Tamanho do texto

Pesquisadores britânicos entrevistaram 4.500 pessoas para entender como e por que viagens para praias ou interior fazem tão bem ao cérebro; entenda

De acordo com estudo, o tempo gasto em sítios ou na praia é melhor para o seu cérebro do que passeios tipicamente urbanos. Os pesquisadores afirmam que aqueles que visitam destinos naturais são mais felizes psicologicamente do que aqueles que vão para um espaço verde dentro da cidade. Além disso, visitas a áreas naturais protegias, como parques nacionais, resultam em melhorias no bem-estar mental.

Leia também: 74% dos brasileiros afirmam que viajar para lugares novos aumenta a confiança

Destinos naturais são essenciais para o bem-estar psicológico
Divulgação/Crown Lanta
Destinos naturais são essenciais para o bem-estar psicológico



O estudo foi feito pelas Universidades britânicas de Surrey, Exeter e Plymouth, além de contar com o apoio do Laboratório Marinho de Plymouth e da Natural England, e a equipe entrevistou 4.500 pessoas que estavam viajando para destinos naturais . O estudo investigou pela primeira vez como diferentes configurações ambientais e sua qualidade afetam o cérebro e o bem-estar psicológico.

Pedindo aos participantes para descrever suas visitas e experiência geral nesses locais, os pesquisadores descobriram que as viagens à natureza estavam mais ligadas a sensações de relaxamento, conexões emocionais e, também, maiores benefícios psicológicos em passeios mais longos do que 30 minutos.

Leia também: 30 praias para curtir

O principal autor do trabalho, Kayleigh Wyles, da Universidade de Surrey, disse que o objetivo é explorar como e por que a natureza é tão benéfica às pessoas. “Descobrimos que nosso bem-estar mental e nosso vínculo emocional com a natureza podem variar dependendo do tipo e qualidade de um ambiente que visitamos.”

Segundo ele, essas descobertas são importantes, pois não só ajudam só a entender a influência da natureza nas pessoas, mas também podem ajudar a priorizar a proteção desses ambientes e enfatizar por que a acessibilidade à natureza é tão importante.

"Os benefícios positivos da interação com a natureza estão bem documentados, com numerosos estudos relatando redução dos níveis de estresse nos participantes e aumento do bem-estar geral naqueles que passam tempo na natureza", diz. 

Leia também: Hotéis fazenda para quem busca contato com a natureza

Benefícios para a autoestima

Pesquisas publicadas no ano passado também indicam que as pessoas que passaram mais tempo fora de casa têm uma imagem corporal mais positiva e maior autoestima. O estudo feito com 200 americanos, mulheres e homens, de idade entre 19 e 76 anos, foi liderado por Viren Swami, professor de psicologia social da Universidade Anglia Ruskin, em Cambridge.

De acordo com o estudioso, visitar destinos naturais pode ajudar a aumentar o sentimento de ser uma parte importante do ecossistema, o que significa que as pessoas se sentem melhor respeito pelos seus corpos. Além disso, a natureza também ajuda a se afastar das pressões da sociedade e diminuir a necessidade de se conformar aos estereótipos.