Tamanho do texto

O colunista Márcio Masulino traz cinco dicas de lugares na Serra da Mantiqueira onde você vai poder passar seu carnaval longe da folia

Borboletas da Mantiqueira
Márcio Masulino/CidadeeCultura
Borboletas da Mantiqueira


Você já pulou muito carnaval, tem muitas histórias com a turma para contar e ainda morre de rir com elas. Mas, nesta fase da vida, você precisa mesmo é descansar. A ideia para curtir o feriadão é dormir bem, sem a necessidade de ligar o ar-condicionado, ouvir o silêncio, acordar com os pássaros, fazer algumas caminhadas em meio à natureza, andar de bicicleta, tomar um bom vinho e degustar a gastronomia regional. Um belo enredo.

Leia também: Cananeia, um paraíso pouco conhecido

Se esse é o seu caso, você está precisando aproveitar o carnaval para respirar os ares da Mantiqueira. O bom é que a Serra te oferece ótimas opções, cada uma com suas características,  mas todas com clima parecido, cheiro da mata e cultura da região.  Separei cinco paraísos de belezas ímpares.

 1. Região de Visconde de Mauá

Visconde de Mauá, paraíso preservado no Estado do Rio de Janeiro
Márcio Masulino/CidadeeCultura
Visconde de Mauá, paraíso preservado no Estado do Rio de Janeiro



"Mais perto do que você pensa, mais linda do que imagina." Esse é um dos slogans da cidade, que bem retrata  como os paulistanos desconhecem essa região. Mauá, como é mais conhecida, fica a apenas três horas e meia da capital paulista, seguindo pela via Dutra até o distrito de Penedo, em Itatiaia. Dali uma simpática serra te leva a uma inusitada região.

O lugar é mágico, místico, com vertentes de água por todos os lados, formando belas cachoeiras pelos caminhos. A fauna e a flora são de tirar o fôlego, e só a visão das incontáveis espécies de pássaros já vale a viagem.  O forte do local são a gastronomia e o repouso que proporcionam uma excelente estadia.

Dicas do lugar:

  • Não deixe de comprar dos tropeiros o famoso queijo Parmesão da Mantiqueira; você vai levar para casa e o cunhado vai pedir mais.
  • A vila de Maringá é cortada por um rio, e você, a pé, é convidado a passar do Estado do Rio de Janeiro para o Estado de Minas Gerais, atravessando uma pequena ponte.  Ambos os lados guardam seus segredos e atrativos e o passeio é muito agradável.

2. São Bento de Sapucaí

Pedra do Baú na maravilhosa São Bento do Sapucaí
Márcio Masulino/CidadeeCultura
Pedra do Baú na maravilhosa São Bento do Sapucaí


Charmosa e discreta, essa encantadora cidade fica aos pés da Pedra do Baú. Sim, a famosa pedra fica em São Bento do Sapucaí e não em Campos do Jordão, como muitos acreditam. São Bento está entre cidades paulistas e mineiras e acredito que adquiriu o melhor de cada uma das duas culturas. Conhecida pela produção artesanal de azeite e pelo turismo rural por sítios e fazendas, a cidade ainda conta com produtores de lúpulo, farinha, vinhos de altitude...

Dicas do lugar: 

  • A visita à Pedra do Baú é  sempre um passeio bem-vindo.
  • Os ateliês de arte e artesanato nos apresentam artistas únicos e renomados.

3. Gonçalves

Pedra de São Domingos - Vista para Gonçalves e região.
Roberto Torrubia/cidadeecultura
Pedra de São Domingos - Vista para Gonçalves e região.


A mineira Gonçalves é a típica cidade que nasceu romântica, mas, como o amor é uma aventura, ela acabou se tornando também um lugar onde, além de namorar, podemos praticar esportes em meio à natureza. Há opções de trilhas, escaladas, passeios em veículos 4x4, observação de pássaros... Se quiser se movimentar, não faltam atrativos. Porém, se você acredita que dormir dá fome e comer dá sono, aqui também é seu lugar. A cidade é conhecida pela boa culinária e sua tradicional feira de orgânicos chama a atenção de toda a região.

Dicas do lugar

  • Não deixe de visitar a feira de orgânicos aos sábados de manhã, deve acontecer mesmo no feriado.
  • Se você nunca parou para observar os pássaros, pare, respire calmamente... e, primeiro se observe. Quando estiver pronto, relaxado, sintonizado com a natureza e em paz, vai perceber que é você que já está sendo observado por eles.

Leia também: Visite Ilha Comprida! São 72 km de praias, dunas e natureza preservada

4. Monte Verde

Monte Verde - o paraíso nas alturas
Ricardo Cozzo/cidadeecultura
Monte Verde - o paraíso nas alturas


A mais de 1.500 metros de altitude, essa cidade mineira, muito procurada no inverno, traz também muitos atrativos nas outras estações. A oferta de bons restaurantes e pousadas garante dias confortáveis e prazerosos. Se você gosta de queijos, a avenida principal vai te deixar em êxtase. São várias lojas, ofertando diversos tipos, com degustação gratuita. O verde é exuberante, não importa para que lado você olhe; passeios em veículos 4x4 e aluguel de moto, para quem é habilitado, são boas opções de lazer neste carnaval.

Dicas do lugar:

  • Pergunte pela falcoaria, o milenar treinamento de aves de rapina.
  • As variedades de strudel e chocolate vão fazer você adiar o regime.

5. Conceição de Ibitipoca

Parque Nacional em Conceição de Ibitipoca
Márcio Masulino/CidadeeCultura
Parque Nacional em Conceição de Ibitipoca


Ainda pouco conhecida pelos brasileiros, este distrito de Lima Duarte, no sul de Minas Gerais, é admirado por seu maravilhoso parque, o Parque Estadual do Ibitipoca. Paisagens incríveis com grutas, cachoeiras, cânions e uma natureza exuberante fazem deste lugar um tesouro ecológico. Devo ser sincero: aqui, o sossego está relacionado ao local que você escolher para dormir. O distrito é muito frequentado por jovens aventureiros e na vila, que é encantadora, você ouve Raul Seixas a cada esquina. Tudo lindo e maravilhoso e é o que se espera de um lugar afastado, no topo da montanha e ainda pouco explorado pelo turismo de massa. Porém, se você procura tranquilidade, as pousadas e os hotéis um pouco mais afastados do "centrinho" podem ser uma melhor opção.

Dicas do lugar:

  • Prepare-se para caminhar bastante nas trilhas do parque.
  • A vila fez parte da Rota do Ouro e suas construções e igrejas são um convite a revisitar a cultura e a história do nosso país .

Bom carnaval! Para saber mais dicas de turismo, como essa sobre a Mantiqueira, e conhecer trilhas pelo nosso continente, acompanhe a coluna de Márcio Masulino aqui no iG Turismo   .