Tamanho do texto

O Chile oferece diversas opções para os turistas e uma delas é desfrutar o Valle do Colchagua. Veja dicas do que fazer por lá e aproveitar ao máximo

Se você está planejando uma viagem para o Chile, esta pode ser sua chance de conhecer um destino que garante muita diversão em equilíbrio com a natureza. A comunidade de Santa Cruz, no Valle de Colchagua, fica a apenas 2 horas de carro de Santiago , e é conhecida por abrigar as principais vinícolas chilenas e oferecer passeios de bicicleta, de teleférico e até um observatório astronômico. Vale incluir o destino em seu roteiro de viagem. 

Leia também: Desbrave a Patagônia! Conheça o destino que encanta por suas belezas naturais

Valle de Colchagua, no Chile, é conhecido por suas vinícolas
shutterstock
Valle de Colchagua, no Chile, é conhecido por suas vinícolas

Veja 6 dicas de passeio para quem vai até o Chile conhecer também o Valle de Colchagua:

1. Museu do Colchagua

O local oferece um grande acervo de fósseis e esqueletos de animais pré-históricos, carruagens, joias, barcos, materiais religiosos e máquinas agrícolas. Um dos pavilhões mais visitados é “O Grande Resgate”, que retrata o drama vivido pelos 33 mineiros chilenos que sobreviveram dois meses presos nas minas de São José, em 2010. Visitar o local te fará compreender melhor a cultura chilena e sul-americana.

2. Passeio de bicicleta

Neste passeio você poderá visitar os vinhedos e respirar ar puro. A comunidade de Santa Cruz não é muito grande, por isso, com um pouco de disposição, é possível passear pelos principais lugares. A dica é finalizar o passeio na Vinícola Santa Cruz e experimentar o pastel de choclo, um ícone local, que leva milho, carne, manjericão e azeitonas. 

Leia também: 11 razões para viajar a Santiago

3. Museu do Automóvel

O local será o passeio preferido para os fãs de carros antigos! Vendo as máquinas de perto, os turistas irão compreender um pouco mais sobre a evolução automotiva e como isso se relaciona com o desenvolvimento social chileno.

4. Observatório Astronômico

O Observatório Astronômico Cerro Chamán fica na Vinícola Santa Cruz, mas para chegar até lá é preciso ir de teleférico! No topo, o turista encontra réplicas de moradias das três principais etnias chilenas (mapuche, rapa nui e aymara) e um pequeno museu de meteoritos.

5. Museu do Artesanato

O museu é responsável por abrigar a maior e mais representativa coleção de artesanato nacional. Olocal também foi declarado Monumento Nacional na categoria Zona Típica. O passeio por lá faz com que o visitante se sinta parte integrante da comunidade, valorizando o ofício dos artesãos. Além disso, é possível observar o acervo composto por peças artesanais de cerâmica, madeira, arte indígena, entre outras.

Leia também: Conheça 5 pontos imperdíveis no centro histórico de Santiago

6. Caminhadas

Os passeios de trekking são indicados para toda a família e são ideais para apreciação da fauna e flora em uma caminhada pelo campo do Valle de Lolol. A atividade não requer preparo físico, mas é recomendado ir agasalhado, já que o frio e o vento podem apertar durante o inverno no Chile.