Não só no Brasil, mas também pelo mundo, diversas companhias de cruzeiros tiveram de interromper suas operações devido a pandemia do novo coronavírus. Por aqui diversos turistas tiveram um cruzeiro cancelado e a temporada, que normalmente se encerra em abril, já foi interrompida. 

mãe e filho em um cruzeiro da Costa arrow-options
Reprodução/ instagram @costacruisesofficial
Seu cruzeiro foi cancelado? Companhias explicam até quando remarcar a viagem

E agora, quais os próximos passos? Geralmente a temporada de cruzeiros por aqui é retomada no final do ano, entre novembro e dezembro. Já é possível pensar no futuro e saber para quando remarcar o cruzeiro cancelado ? Para ajudar, o iG Turismo conversou com a MSC e com a Costa, as duas principais operadoras que atuam no Brasil. Veja o que fazer: 

MSC Cruzeiros

msc arrow-options
Divulgação/MSC Cruzeiros
MSC interrompeu as suas operações e só deve voltar no final do ano

Em nota à reportagem, a empresa informa a "suspensão de todos os novos embarques de sua frota até 29 de maio, dada as atuais circunstâncias que o mundo enfrenta em decorrência da emergência de saúde global causada pela Covid-19 ". 

Uma nova viagem provavelmente deve ficar para 2021. Segundo a companhia, o cruzeirista pode remarcar o pacote que havia sido canceladona data que preferir, até o final do ano que vem. 

"A MSC Cruzeiros oferece aos hóspedes afetados por essa medida a oportunidade de transferir 100% do valor pago por sua viagem cancelada , além de um benefício adicional de crédito, para um cruzeiro futuro de sua escolha, a qualquer momento até o final de 2021'', esclarece a empresa.

Costa Cruzeiros

costa cruzeiro arrow-options
Divulgação
Costa Cruzeiro segue paralisada até 30 de abril

A Costa também está com atividades paralisadas por um tempo semelhante ao adotado pela MSC. "Devido à prolongada situação de emergência de pandemia global de Covid-19 e às medidas de contenção introduzidas como o fechamento de portos e restrições ao movimento de pessoas, a Costa Cruzeiros decidiu estender a pausa voluntária de seus cruzeiros até o dia 30 de abril de 2020", afirma em nota. 

As viagens com a companhia, entretanto, seguem uma política com mais detalhes para a remarcação. "O cliente poderá utilizar o valor pago como crédito até o dia 31 de março de 2021 para assim agendar um novo cruzeiro com embarque até 30 de novembro de 2021", explica. 

Além da possibilidade de agendar a viagem para uma data futura, a Costa Cruzeiros também disponibilizou opções de crédito a bordo para os clientes que tiveram suas viagens canceladas pelo novo coronavírus .

De acordo com a companhia, o hóspede receberá um crédito, que será utilizado a bordo, no valor de:

  • Para cruzeiros de 1 a 5 noites: R$ 400 por cabine
  • Para cruzeiros de 6 a 9 noites: R$ 800 por cabine
  • Para cruzeiros acima de 10 noites: R$ 1200 por cabine

    Veja Também

      Mostrar mais