakatipu, na Ilha Sul. O local é conhecido pela prática de esportes de aventura, além de oferecer belos cenários com vinhedos e cidades mineiras históricas. Por lá o turista encontrará muitas belezas naturais como o Moke Lake, o parque Coronet, o Sunshine Bay Walk e muitas outras atrações. É possível fazer compras em Queenstown e visitar edifícios históricos.

Leia também: 11 parques nacionais - pelo Brasil e pelo mundo - que te deixarão de queixo caído

Aos que escolherem a Nova Zelândia como um dos destinos de férias não terá nenhum impeditivo de entrada, já que o país não exige visto de turista para brasileiros, nem vacinação específica e quantia fixa de dinheiro.

*valor pesquisado em 17 de fevereiro com o dólar a R$ 4,33

    Veja Também

      Mostrar mais