Comissário de bordo sofre homofobia em voo
shutterstock
Comissário de bordo sofre homofobia em voo


Após um passageiro chamar um comissário de bordo da Latam de "viado", o avião retornou à base e a Polícia Federal foi chamada na segunda-feira (14). O episódio terminou com o passageiro sendo retirado do voo, que ia de Guarulhos, em São Paulo, para Fortaleza.

O comissário teria pedido para que o passageiro levantasse o encosto do assento para a decolagem. O homem, que estava dormindo, teria chamado o comissário de "viadinho de bosta", segundo relatos. O funcionário da Latam reportou ao chefe o acontecido, que foi conversar com o passageiro e avisar que a Polícia Federal foi acionada.

No Twitter, o perfil oficial da Latam esclareceu o ocorrido. "Olá Carlos, agradecemos pela empatia ao caso. Esclarecemos que foi solicitado o apoio da Polícia Federal para realizar o desembarque de um passageiro do voo LA3333 (São Paulo/Guarulhos – Fortaleza) da manhã de hoje (14) em função de comportamento indisciplinado. Repudiamos veemente qualquer tipo de ofensa e qualquer opinião que contrarie o respeito não reflete os valores e os princípios da empresa. Estamos à disposição. Reforçamos ainda que seguimos os mais elevados pradrões de segurança, atendendo rigorosamente aos regulamentos de autoridades nacionais e internacionais".


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários