Tamanho do texto

Marinheiro, ou melhor, cruzeirista de primeira viagem? Montamos uma lista com dicas simples para facilitar o seu passeio em alto mar

O verão e o final do ano estão chegando e com eles também vem a temporada de cruzeiro. E para você que se prepara para a sua primeira viagem em alto mar, preparamos uma lista com dicas simples para acabar com dúvidas e evitar qualquer perrengue durante os dias de folga. 

Vai fazer um cruzeiro? Veja dicas práticas para curtir ao máximo a viagem
Thinkstock
Vai fazer um cruzeiro? Veja dicas práticas para curtir ao máximo a viagem


Você sabe quantas malas pode levar em um cruzeiro ? Ou se há algum item proibido nos navios? Bruno Cordaro, gerente comercial da MSC Cruzeiros, tira todas as dúvidas. 

1. Documentos

Para uma viagem de navio pelo Brasil, basta apresentar um desses documentos oficiais e originais no embarque: passaporte (válido até o término da viagem), RG (Carteira de Identidade Civil emitida pela Secretaria de Segurança Pública dos Estados), CREA, CRM, OAB, Carteira de Habilitação, Carteira de Identidade Militar, entre outros documentos de identidade civil válidos em território nacional, desde que este esteja em bom estado de conservação. 

Se for uma viagem internacional, depende do destino. Para países do Mercosul é possível optar por passaporte válido (mínimo de seis meses de validade) ou RG. Já para as rotas nos demais destinos internacionais, é necessária a apresentação do passaporte. "Recomendamos que os hóspedes também fiquem atentos aos países que exigem a apresentação de visto, como os Estados Unidos", ressalta Bruno. 

2. Quantas malas levar?

A viagem pode ser curta, de apenas 4 noites, ou ser longa e cruzar o Oceano. A dica de Bruno é pensar em levar uma quantidade de bagagem que fique confortável na cabine. O limite máximo de bagagem no navio é de 90 kg (noventa quilos), distribuídos em até 3 malas, sendo que será permitida apenas 1 bagagem de mão por pessoa, com no máximo as seguintes medidas: 55 x 35 x 25 cm. Todas as bagagens deverão estar devidamente etiquetadas.

Assim como qualquer viagem, leve objetos de valor ou mais frágeis em sua bagagem de mão. As outras malas são despachadas no porto e a equipe do navio as deixa na porta da cabine de cada hóspede. 

3. O que NÃO levar na mala

Atenção mulheres e os mais vaidosos, nada de levar secador ou chapinha na viagem. Por segurança, não é permitido o embarque com nenhum tipo de gerador de calor (secador, chapinha, ferro de passar, etc). Os únicos aparelhos elétricos permitidos nas cabines são barbeadores, carregadores de bateria e computadores.

Mas calma, os melhores navios são equipados com secadores e itens próprios nas cabines. 

4. Com que roupa eu vou?

Ao montar a mala para embarcar em um cruzeiro, pense nas diversas atrações que você terá no navio . Se a piscina pode ser a diversão do dia de sol, a noite conta com festas, jantares e baladações. Prepara-se para aproveitar as diferentes ocasiões. Antes de embarcar é possível ver qual será a programação a bordo para escolher melhor o que colocar na bagagem. 

Foi parar em um cruzeiro fitness. E agora?

5. Atracamos, e agora?

Quando o navio para em uma cidade, o cruzeirista pode permanecer na embarcação ou aproveitar e conhecer o destino. Segundo Bruno, ao fechar o pacote de viagem é possível já incluir os passeios que serão feitos a cada parada. Assim, o viajante pode pagar tudo junto e na melhor forma para ele, como parcelando. 

Se deixar para a última hora também não há problema. Geralmente os navios contam com escritórios e equipe para comercializar os passeios terrestres. Vale lembrar que eles não estão incluídos no pacote de hospedagem do navio. 

6. Comida e bebida

As viagens de navio normalmente incluem a alimentação a bordo. Entretanto, em alguns casos o pacote já inclui todas as bebidas, alcoolicas ou não. Se preferir, também pode comprar vales para as bebidas a bordo. 

7. Como pagar as despesas?

Não é preciso levar dinheiro para cima e para baixo no navio. Bruno diz que a empresa oferece um sistema chamado Cruise Card. No check-in, o passageiro faz um depósito com o cartão de débito ou cadastra o cartão de crédito e passa a usar o cartão especial na viagem. Depois, as despesas serão cobradas na fatura do cartão de crédito ou o que sobrar do depósito será reembolsado. 

8. E se eu enjoar?

Quem nunca fez o cruzeiro costuma fazer essa pergunta: o que fazer em caso de enjoo? nem todos passam mal, mas não custa levar remédio para isso na bagagem. Em navios menores, como há um pouco mais de balanço, é mais comum sentir mal estar. As embarcações são bem estáveis.