O litoral brasileiro é cercado de história e cultura, principalmente do período imperial. Em Vitória, capital do Espírito Santo, esse pedaço da história do Brasil está representado nas construções centenárias e no modo de vida da população.

Leia também: 10 passeios bate e volta saindo de Vitória, no Espírito Santo

Uma das três ilhas-capitais do Brasil, Vitória foi fundada em 1535 por Vasco Fernandes Coutinho. Abrigou indígenas, serviu de ponto estratégico de defesa na época de Dom Pedro I e nos últimos anos tem crescido no gosto dos viajantes pela grande variedade de pontos turísticos e patrimônio histórico, assim como Vila Velha que fica a 12 km da capital.

Numa viagem dá para mesclar Vitória e Vila Velha e montar um roteiro bem extenso de locais para visitar. Se você se interessou pela ideia, o iG Turismo montou uma lista dos pontos essenciais nesse "combo" com a ajuda do guia de turismo, Helder Ferreira dos Santos, da Expert Turismo.

1. Convento da Penha

convento da penha
shutterstock
O Convento da Penha, em Vila Velha - Espírito Santo

Não dá para falar de Vitória sem um dos seus pontos turísticos mais famosos: o Convento da Penha. Construído entre 1558 e 1658, o convento está a 154 metros de altitude, no alto de um penhasco.

Lá no alto o turista irá encontrar uma lojinha com artigos religiosos, a capela de Nossa Senhora da Penha e uma bela vista da cidade de Vitória. O trajeto até o Convento pode ser feito a pé, mas é mais recomendado que seja feito de carro. Muitas agências de turismo, como a Expert Turismo , fazem a subida e fornecem guias que explicam toda a história do local. A visitação é gratuita.

2. Fábrica de chocolates da Garoto

vitória
Flavia Matos/ IG
A loja da Garoto fica ao lado da fábrica, em Vila Velha

A Fábrica de Chocolates da Garoto fica na cidade vizinha Vila Velha. A fábrica é composta por imensos galpões, e acoplado a eles ficam o museu do chocolate e a lojinha da marca. Lá os turistas podem comprar os produtos frescos, direto de fábrica.

A entrada do museu custa R$ 10 e funciona de segunda a sexta das 10h às 16h e aos sábados das 09h às 13h. Já a loja está aberta de segunda a sexta das 09h às 17h e nos sábados das 09h às 14h.

3. Praia da Costa

praia da costa
shutterstock
A Praia da Costa é uma das mais frequentadas de Vila Velha

Ainda em Vila Velha , o turista pode desfrutar da Praia da Costa, uma das mais bonitas e limpas da cidade. Lá tem um marco zero e uma extensa faixa de areia. O visual é completado por rochas e água esverdeada. Há diversos quiosques pela orla da praia e muitas pessoas praticam esportes como futebol ou vôlei na areia.

4. Praça dos Namorados + Praça da Ciência

vitória
Wikimedia Commons
A Praça dos Namorados é uma das mais frequentadas em Vitória

A Praça dos Namorados é equipada com pista de skate, parquinho, quadras de futebol, tênis e basquete. É muito visitada por turistas e frequentada pelos moradores para a prática de exercícios físicos.

Durante os fins de semana, a partir das 18h, a Praça dos Namorados abriga uma feirinha que une artesanato e comidas típicas. Se o turista chegar ao local cedo, dá para percorrer o calçadão até a Praça da Ciência, que conta com brinquedos que misturam ciência e física e entretêm as crianças. O horário de funcionamento do local é das 08h as 12h; das 13h as 17h.

5. Curva da Jurema

curva da jurema
Reprodução/ capixabadagema.com.br
A Curva da Jurema é animada aos fins de semana com música ao vivo nos quiosques

Uma das praias boas de Vitória é a Curva da Jurema. Bem frequentada, a extensão de areia fica de frente para a Ilha do Boi e para a Ilha do Frade. Tem muitos quiosques e, no fim de semana, reúne moradores que se juntam para curtir a praia e aproveitar as músicas ao vivo dos bares.

Da Curva da Jurema é possível ir andando até a Praça dos Namorados. Lá perto também ficam os shoppings Vitória e Boulevard da Praia.

