Tamanho do texto

As obras de arte no transporte público deixam o dia dos suecos mais colorido

Subterrânea e escondida sob as ruas de Estocolmo , capital da Suécia, está a galeria de arte conhecida como a mais longa de todo o mundo. É um local que não pode faltar no roteiro, principalmente de quem ama arte no contexto urbano, e a entrada tem o preço de uma passagem de trem, já que está localizado em um  lugar inusitado na Europa : o metrô de Estocolmo.

Conhecido por ser a galeria de arte mais longa do mundo, o metrô de Estocolmo é referência na Suécia e até na Europa
shutterstock
Conhecido por ser a galeria de arte mais longa do mundo, o metrô de Estocolmo é referência na Suécia e até na Europa


Com 90 das 100 estações exibindo obras de arte, o metrô da Suécia se estende por cerca de 110 quilômetros. De acordo com o site “Daily Mail”, a primeira linha do transporte público foi construída nos anos 50, e os artistas começaram a transformar as instalações em uma galeria de arte poucos anos depois da inauguração.

A premissa para estilizar as estações de trem foi a de que os suecos passavam um bom tempo de suas vidas nesse local. Os artistas suecos Siri Derkert e Vera Nilsson começaram a se articular e provar que as estações seriam um lugar perfeito para uma galeria, e, em 1956, a busca por diferentes artistas para ilustrar os interiores das estações começou.

Leia também: Veja lista de lugares turísticos mais baratos para cada mês do ano

Com esculturas, pinturas e mosaicos, a galeria de arte deixa o dia dos suecos no transporte público mais colorido
shutterstock
Com esculturas, pinturas e mosaicos, a galeria de arte deixa o dia dos suecos no transporte público mais colorido


Um número total de 21 artistas foi selecionado, e, em 1970, foi formado um comitê, chamado “Trafikens Konstnamnd” (“arte de trânsito”, em tradução livre do sueco), para decidir as obras dos artistas que seriam expostas nas paredes das estações.

Cada estação tem um tema diferente, desde assuntos como o desmatamento até os direitos das mulheres. Atualmente, cerca de 150 artistas têm suas obras expostas, como grafites , mosaicos, esculturas e pinturas, e as pessoas que usam o transporte público podem apreciar durante a viagem.

Pontos turísticos de Estocolmo além da galeria de arte subterrânea

Cada estação de trem de Estocolmo tem um tema próprio para a sua galeria de arte, como natureza e direitos humanos
shutterstock
Cada estação de trem de Estocolmo tem um tema próprio para a sua galeria de arte, como natureza e direitos humanos


Além da galeria de arte conhecida como a maior do mundo, um dos pontos turísticos imperdíveis em Estocolmo é o Gamla Stan, núcleo histórico da capital sueca, onde também é possível encontrar lojas, restaurantes e o Palácio Real de Estocolmo, residência oficial e um dos maiores palácios do país. Para quem curte fazer passeio em museus, os indicados são o Skansen, um museu ao ar livre com fazendas e um zoológico, e o Museu do Vasa, museu histórico e com temática de navio, já que Vasa foi um navio de guerra.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.