O gaúcho Rômulo Wolff Pereira, de 37 anos, conheceu a mineira Mirella Rabelo, 35 anos, no aplicativo de relacionamento Tinder, em 2013, e logo no primeiro encontro eles já conversaram sobre o desejo de largar tudo e viajar pelo mundo. O que parecia ser só um papo para quebrar o gelo se tornou realidade. Após seis meses de relacionamento, Rômulo convidou Mirella para um mochilão, eles juntaram dinheiro por um ano, estruturaram tudo e, hoje, rodam o mundo de carro juntos.

Leia também: Jovem usa Tinder para achar anfitriãs e viaja por 8 países sem pagar hospedagem

undefined
Divulgação
Rômulo Wolff Pereira e Mirella Rabelo se conheceram no Tinder e largaram tudo para viajar pelo mundo


Para realizar a viagem, o casal planejou todos os detalhes e trabalhou intensamente nesse projeto, que eles chamam de "Travel and Share” – termo em inglês que significa "Viajar e Compartilhar". Uma das partes mais interessantes é que para viajar pelo mundo , eles adaptaram o carro para que o veículo se transformasse na casa móvel deles. A residência sobre rodas é carinhosamente chamada de Gallega.

O automóvel possui lugar para dormir, uma pequena geladeira e até um fogãozinho. “O mais útil sem dúvida é o chuveiro! Ele fica do lado de fora da casa e temos que montar tipo uma barraca alta pra nos banhar nele. Funciona muito bem com água quente e salva a nossa vida”, conta Pereira ao iG Turismo. “Além do chuveiro, temos tudo que uma casa convencional precisa só que muito compacto e instalado na caçamba da nossa camionete”, acrescenta.

Leia também: Americana bate recorde mundial ao conhecer 196 países em apenas 18 meses


Eles já estão viajando há três anos juntos e, até o momento, já conheceram 38 países. “Cruzamos todo o continente americano, os países oeste europeu, além disso, visitamos o Japão, Israel, Qatar e a Tailândia! A ideia é dobrar essa marca no próximo ano”, afirma o gaúcho.

Dúvidas comuns para uma volta ao mundo de carro

Você deve estar pensando como é possível conhecer tantos países indo de carro. O viajante conta que só precisou de uma ajudinha quando seguiu para a Europa. “Nós saímos dirigindo do Brasil e cruzamos toda a América do Sul, a América Central e a América do Norte por terra. Quando terminamos nosso roteiro pelas Américas, enviamos nosso carro dentro de um container de barco até a Holanda”, diz. 


Outra dúvida comum é saber como os viajantes fazem para se manter financeiramente. Mesmo estando cada hora em um canto do mundo, eles trabalham na própria produtora criando conteúdo áudio visual para empresas. Além disso, oferecem cursos digitais, ajudam grupos de viajantes e possuem um canal no YouTube. “Em breve iremos lançar nosso livro que fala sobre empreendedorismo e viagem! Faremos palestras também”, fala Pereira.

Experiências para a vida

Ficar tanto tempo viajando garante ao casal muitas histórias e experiências. “São muitas situações, todo dia na estrada acontece algo diferente”, fala o viajante. “Já dormimos em um presídio, cruzamos com guerrilheiros colombianos sem saber que eram da Guerrilha - achávamos que eram militares- , cruzamos dois países em um dia, ficamos sem gasolina no deserto, demos muita carona para as pessoas mais variadas possíveis! Enfim, todo dia é uma surpresa”, completa.


Leia também: Viajante conta como realizou sonho de conhecer o mundo: "Não tenha medo"

Se você tem vontade de largar tudo e viajar pelo mundo assim como eles, a dica do gaúcho é guardar um pouco de dinheiro para conseguir desfrutar da experiência, depois buscar desenvolver uma atividade que gere dinheiro para se manter na estrada. “Viajar é muito bom, mas depois de um tempo só viajar cansa, por isso, é importante tem um propósito e acredite, o mundo é muito melhor do que vemos nos noticiários”, finaliza o viajante.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários