Com a obrigatoriedade do uso de máscaras durante a pandemia do novo coronavírus, parte significativa das expressões faciais agora está escondida. Mesmo em momentos em que as sensações costumam explodir, como num passeio de montanha-russa. Para dar mais humor a esses tempos tão sisudos, um parque temático no Japão resolveu colocar mais sorrisos nos rostos de seus frequentadores. Por dentro e por fora das máscaras.

Parque no Japão
Reprodução/Youtube
Parque no Japão usa adesivo em máscaras


A novidade apareceu no Greenland, localizado em Kumatomo, no extremo sul do país, perto de cidades como Fukuoka e Nagasaki. Frequentadores do parque podem escolher entre seis modelos de adesivos para colocarem sobre a máscara. Há desde expressões de muita graça até de pavor, variações bastante comuns durante os altos e baixos de uma montanha-russa. Os adesivos são gratuitos e entregues na entrada do parque, enquanto durarem os estoques diários.


O resultado fica hilário, como se pode ver nos vídeos que registram funcionários usando os adereços em montanhas-russas. Com ou sem adesivo, é permitido fazer bastante barulho durante as voltas nas montanhas-russas do Greenland. Ao contrário do que outros parques temáticos no Japão vêm pedindo a seus frequentadores.

Desde que as autoridades locais começaram a autorizar a reabertura de áreas de lazer duranta a pandemia, alguns parques japoneses chamaram a atenção por pedirem às pessoas que não gritassem nos brinquedos, como forma de diminuir as chances de propagação do novo coronavírus.


Um deles é o Fuji-Q Highland, perto de Tóquio. E para mostrar que é plenamente possível encarar suas montanhas-russas sem precisar gritar nem liberar gotículas que podem estar contaminadas pelo novo coronavírus, o parque divulgou um vídeo em suas redes sociais, onde se vê dois homens, formalmente vestidos, sem esboçar qualquer reação durante todo o passeio.

O Japão começou a flexibilizar suas medidas de isolamento social ainda no mês de maio. De lá para cá, seus muitos parques temáticos e de diversões voltaram a funcionar, sempre com normas rígidas de distanciamento e segurança sanitária.

O mais famoso deles é a Disneyland Tokyo, que reabriu em 1° de julho com muitas mudanças, como a reserva antecipada de ingressos, a redução no número de visitantes, a medição de temperatura na entrada do parque, o reforço na limpeza em áreas de maior toque ou circulação de pessoas, ampla oferta de álcool em gel, obrigatoriedade do uso de máscaras e marcações no chão, para indicar o distanciamento necessário entre os frequentadores nas filas na entrada do parque e nas atrações.

    Veja Também

      Mostrar mais