Tamanho do texto

Igor Galli é considerado a pessoa mais viajada do mundo da sua idade e é colunista do iG Turismo. Nesta semana, ele conta como foi enfrentar um terremoto e quais foram os lugares que ele mais gostou de conhecer

Em maio de 2014, resolvi conhecer o Extremo Oriente e o primeiro país que visitei dessa região foi o Taiwan. Peguei um voo nas Filipinas e cheguei ao aeroporto da capital da ilha, Taipei , às 23h. Nesse horário, o transporte público não estava mais funcionando, então a única forma de chagar ao centro da cidade foi pegando um táxi.

Igor jantando com amigos que fez no Taiwan
Arquivo pessoal
Igor jantando com amigos que fez no Taiwan


Leia mais: Aventura no topo do mundo: 48 horas no Círculo Polar Ártico

No dia chovia forte em  Taiwan . Cheguei quase meia-noite ao apartamento de uma pessoa que conheci pela internet. Bom, eu nunca tinha visto a dona da casa pessoalmente, mas aceitei ficar abrigado no apartamento dela para economizar.

As casas por lá são bem pequenas. Creio que este apartamento foi um dos menores que já fui na minha vida. Basicamente tinha uma sala, um espaço para dormir todos juntos e um mini banheiro ao lado. Não havia cozinha, somente um frigobar e um fogareiro. Dormi no chão, em um local que mal cabia um colchão.

Enfrentando um terremoto

No outro dia de manhã, quando minha anfitriã já tinha ido trabalhar, estava tomando meu café da manhã e de repente a casa começou a tremer. Pratos e copos caíram no chão e obviamente fiquei muito assustado, logo veio na minha cabeça: É UM TERREMOTO! O pior que nem dava para me abrigar debaixo da mesa, pois ela era bem pequena.

Leia mais: Pantanal: um passeio com onças e sucuris no maior pântano tropical do mundo

Imediatamente liguei para minha anfitriã e disse tudo o que estava acontecendo. Ela bem calma me falou: “Não liga não. Isso é apenas um terremoto ”. Então percebi que isso era algo bem normal para eles.

Conhecendo Taipei

Passado o susto, era o momento de explorar o local. Passei dois dias visitando Taipei, capital do país, e adorei o estilo da cidade. Era muito moderna, mas com edifícios e monumentos antigos preservados, o que dava um contraste interessante para o local.

Pude observar que no Extremo Oriente o consumismo da população é grande. Os shoppings centers são lotados de clientes e todos usam roupas e acessórios de marca.

Atrações imperdíveis

A área geotermal de Beitou foi um dos lugares que mais impressionou o viajante
Arquivo pessoal
A área geotermal de Beitou foi um dos lugares que mais impressionou o viajante


Há vários lugares legais para visitar na capital como museus, templos, edifícios, parques e outros pontos turísticos. Um dos lugares que mais chamou minha atenção e eu indico conhecer é a área geotermal de Beitou -  as belezas naturais do local são o ponto alto do passeio.

O Cânion Taroko está entre as principais atrações de Taiwan
Arquivo pessoal
O Cânion Taroko está entre as principais atrações de Taiwan


A principal atração turística da ilha é o Cânion de Taroko , que está localizado no sudoeste do país. O lugar é belíssimo! Passei dois dias conhecendo o local, isso porque algumas trilhas estavam fechadas por causa de um desmoronamento ocasionado por um terremoto, tornando difícil o acesso.

Leia mais: Senegal: como encarar a Terra de Ninguém e a fronteira mais corrupta do mundo

Mesmo não estando em um dos principais destinos turísticos da Ásia , Taiwan é um lugar muito especial. O ambiente singelo e a hospitalidade deste pequeno país me cativou e vem cativando cada mais os turistas.   

_______________________________________________________________________________________________________

Igor Galli já conheceu mais de 150 países e é colunista do iG Turismo
Arquivo pessoal
Igor Galli já conheceu mais de 150 países e é colunista do iG Turismo

*Igor Galli é um Viajante Pesquisador e Escritor do livro “As Melhores Atrações Culturais do Mundo”. Está há 14 anos viajando e conhece 153 países e 588 estados e regiões do nosso planeta. Possui o recorde do brasileiro e latino-americano mais viajado do mundo, está entre o top 100° no ranking mundial e na classificação da sua idade, é a pessoa mais viajada do mundo. Toda quinta-feira o viajante estará aqui no iG Turismo para compartilhar histórias e aventuras.
Facebook- mywalkaboutgalli 
Instagram- My_Walkabout⁠⁠⁠⁠