Tamanho do texto

Camila Castanheira trabalhava no mercado financeiro e fez uma página no Facebook por hobby para falar de suas viagens. A ideia deu certo e ela virou uma "viajante profissional". Veja mais detalhes e dicas de viagem de Camila

Com a certeza de que conhecer novos lugares é um sonho que pode ser real e uma experiência que traz conhecimento para a vida, Camila Castanheira criou uma página no Facebook. O intuito era compartilhar registros das viagens e dar dicas turísticas, mas o sucesso foi tanto que viajar se tornou a profissão dala.

Camila sempre amou viajar. Ela conseguiu mudar de área profissional e hoje se sente realizada com o trabalho
Arquivo pessoal
Camila sempre amou viajar. Ela conseguiu mudar de área profissional e hoje se sente realizada com o trabalho


Aos 27 anos, americana será primeira mulher a visitar todos os países do planeta

Formada em publicidade e propaganda e pós-graduada em negócios, Camila tinha uma carreira consolidada de 14 anos no mercado financeiro. Com sempre amou viajar , planejava o orçamento para conseguir fazer pelo menos duas grandes viagens por ano.

Essa espécie de blog surgiu há dois anos em um momento que Camila tinha muitas dúvidas na carreira . Na época, ela fazia coaching para se orientar e, nesse processo, surgiu a ideia de criar a página. No início foi apenas uma forma de concentrar as energias em um hobby, mas em pouco tempo já se viu apaixonada pela nova ocupação.

“Deixei o mundo corporativo. Foi um processo trabalhado dentro de mim em todos os sentidos, resolvi que queria mudar e me dediquei primeiro aos estudos, não foi de um dia para o outro. Hoje, estou certa de que tomei a melhor decisão da minha vida”, conta Camila ao iG Turismo.

Somando seguidores

Camila em Interlaken, na Suíça. Atualmente ela comanda a página 'Acordei, quero viajar'
Arquivo pessoal
Camila em Interlaken, na Suíça. Atualmente ela comanda a página 'Acordei, quero viajar'


A história cativou os internautas e o número de curtidas na página foi só aumentando. Atualmente, ela possui cerca de 200 mil seguidores . “As pessoas me pedem muitos conselhos. Querem saber quanto tempo de antecedência devem se organizar para gastar menos na viagem e também quanto devem levar de dinheiro para cada destino”, diz.

Da infância para a primeira viagem

O desejo passar a vida viajando e de tornar isso uma profissão vem da infânca. Camlia cresceu dentro de um hotel da família no interior de São Paulo e costumava sentar na sala de convivência para observar os costumes e diferenças dos hóspedes vindos dos mais variados destinos.

Depois de muito sonhar e observer, a primeira grande viagem veio na adolescência, aos 14 anos. “Meu pai quase morreu do coração quando eu pedi uma viagem para a Inglaterra de presente de 15 anos. Na época, era comum as meninas pedirem uma festa de debutante, mas eu queria ir para outro país”, conta Camila.

A primeira grande viagem de Camila foi para Inglaterra
Arquivo pessoal
A primeira grande viagem de Camila foi para Inglaterra


23 países explorados

Apesar do susto, o pedido foi atendido e ali começava uma relação íntima com as viagens. Depois de conhecer a terra da rainha, a publicitária não parou mais viajar. Conheceu Londres, Paris, Lisboa, Sintra, San Francisco, Los Angeles, Carmel, Madri, Toledo, Interlaken, Vale do Reno, Berlim e muitos outros. Hoje, aos 30 anos, ela já explorou 23 países e já perdeu a conta da quantidade de estados e cidades.

35 anos, 153 países e perrengue: histórias do viajante que já bateu recordes

“Eu adoro visitar lugares com história, sempre aprendo muito! Amo a vida intensa e curiosa de Londres , e sou apaixonada pela história e a boemia de Roma ”, fala a viajante. “Agora, um lugar que eu não gostei foi Milão , não consegui sentir e entender a cidade. Quero voltar lá novamente, acho que posso me surpreender”, completa.

Veneza, Itália
Arquivo pessoal
Veneza, Itália


Para Camila, o segredo é programar o sonho hoje e não ficar deixando para depois. O primeiro passo é querer, o segundo é buscar informação. “Não é preciso ter muito dinheiro, o importante é pesquisar com antecedência”, afirma.

Experiências de viagem

Ela acredita que viajar desperta sentimentos e garante boas aventuras. Quando a publicitária foi conhecer a Torre Eiffel , por exemplo, tinha acabado de terminar um relacionamento e fez o passeio para afogar as mágoas.

Chagando ao topo do ponto turístico ficou toda feliz, mas ao sair do elevador da atração viu um casal com champanhe e alianças noivando e todos em volta estavam gritando a aplaudindo. Vendo a cena romântica cena, ela conta que saiu do local aos prantos.

Quando Camila visitou a Torre Eiffel, ela tinha acabado de terminar um relacionamento
Arquivo pessoal
Quando Camila visitou a Torre Eiffel, ela tinha acabado de terminar um relacionamento


A viajante também passou por situações embaraçosas, como quando seguiu a indicação de amigos e foi visitar um hostel, em Berlim , que disseram a ela que era incrível.

“No dia de viajar, meu voo de Londres para Berlim atrasou umas 3 horas. Aquele dia estava muito frio e eu não via a hora de chegar. Quando finalmente pisei no hostel e abri a porta do quarto havia um casal transando na beliche.  Quase morri de vergonha”, lembra aos risos.

A grana está curta? 9 destinos incríveis no Brasil para viajar gastando pouco

Ela completa dizendo que o melhor de viajar é ter boas histórias para contar e que está muito feliz em poder dividir isso com as outras pessoas e dar dicas para quem também quer passar por experiências incríveis em diferentes partes do mundo.