Tamanho do texto

Governo chinês fecha Grande Muralha e outros monumentos após confirmação de mais de 800 casos de coronavírus no país

muralha da china arrow-options
shutterstock
Muralha da China

Nesta sexta-feira (26), o governo chinês anunciou o fechamento de parte da  Grande Muralha  na tentativa de conter a propragação dos casos de coronavírus  no país. O monumento é visitado anualmente por mais de 10 milhões de turistas. 

Leia também: Número de infectados por coronavírus chega a 830 na China

Além da  Muralha da China , outros monumntos emblemáticos de Pequim foram fechados, integrando as medidas para controlar a propagação do vírus que já matou 26 pessoas. 

O Estádio Nacional de Pequim, construído para os Jogos Olímpicos em 2008 e conhecido como Ninho de Pássado, também foi fechado. A partir de sábado (25), a floresta Yinshan Pagoda e os túmulos da dinastia Ming também serão fechados. 

A expectativa é que outros monumentos e atrações turísticas sejam fechadas nos próximos dias.