Márcio Masulino é novo colunista do iG Turismo e na estreia ele apresenta a cidade de Cananéia, no litoral paulista, como você nunca viu

Cananéia, a maternidade do Atlântico, ainda é pouco conhecida pelos paulistanos. Esse berçário do oceano reúne condições muito propícias para a reprodução da fauna marinha. Visitá-la, além de ser uma aula de ecologia a céu aberto, é uma fonte de energia e prazer indescritível para se começar o ano.

Cananéia: o começo da jornada diária de um pescador
Márcio Masulino
Cananéia: o começo da jornada diária de um pescador


Leia também sobre Ubatuba, outro destino incrível do litoral paulista

A primeira vila do Brasil mantém preservadas suas construções coloniais.
Márcio Masulino
A primeira vila do Brasil mantém preservadas suas construções coloniais.

A cidade de Cananéia , a última do litoral sul paulista, fica no Vale do Ribeira, e seu acesso se dá pela Rodovia Régis Bittencourt, no sentido Curitiba. As estradas são boas e em menos de três horas, a partir de São Paulo, você já contemplará um horizonte de mar, praias, cachoeiras, rios e mangues.

Os valores de hotelaria e alimentação são bem acessíveis quando comparados aos das cidades do litoral norte paulista, e seus atrativos não deixam nada a desejar em relação a outros destinos.

Pelo contrário, para quem aprecia navegar ao lado de famílias de golfinhos,observar as revoadas dos pássaros, ver os caranguejos no mangue, comer ostras e mariscos e aproveitar praias desertas, a região é única.

Leia também: 10 opções de bate e volta para praias saindo de São Paulo 

Cultura caiçara

Divisa entre Paraná e São Paulo, a região de Lagamar é considerada a maternidade do Atlântico
Márcio Masulino
Divisa entre Paraná e São Paulo, a região de Lagamar é considerada a maternidade do Atlântico

A cultura local também é muito interessante de ser observada. Cananéia, além de ser o primeiro povoado do Brasil, era um dos pontos iniciais dos "Caminhos do Peabiru", uma trilha que ligava os índios brasileiros aos incas, no Peru, na região de Cusco. Sambaquis, empilhamentos de materiais orgânicos, conchas de moluscos, carapaças de crustáceos, entre outros resíduos, nos remetem às civilizações pré-históricas que habitaram a região.

Não é à toa que o local é considerado a capital nacional do turismo educativo no país, mas não é só isso. Você pode praticar cicloturismo, passear de quadriciclo, se aventurar em inúmeras trilhas, subir o rio da Ilha do Cardoso (visitar os jacarés no meio da noite), pescar, namorar...

Leia também: Sol e praia! Os melhores destinos de cada região do país para conhecer no verão

Dicas para aproveitar melhor o passeio

Vale procurar os passeios de barco no píer da cidade, contatar os guias turísticos locais, conversar muito com a população local e deixar-se conectar com a natureza exuberante do local.   Claro, com muito protetor solar e repelente.

Na primavera e começo do verão, famílias de golfinhos visitam a região para se procriar.
Márcio Masulino
Na primavera e começo do verão, famílias de golfinhos visitam a região para se procriar.

Nesta coluna desvendamos as praias de Cananéia , na próxima, vamos da vizinha Ilha Comprida, de onde também se podem contemplar cenários de beleza singular. Até!

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.