planejamento para viajar pode ser um pouco difícil, já que as contas e despesas cotidianas podem acabar com os planos de conhecer lugares diferentes. Mas a cabeleireira de Santos Rosangela Gomes, de 50 anos, teve uma ideia revolucionária para viajar: juntar moedas.

viagem
Reprodução/Rosangela Gomes
Rosangela está preparando a terceira viagem pagando em moedas


Em entrevista ao iG Turismo ela contou que passava pela dificuldade de parar e guardar um dinheirinho para viajar. Até que um dia teve uma ideia. "Eu vendo sacolé, chup-chup. Inspirada em outras pessoas, resolvi juntar as moedas das vendas para viajar. Tinha um cofre e resolvi guardar moedas de R$ 1 real e R$ 0,50", diz.


Em um ano Rosângela conseguiu juntar dinheiro suficiente para pagar metade de uma viagem de cruzeiro de 6 dias Rio-Santos-Balneário Camburiú. "Nessa primeira vez pensei que viagem não havia feito. O cruzeiro era um dos meus sonhos. Conversei com uma amiga da agência que ela trabalha e ela topou trocar as moedas. Paguei a minha parte (R$3 mil) em moedas", conta.

moedas
Reprodução/Rosangela Gomes
Rosangela avisa para a agência de viagens para que se preparem para a contagem


Rosangela diz que a primeira vez que levou as moedas para a agência foi um pouco assustador, mas que agora até movimenta o comércio da região. "Três pessoas contaram as moedas, os funcionários se assustaram com a quantidade, mas adoraram. Hoje eu aviso que vou lá e o gerente já avisa para comerciantes da rua que eu irei comprar uma viagem. Dessa vez o dono de uma padaria pegou as moedas para troco", diz rindo.

No mesmo ano, ela conseguiu juntar mais moedas e pagar três passagens aéreas de ida e volta para Buenos Aires. "Fui visitar minha amiga e levei meu marido e minha mãe. Paguei tudo em moedas e foi incrível, pois eu não sabia quanto tinha na hora e deu certinho para as passagens", afirma.

moedas
Reprodução/Rosangela Gomes
Rosangela junta as moedas e foca no destino que quer, abatendo por completo ou não o valor


Na terceira vez, Rosangela comprou uma viagem completa para o Nordeste. "Juntei as moedas e consegui abater R$2 mil de uma viagem para mim e para meu marido para Porto de Galinhas. Vou pagar pela estadia de 8 dias, com café da manhã e voo R$1.250! A satisfação maior é pagar com troco, parece que a viagem saiu quase de graça, não sentimos no orçamento", diz.

Além do troco que rendeu três viagens, Rosangela também foi chamada para participar do programa Encontro com Fátima Bernardes. "No fim das contas, fiz 4 viagens com as moedas. Nesta, fui contar para ela como consegui juntar também. Visitei o Rio por 4 dias sem pagar nada, graças às moedas", conta.

Ela também dá uma dica para quem sonha em viajar, mas acha que não tem condições financeiras. "Se você quiser viajar e não consegue, faça um projeto de moedas. O maior problema é que a gente põe outras coisas na frente e esquece da passagem, mas se você coloca as moedas como projeto, eu acho satisfatório juntar e saber que estou naquele lugar por conta das moedas", afirma.

    Veja Também

      Mostrar mais