Eva zu Beck
Reprodução/Youtube/Eva zu Beck
Eva zu Beck


Eva zu Beck, uma blogueira de viagens, passou por um perrengue e tanto por conta da pandemia do novo coronavírus. Ela relatou em seu  canal no YouTube que ficou presa em uma ilha do Iêmen e que viveu uma saga de seis dias navegando em um navio de carga para os Emirados Árabes para conseguir, enfim, pegar um voo para sua casa, na Polônia. 

A história de Eva, que foi parar no jornal britânico DailyMail , começou em março deste ano. Ela chegou a Socotorá, no Mar Arábico, em um vôo comercial do Cairo e lutou para encontrar uma maneira de voltar para casa depois que a ilha fechou devido à pandemia. Com vôos não autorizados a pousar no local, as únicas opções comerciais eram navegar para Omã, que havia fechado suas fronteiras, ou para o continente, que Eva acreditava ser arriscado devido à crise da saúde e à guerra civil.

Então Eva passou semanas procurando um caminho de casa, até que recebeu a passagem de um navio de carga para o Oriente Médio. A jornada, documentada no canal do YouTube de Eva, levou seis dias e o grupo foi obrigado a passar mais oito dias a bordo do navio na costa dos Emirados Árabes cumprindo quarentena antes de poder transitar e pegar um voo para casa.

"Eu sabia que se eu ficasse lá corria o risco de ficar presa lá até o outono. Meus amigos e eu passamos cerca de um mês tentando encontrar uma saída da ilha desde o início de maio", contou Eva em seu canal. Agora, ela já está sã e salva na Polônia.


    Veja Também

      Mostrar mais