Tamanho do texto

Quer experimentar o melhor da culinária mundial? Confira 5 destinos imperdíveis para amantes da gastronomia

Se você é do tipo que viaja para conhecer os pratos e restaurantes tradicionais das regiões que visita, esse post é para você. O Hotel Urbano  escolheu alguns destinos imperdíveis para quem curte se divertir sem abrir mão da gastronomia (e do bom preço).

Amsterdam – Holanda

Se você está em busca de comida boa, precisa fazer uma viagem para a Europa , pois é lá que estão espalhados os mais famosos chefs de todo o mundo. Começando a viagem por Amsterdam, vale experimentar um prato muito popular da Holanda: o Stamppot , um purê de batatas amassadas com vegetal que pode variar. Há também a sopa de ervilhas com bacon, chamada Erwtensoep. Boerenkoolstamppot met rookworst é o Stamppot, que usa couve de folhas e linguiça defumada. Além disso, a batata frita (acompanhada de maionese) é muito saborosa e todos os guias recomendam as do Vleminckx. O pão integral também faz sucesso com os turistas.

Culinária da Holanda encanta os amantes da gastronimia
Divulgação/Hotel Urbano
Culinária da Holanda encanta os amantes da gastronimia

Os doces são um capítulo à parte na culinária holandesa. Antes de deixar Amsterdam, você precisa provar o Stroopwafel, um biscoito dividido em duas metades grudadas por um caramelo, que costumam ser vendidos em cafés e supermercados. Outro doce tradicional holandês é a torta de maçã (Appelgebak), que combina perfeitamente com um café expresso. O Winkel 43 no Noordermarkt, localizado no lindo bairro do Jordaan, tem a torta de maçã mais famosa da cidade.

Madri – Espanha

É impossível falar sobre a comida madrileña sem falar do Cocido . Parecido com o brasileiro, porém com o grão de bico como protagonista, é acompanhado com diversas carnes, verduras e embutidos. O caldo em que se cozinha tudo é servido antes como uma sopa. Os melhores restaurantes para experimentar esse prato típico são a Casa Carola e Taberna de la Daniela.

Experimentar uma bocata é parada obrigatória em Madri
Divulgação/Hotel Urbano
Experimentar uma bocata é parada obrigatória em Madri

Um programa tradicional de domingo em Madrid é ir ao Rastro (flea market) pela manhã e estender o passeio até Los Caracoles para provar os Caracoles a la Madrileña, outro prato famoso da cidade espanhola. Se não quiser ir até o Rastro, a Lavinia é bem conhecida pelos seus caracóis.

Há quem diga que ir à Madri e não comer um Bocadillo de Calamares na Plaza Mayor é como ir a Nova York e não ver a Estátua da Liberdade. Exageros à parte, os madrileños realmente consideram esse “ Bocata ”, uma espécie de pão com lula empanada. Não é exatamente uma iguaria, mas já que uma ida à Plaza Mayor é praticamente inevitável quando se está visitando a cidade, aproveite para parar, tomar uma caña e experimentar esse prato tão adorado. 

Roma – Itália

A culinária italiana é famosa no mundo todo e isso não é novidade. O que pouca gente sabe é que nem só de pizza e massa vive a gastronomia da Itália. As carnes, sem acompanhamento de pastas, são bastante admiradas no país, especialmente em Roma.

Nem só de pizza e massa vive a gastronomia da Itália
Divulgação/Hotel Urbano
Nem só de pizza e massa vive a gastronomia da Itália

A alcachofra também está entre os ingredientes da culinária romana e um dos pratos mais típicos é o Carciofo all’a Giudia, que consiste numa alcachofra frita e mergulhada no azeite de cabeça pra baixo. Normalmente, o prato é preparado com a alcachofra cimaroli (ou mammole), que é cultivada nos arredores de Roma, nas regiões de Ladispoli e Civitavecchia. Esse tipo da planta é muito mais macio que os demais, além de não ter espinhos em seu interior, por isso, você pode – e deve – comer a alcachofra inteira, sem receios!

Outro prato muito procurado em Roma é o Abbacchio Pasquale, cujos principais ingredientes são costeletas de cordeiro e suco de limão ou o alho e o alecrim, quando as costeletas são preparadas grelhadas.

As massas e pizzas estão em toda parte de Roma e, em geral, são muito boas. Em Trastevere, é possível experimentar boas massas nos restaurantes próximos à praça. Não deixe de comer a pizza da Baffetto Pizzeria, uma das mais conhecidas da cidade. Os sorvetes também são uma tradição local e a sorveteria Giolitti tem uma fama extraordinária.

Lisboa – Portugal

Quem vai a Lisboa precisa comer pastel de nata e um belo bacalhau
Divulgação/Hotel Urbano
Quem vai a Lisboa precisa comer pastel de nata e um belo bacalhau

Você não pode deixar Lisboa sem experimentar pelo menos dois pratos: o Bacalhau do Brás e os famosos pastéis de nata . Para desfrutar de um delicioso Bacalhau, você pode simplesmente sentar em uma das tradicionais Tascas de Lisboa, como a Das Flores, localizada no Chiado e super disputada (é aconselhável fazer reserva). Os melhores pastéis você pode comer na famosa Pastéis de Belém, que, como o próprio nome diz, produz o único pastel que pode ser chamado dessa maneira e que deu origem a todos os outros pastéis de nata.

Lima – Peru

O fato de 4 dos 11 restaurantes mais renomados do mundo estarem em Lima torna uma viagem para a América do Sul  obrigatória aos amantes da boa gastronomia. Do popular ceviche à típica chicha morada, a comida peruana é um ponto de união no país. Dos mais pobres aos mais ricos, todos têm em comum o prazer pela comida, basta ver o sucesso do Mistura, um festival gastronômico que toma as ruas de Lima todos os anos.

Peru possui pratos típicos de dar água na boca
Divulgação/Hotel Urbano
Peru possui pratos típicos de dar água na boca

Para conhecer a pura, simples e saborosa comida peruana , vale uma visita ao El Mercado, do chef Rafael Osterling. Tudo nesse restaurante é uma delícia. O cardápio varia do tacu tacu de frutos do mar à lula grelhada com cogumelos. O Malabar também é um restaurante peruano maravilhoso e já recebeu nomeações na revista Michelin, o que faz com que ele esteja entre os melhores da América Latina. O tiradito, uma espécie de ceviche “arrumadinho”, é um dos pratos mais pedidos, mas fica a dica: os preços não são baratos. O Huaca Pucllana é uma atração que vale por duas: o restaurante fica ao lado de um sítio arqueológico construído por um dos primeiros povos pré-colombianos a morarem na região. Além da vista para as ruínas, o lugar tem uma decoração aconchegante e comida de primeira qualidade, claro!