Tamanho do texto

Gisella e Fernando, do blog Sonho e Destino e colunistas do iG, visitaram a capital do Estado de Santa Catarina e ficaram encantados com o destino

Você sabia que Florianópolis, capital do Estado de Santa Catarina, é o destino escolhido pela maioria dos estrangeiros que passam pelo Brasil? Não é para menos, a ilha paradisíaca conta com muitas opções de praias, restaurantes e diversão.

Leia também: Turismo em Recife: Como aproveitar o melhor da praia de Boa Viagem

Praia da Joaquina com as dunas no fundo, em Florianópolis
Arquivo pessoal
Praia da Joaquina com as dunas no fundo, em Florianópolis


A viagem foi ótima e, por isso, queremos listar algumas atrações que adoramos conhecer em Florianópolis e que nos deixaram com muita vontade de voltar para lá

1. Mercado Público Municipal

Chegamos ao Mercado Municipal logo cedo e já ficamos encantados com a estrutura do local. O Mercado Público é um dos pontos turísticos mais importantes da cidade e é um lugar cheio de história. Inclusive, antes mesmo da construção já existiam comerciantes locais que vendiam seus produtos em frente à praia que fica na praça XV de Novembro. 

Em fevereiro de 1899, foi construído um prédio para atender as necessidades dos comerciantes. Ficamos passeando algum tempo pelo espaço do mercado e descobrimos que ali é possível comprar qualquer produto e o mais bacana de tudo: o mercado tem uma abertura no centro com restaurantes e bares disputados por moradores locais e turistas. Aproveite para experimentar os peixes e bebidas locais. 

2. Praia da Joaquina e Dunas

Florianópolis já é bem conhecida por ser a cidade natal de nomes do esporte como o ex-tenista número 1 do mundo Gustavo Kuerten e o nadador medalhista olímpico Fernando Shcerer, o Xuxa, mas poucos sabem que a cidade também é a responsável pela criação do Sandboard, popularmente conhecido como “skibunda’.

Segundo a história, os surfistas chegavam para pegar ondas na Praia da Joaquina e quando o mar não estava muito bom, eles iam até as Dunas para se divertir por lá com as suas pranchas. Foi aí que nasceu o Sandboard.

Os viajantes desceram as dunas da Joaquina
Arquivo pessoal
Os viajantes desceram as dunas da Joaquina


A Praia da Joaquina fica há uns 20 km do centro da cidade. O caminho de carro até essa praia já é algo espetacular. Ela é famosa pelas ondas perfeitas e era conhecida como Praia do Campeche até 1975, depois ganhou um próprio nome.

Ela foi descoberta por surfistas da região e foi ganhando fama com o passar do tempo, tanto que já foi considerada a praia mais badalada e procurada de Floripa. Passamos um tempo admirando essa linda paisagem e ali mesmo, logo ao lado, ficam as Dunas da Joaquina.

O dia estava bem quente e com céu azul. Alugamos as pranchas e começamos a descer, o que foi realmente muito divertido. O único problema era subir toda aquela areia no calor para poder descer de novo, mesmo assim foi sensacional. Passamos a tarde nos divertindo das Dunas e aguardando o pôr-do-sol, que foi lindo.

3. Parte Açoriana – Ribeirão da Ilha

Os açorianos chegaram a Santa Catarina há cerca de 200 anos e deixaram marcas e traços da cultura nos bairros de Ribeirão da Ilha e Santo Antônio de Lisboa.

Tiramos um dia para conhecer um pouco sobre a história da cidade e para isso nos dirigimos até a parte histórica, uma indicação dos próprios locais. Ao chegarmos, nos deparamos com um vilarejo muito diferente e único.

Como a cultura ainda é muito preservada, todas as casas continuam coloridas e geminadas, as pessoas ainda olham pela janela e conhecem todos do bairro. Os pescadores ainda mantêm o costume da pesca, que é o sustento de muitas famílias.

Andamos um pouco pelo centro de Ribeirão da Ilha na companhia do Jaime Barcelos, que nasceu na região e nos explicou um pouco sobre os açorianos que chegaram na região em 1756 e foram recebidos pelos índios Carijós, que ensinaram aos agricultores açorianos os segredos da pesca.

4. Ostras

Ostra com queijo Brie e abacaxi no Restaurante Ostradamus
Arquivo pessoal
Ostra com queijo Brie e abacaxi no Restaurante Ostradamus

Vale a pena se arriscar e experimentar um prato de ostras. Embarcamos nessa experiência e podemos confessar que foi um pouco diferente no início, mas fomos nos acostumando e acabamos adorando a experiência. Como éramos iniciantes, optamos por ostra com abacaxi e queijo brie, harmonizando em um prato delicioso. 


Leia também: Passeie por Ribeirão da Ilha, uma região dominada pelas ostras

5. Lagoa e Rancho de Canoa

Outro passeio maravilhoso que fizemos em Florianópolis foi pela Lagoa da Conceição que está localizada ao leste da Ilha de Florianópolis, possui  53 km de comprimento (sentido norte/sul) e 5 a 15 km de extensão (sentido leste/oeste). É possível passear com barcos, fazer trilhas e até ir visitar o Mirante da Lagoa. É um dos cartões postais de Floripa e tem uma vista encantadora.

O bacana da Lagoa é que ela está localizada em meio a montanhas, restingas, planícies costeiras e o Oceano Atlântico, mas também é um lugar agitado para quem gosta de bares, pubs e restaurantes.

O restaurante Rancho de Canoa é uma das indicações
Arquivo pessoal
O restaurante Rancho de Canoa é uma das indicações


Na parte da Lagoa de Fora, local por onde passeamos, fica o canal que liga a Lagoa ao Mar. Andando por essa parte encontramos o restaurante Rancho de Canoa, onde nos sentamos perto da água e fomos muito bem atendidos pela equipe de profissionais.

Comemos um camarão na moranga delicioso e ainda fizemos amizade com Betina, uma charmosa Garça Branca Pequena que todos os anos passa algum tempo por ali e adora batata-frita.

Claro que a nossa passagem por Florianópolis foi muito rápida e não deu para conhecer todos os pontos turísticos da cidade. De qualquer maneira nos encantamos com tanta gente simpática, comida maravilhosa, história e uma paisagem única da ilha que com certeza voltaremos ao destino para viver novas experiências. Para saber mais dicas de viagem e destinos, acompanhe a coluna de Gisella e Fernando no iG Turismo .