Tamanho do texto

Do Rio de Janeiro à Índia, estes meios de transporte passaram a servir as pessoas com um propósito diferente do original: a hospedagem

Que meios de transporte podem ser casas , não é novidade. Mas alguns deles, como as turbinas de um avião ou um bondinho do Pão de Açúcar, parecem candidatos improváveis para uma estadia confortável durante as férias.

Entrada para uma das turbinas do STF Jumbo Stay Stockholm arrow-options
Divulgação/Booking.com
Dentre os meios de transporte que viraram hospedagem estão as turbinas de um avião, uma Kombi e até um bondinho

No entanto, estas opções de hospedagem na Booking.com procuram provar exatamente o contrário. Do Rio de Janeiro à Índia, passando porIslândia, Suécia e Países Baixos, é possível hospedar-se justamente nestes  meios de transporte  pouco convencionais - e aqui você conhecerá um pouco mais de cada um.

5 meios de transporte que viraram quarto de hotel

  1. Bondinho do Pão de Açúcar - Rio de Janeiro, Brasil
  2. Cabine de avião - Estocolmo, Suécia
  3. Barco - Alappuzha, Índia
  4. Kombi - Amsterdam, Países Baixos
  5. Ônibus antigo - Kjalarnes, Islândia

1. Bondinho do Pão de Açúcar - Rio de Janeiro, Brasil

Interior do bondinho do Pão de Açúcar decorado como quarto de hotel arrow-options
Divulgação/Booking.com
Meios de transporte ou hotéis?: o bondinho do Pão de Açúcar virou quarto de hotel após 36 anos em operação

A lista começa no Rio de Janeiro, onde um antigo bonde do Pão de Açúcar, que funcionou por 36 anos levando turistas de todos os cantos do Brasil e do mundo pelo cartão-postal da Cidade Maravilhosa. Apenas duas diárias serão disponibilizadas pela Booking.com, nos dias 12 e 13 de novembro. 

2. Cabine de avião - Estocolmo, Suécia

Interior da cabine do STF Jumbo Stay Stockholm arrow-options
Divulgação/Booking.com
Meios de transporte ou hotéis?: o interior do avião oferece TVs de tela plana e muito conforto para os hóspedes

Este albergue ao lado do Aeroporto de Arlanda, em Estocolmo, permite que os viajantes usem um Boeing 747 como quarto de hotel , da cabine às turbinas. Dentre as mordomias estão TVs de tela plana, banheiros privativos e/ou compartilhados e uma varanda na asa do avião.

3. Barco - Alappuzha, Índia

Homem sentado em na proa de um dos barcos da Xandari Riverscapes arrow-options
Divulgação/Booking.com
Meios de transporte ou hotéis?: o Xandari Riverscapes oferece barcos para os hóspedes navegarem pelas águas indianas

Que tal aproveitar os dias de férias a bordo de um barco em um lago indiano? É exatamente essa a proposta da Xandari Riverscapes, hospedagem que oferece embarcações com um, dois ou três quartos para você navegar pelo Lago Vembanad e pelas águas de Alleppey, no estado de Kerala.

Este quarto de hotel está em um destino querido pelos casais que se hospedaram pela  Booking.com : segundo dados da empresa, a média dada para uma viagem a dois no destino é de 9,5.

4. Kombi - Amsterdam, Países Baixos

Kombi azul e outros quartos do Hotel Not Hotel, em Amsterdam arrow-options
Divulgação/Booking.com
Meios de transporte ou hotéis?: o Hotel Not Hotel tem quartos com temáticas variadas, incluindo uma Kombi azul

O Hotel Not Hotel oferece quartos que vão de 5 m 2 a 23 m 2 , cada um com uma temática diferente, incluindo um instalado dentro de uma Kombi azul. Além disso, ele está bem localizado na capital da Holanda, encontrando-se a apenas 250 m da rua Kinkerstraat, recheada de lojas e restaurantes para você explorar.

5. Ônibus antigo - Kjalarnes, Islândia

Interior do ônibus da Esjan arrow-options
Divulgação/Booking.com
Meios de transporte ou hotéis?: os ônibus do Esjan foram totalmente reformados e contam com sala de estar e cozinha

A 21 km de Reykjavík, capital da Islândia, o Esjan transformou ônibus antigos em quartos de hotel com área de estar e até uma cozinha própria. Fora o conforto de ter um ônibus reformado só para si, os hóspedes também podem apreciar vistas únicas das montanhas ao redor e ocupar-se com coisas como cavalgadas e trilhas.

Leia também: 7 destinos pelo mundo que são ótimos para fazer passeios turísticos a pé

Mais uma prova de que os meios de transporte não precisam ir direto para o ferro velho depois que quebram ou ficam muito datados para continuar operando.