Um minicruzeiro, como é chamado, é uma experiência completa de Cruzeiro em poucos dias e de forma mais descontraída que um cruzeiro convencional
MSC/Divulgação
Um minicruzeiro, como é chamado, é uma experiência completa de Cruzeiro em poucos dias e de forma mais descontraída que um cruzeiro convencional

Ter a experiência de um cruzeiro faz parte dos sonhos de muitas pessoas, mas algumas preocupações também podem se tornar um empecilho para essa realização, a primeira delas, claro, é o preço e a segunda é o fato de que algumas pessoas simplesmente passam mal ao menor sinal de que o chão pode estar se movimentando pelo balanço do mar – e passar semanas em uma situação como essa, mesmo com medicamentos, não deve ser nada agradável.

Fazer um minicruzeiro é alternativa perfeita para quem deseja ter a experiência de navegar em um transatlântico luxuoso por um fim de semana, sem gastar tanto e, caso sinta enjoo, logo voltará para a terra firme, onde poderá avaliar se vale a pena investir em uma experiência maior ou se, realmente, navegar em alto mar não é o que procura.

Quanto às questões de saúde, vale adiantar que não há com o que se preocupar. Os hóspedes contam com atendimento médico, caso necessário, e seguro de viagem obrigatório para o embarque. O plano de seguro deve ser contratado por fora, com uma empresa da preferência do passageiro.

Mini é só maneira de dizer

Não se deixe enganar pelo nome “mini”, pois o diminutivo aqui se refere apenas ao tempo de duração da viagem. Na verdade, algumas formalidades de um cruzeiro maior não aparecem na versão reduzida, como vestimentas de gala em jantares, por exemplo (o que pode ser algo positivo, dependendo do ponto de vista).

Um minicruzeiro dura cerca de três dias, caso aconteça em um final de semana, por exemplo, o embarque será feito no início da tarde de sexta-feira, haverá uma parada em um destino no domingo e o retorno e desembarque será feito na manhã de segunda-feira.

Um navio para todos os gostos

A primeira experiência após o embarque é a cabine, onde o passageiro deixará as bagagens e pode descansar antes de iniciar o passeio pelo navio, são diversas opções diferentes. Das mais baratas, que são as cabines internas (que não contam com varanda e, em certos casos, nem mesmo janelas), até as mais caras, que são as externas, com varandas de diferentes tamanhos e, claro, diferentes padrões (cabines com sala, quartos e banheiros com banheira, por exemplo).

Vários fatores interferem nos custos (quanto mais luxo, mais caro) e vale à pena escolher bem antes de fechar o pacote. Ressaltando que, muito provavelmente, o quarto será usado apenas para a hora de dormir, logo pode valer a pena economizar na cabine e investir em outras experiências do navio, e atrações não faltam.

Na parte gastronômica, todos os navios contam com dois restaurantes principais, já inclusos no valor do pacote. No MSC Preziosa, por exemplo, são os L’Arabesque e The Golden Lobster, que oferecem pratos da culinária mediterrânea e internacional à la carte. A cada dia são oferecidas opções diferentes, desde a entrada, até a sobremesa, além de alternativas mais comuns (sempre disponíveis), para quem não quiser algumas das opções oferecidas no dia.

Outras opções interessantes, também do MSC Preziosa , são os restaurantes Inca e Maya, abertos 20 horas por dia, oferecendo café da manhã, almoço, lanche e jantar em serviço de bufê.

Pagos à parte, são mais quatro restaurantes:

  • Galaxy Kaito, que oferece uma deliciosa e autêntica culinária asiática, com ingredientes frescos e de alta qualidade;
  • Butcher’s Cut, uma renomada churrascaria em estilo americano que conta com uma ampla variedade de cortes;
  • La Locanda, a legítima pizzaria napolitana, com pizzas assadas em pedra fresca e uma variada carta de vinhos.
  • La Palmeraie, exclusivo restaurante gourmet à la carte do MSC Yacht Club, com vista
    panorâmica para a piscina.