6. Instituto da Baleia Jubarte + Projeto Tamar + Praça do Papa

vitória
Flavia Matos/ IG
O Projeto Tamar em Vitória fica próximo do Instituto da Baleia Jubarte

Na Praça do Papa é possível fazer três atrações de uma vez só. Inaugurada em 2008, a praça foi batizada assim depois que João Paulo II realizou uma missa no local em 1991. Por lá existe o monumento “Cruz Reverente” para lembrar a visita.

A alguns metros da cruz está o Instituto da Baleia Jubarte. Segunda unidade no Brasil (a primeira fica na Praia do Forte, na Bahia), o espaço tem ossos de baleias, fotos dos animais marinhos e oferece passeios de escuna para a visualização das baleias. Esse passeio custa em média R$ 200 e só pode ser feito entre os meses de junho e outubro. Para quem vai apenas visitar o Instituto a entrada custa R$ 5 e funciona de terça a domingo, das 09h às 18h.

Na mesma praça está o Projeto Tamar, uma organização que cuida da proteção de tartarugas, O turista poderá ver filhotes e animais adultos se alimentando. Uma trilha leva até os ossos de uma tartaruga gigante e também mostra os pontos turísticos da cidade como o Convento da Penha e a Terceira Ponte. A entrada custa R$ 16 (inteira) e o espaço está aberto todos os dias, das 08h20 às 17h.

7. Triângulo das Bermudas

vitória
Reprodução
No triângulo das bermudas o visitante curta a noite capixaba

O Triangulo das Bermudas é um espaço divertido para quem quer curtir a noite capixaba . Repleto de restaurantes e bares, o espaço de três ruas fica lotado no fim de semana e está próximo da Praça dos Namorados.

8. Catedral Metropolitana de Vitória + Palácio Anchieta

vitória
Leonardo Rodrigues Cavalcante
A Catedral e o Palácio Anchieta ficam na Cidade Alta, próximo do porto de Vitória

Vitória tem sua história intimamente ligada ao Padre José de Anchieta (que também é Santo). Pela cidade o turista encontrará placas com os dizeres “caminhos de Anchieta”, para indicar por onde o Padre caminhou na evangelização dos índios.

Por esse motivo, o turismo religioso é muito forte no Estado. Um dos pontos para se conhecer é a Catedral Metropolitana de Vitória. Localizada na Cidade Alta, a igreja começou a ser construída em 1920 e só terminou na década de 70. Com uma arquitetura neogótica, é uma das construções mais imponentes da cidade.

Já o Palácio Anchieta é a sede do poder executivo do estado do Espírito Santo e chama atenção por sua arquitetura. Inicialmente uma igreja, o local também foi utilizado como casa e colégio. Desde 1983 é tombado pelo Conselho Estadual de Cultura e teve uma grande obra de restauro em 2009.

9. Associação das Paneleiras de Goiabeiras

vitória
Flavia Matos/ IG
A Associação das Paneleiras é pequena e cheia de mulheres vendendo suas artes

Um dos pratos tradicionais do Espírito Santo é a moqueca capixaba, que geralmente é preparada em panelas pretas de barro. Essas panelas são confeccionadas pelas Paneleiras do bairro Goiabeiras.

Descendentes de índios, as mulheres têm uma associação que é aberto aos turistas para a compra das panelas de barro. Por lá dá para ver todo o processo de extração do barro do manguezal, a limpeza e a queima para pegar a forma de uma panela. Dentro do galpão estão localizadas várias paneleiras que vendem seus artigos aos visitantes.

10. Ilha do Boi

espírito santo
Leonardo Rodrigues Cavalcante
Vista da Ilha do Boi, em Vitória

Por último, porém não menos importante, está a Ilha do Boi. A parte mais abastada de Vitória é muito bonita para um passeio. A vista da Terceira Ponte é ótima e também é possível ver tartarugas no oceano. A Ilha do Frade, que fica ao lado, só pode ser acessada por moradores e abriga os mais ricos da cidade.

Leia também: 5 destinos baratos para você viajar nas férias de verão

Se interessou por conhecer Vitória ? A cidade tem um custo de viagem mais baixo em relação a outros destinos. Saindo de São Paulo e Rio de Janeiro, a média de passagem aérea é de R$ 200; se o ponto de saída por Porto Alegre, a média dos tickets sobe para R$ 300. Uma boa hospedagem com café da manhã fica em torno de R$ 200.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários