Tamanho do texto

Nas grandes metrópoles é possível relaxar e passear em ambientes verdes, com monumentos, lagos, parques de diversão, zoológico e muito mais

Em meio a uma grande quantidade de prédios e carros, grandes metrópoles do mundo ainda tentam preservar áreas verdes com parques urbanos que atraem os turistas. Esses locais são ideais para relaxar, praticar esportes, admirar paisagens e até conhecer um pouco da história e a cultura da região.

Central Park está entre os parques urbanos mais famosos do mundo
Pinterest
Central Park está entre os parques urbanos mais famosos do mundo


Leia mais: Você sabia que tem cachoeiras no Central Park?

Alguns parques já são famosos por terem sido cenários de filmes ou por representar um período importante da história de determinado país, contando com obras a céu aberto e atrações que tornam esses espaços verdes ainda mais especiais. Conheça seis opções que valem a pena visitar.

Parc du Cinquantenaire, Bruxelas

O parque conta com muitas atrações, então o indicado é tirar um dia para visitar o local. Foi criado em 1880, pelo rei Leopoldo II para comemorar os 50 anos de independência da Bélgica. São 30 hectares e conta com jardins, fontes, esculturas, monumentos e um lago.

Parc du Cinquantenaire, Bruxelas
Divulgação
Parc du Cinquantenaire, Bruxelas


No local ficam os museus Royal Museum of the Armed Forces and of Military History e Cinquantenaire Museum , carros vintage no AutoWorld e a mesquita mais antiga de Bruxelas, a Great Mosque of Brussels . Possui belas paisagens e é ideal para relaxar, fazer um piquenique, curtir a natureza e as atrações e feiras.

Bosques de Palermo, Buenos Aires

O local foi inaugurado em 11 de novembro de 1875 pelo presidente da época, Nicolás Avellaneda, que queria oferecer ao povo um parque que fosse referência para passearem. De acordo com a Royal Holiday, são 80 hectares com várias atrações, como o Monumento de los Españoles , um presente da Espanha para marcar o centenário da Revolução de Maio.

Bosques de Palermo, Buenos Aires
Divulgação
Bosques de Palermo, Buenos Aires


O parque também conta com o Rosedal , um lago rodeado por 18 mil rosas, o Museu Eduardo Sívori , o Planetário Galileu Galilei , o Jardim Japonês , o Jardim Botânico , o Jardim Zoológico , o Hipódromo de Palermo e três lagos artificiais.

Bois de Boulogne, Paris

Esse lugar é carregado de história, pois faz parte de uma antiga floresta na qual a realeza caçava ursos e cervos. Só passou a ser acessível para as pessoas no século 18, após uma ordem do Rei Louis XVI. No local, foi construído para o rei e a rainha o Château de Bagatelle, uma obra que sobreviveu à revolução e continua firme.

Bois de Boulogne, Paris
Divulgação
Bois de Boulogne, Paris


Leia mais: Ferrari World: Um lugar de muita diversão no meio do Deserto dos Emirados

O parque é gigante, conta com 846 hectares, 10 lagos artificiais com patos e cisnes, grutas com quedas d’agua e o Jardin d'Acclimatation , que é ótimo para ir com crianças, pois possui um parque de diversões e um espaço com animais para visitação. O turista ainda pode fazer corridas e passeios de barco, caiaque, bicicleta, cavalo ou pônei e diversos festivais acontecem durante o ano.

Hyde Park, Londres

Durante muitos anos, essa região era privada e pertencia aos monges da Abadia de Westminster. Depois, passou para o Rei Henrique VIII e só em 1637 o local foi aberto para visitantes, no reino de Charles I.

Hyde Park, Londres
Divulgação
Hyde Park, Londres


O turista pode passear de barco, nadar, fugir do agito da cidade, visitar a fonte em memória da Princesa Diana e ouvir alguém discursando no Speaker’s Corner , um símbolo da liberdade de expressão e local no qual Karl Marx e George Orwell já discursaram. No inverno, um parque de diversões é montado no local, com uma roda gigante de 60 metros de altura.

Central Park, Nova York

Está na lista dos parques mais famosos do mundo, já foi cenário de diversos filmes e é um dos pontos turísticos mais visitados de Nova York, recebendo cerca de 40 milhões de pessoas por ano. Foi o primeiro parque público planejado dos Estados Unidos, funciona desde a segunda metade do século 19 e possui atrações que seguem as estações do ano.

Central Park, Nova York
Divulgação
Central Park, Nova York


Nos 341 hectares é possível conhecer o Central Park Zoo , o Cleopatra’s Needle – monumento mais antigo da cidade, as cascatas do canal The Loch , o Sheep Meadow e ver belas flores no Shakespeare Garden e no Conservatory Garden , além de patinar no gelo durante o inverno. Também dá para garantir boas fotos nos sete lagos, 29 esculturas, 36 pontes que compõem o local.

Bosque de Chapultepec, Cidade do México

Classificado como o segundo maior parque da América Latina, o local possui uma área de 686 hectares e era um retiro para governantes astecas. No parque está o Castillo de Chapultepec , no topo de uma colina a 2.325 metros acima do nível do mar. O local foi cenário do filme “Romeu + Julieta”, estrelado por Leonardo DiCaprio.

Bosque de Chapultepec, Cidade do México
Divulgação
Bosque de Chapultepec, Cidade do México


Leia mais: O que fazer na Cidade do México

Está entre os parques mais populares do México, e as áreas que mais fazem sucesso entre os turistas são o castelo e o zoológico. Também possui parque de diversões, jardim botânico, fontes e esculturas. Segundo a empresa de viagens Royal Holiday, é preciso planejar porque não é possível conhecer o espaço em um dia.