Uma boa dica é incluir o máximo de opções possíveis no pacote, já que a moeda vigente no navio é o dólar.

As opções de lazer

Todos os pacotes possuem pensão completa, sendo que algumas opções são exclusivas para o pacote mais luxuoso, o MSC Yacht Club.

Leia Também

Leia Também

Leia Também

Os passageiros poderão aproveitar piscinas, hidromassagens, parques aquáticos com toboágua, quadra poliesportiva, academia completa, Spa, bares e lounges com as mais variadas opções de bebidas, além de música ao vivo (em diferentes estilos), discoteca, cinema 4D, simulador de Fórmula 1, teatro com shows ao estilo Broadway, além de diversas lojas.

Para quem vai com criança, há espaços dedicados para crianças de até 11 anos e áreas para adolescentes de 12 a 17 anos.

O que o MSC Yacht Club oferece?

A experiência premium oferece aos hóspedes serviços exclusivos e espaços dedicados como bar, restaurante à la carte, piscina, deck e hidromassagens. Os hóspedes ainda têm direito a regalias como, prioridade no embarque e desembarque, área exclusiva para check-in e check-out, pacote de internet, pacote all inclusive de bebidas (incluindo o minibar da cabine), mordomo e serviço de concierge 24 horas e uso ilimitado da área termal do MSC Aurea SPA.

Experiências únicas

Estar em um transatlântico é como estar em um grande resort móvel, com a administração de uma pequena cidade. Há uma tripulação trabalhando 24 horas por dia para servir da melhor forma a todos os hóspedes, pessoas que estão ali sempre à disposição.

Ambientes de lazer internos e externos, em um navio há mais do que os serviços oferecidos pela empresa para interferir na experiência, tal como o clima. O iG Turismo passou três dias a bordo do MSC Preziosa, onde pode-se aproveitar um sábado de sol intenso e um domingo de tempo fechado, com forte tempestade à noite (sim, o navio balança bastante), na qual não se pode sair para as áreas externas por questões de segurança.

Aliás, a segurança também é uma questão levada muito a sério. No primeiro dia, antes que o navio zarpe, todos os passageiros/hóspedes passam por um treinamento de segurança, que consiste em uma simulação de emergência.
Cada andar, aqui chamados de deck, deve se dirigir até o ponto de encontro determinado – para se certificar de que todos participaram, é preciso um telefonema da cabine, mais a identificação do cartão do hóspede por um membro da tripulação localizado no ponto indicado.

Um pequeno passageiro que parou para descansar no navio
Renan Tafarel Silva
Um pequeno passageiro que parou para descansar no navio

Os protocolos da Covid-19, apesar de as regras terem afrouxado em muitos países, dentro do navio é diferente: todos devem apresentar comprovante de vacinação, um teste negativo para a Covid-19 realizado a menos de 24 horas antes do embarque, além do uso de máscara obrigatório dentro de todas as dependências (com exceção da área da piscina).

Diariamente alguns membros da tripulação e hóspedes sorteados são testados novamente para Covid-19, em caso de resultado positivo, há uma área de isolamento para que a pessoa possa ficar com conforto e segurança, até o próximo desembarque.

Atenção para a próxima temporada

temporada 2021/2022 já foi encerrada, com a partida do último navio para a Europa no último dia 7 de abril. Mas a próxima temporada já está confirmada e promete ser ainda maior e melhor, superando até mesmo a de 2019, pré pandemia.

A temporada 2022/2023 está marcada para começar em novembro, com término em abril de 2023. Vale a pena se programar e ficar de olho para eventuais promoções de cabines. A temporada contará com cruzeiros de 3 a 16 noites pelo litoral brasileiro, além de destinos como Argentina e o Uruguai – há também as MSC Grand Voyages, que atravessam o oceano.

O MSC Preziosa não voltará esse ano, mas a temporada contará com os navios MSC Seaview, MSC Fantasia, MSC Armonia e o grandioso MSC Seashore. Vale a pena ficar de olho.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários