iG - Internet Group

iBest

brTurbo

Os 13 hotéis mais mal-assombrados do mundo

Alguns hotéis espalhados pelo mundo levam a fama de mal-assombrados. Você encararia a experiência de se hospedar em lugares repletos de fantasmas e histórias macabras?

Fernanda Castello Branco, especial para o iG


 

Imagine cruzar com Elvis Presley no corredor de um hotel ou ver o rosto de Marilyn Monroe estampado em um espelho. Se tiver sorte, você também pode ouvir o ator Montgomery Clift, de A um Passo da Eternidade, tocar clarinete em seu apartamento. Mas, se preferir lugares menos badalados, uma boa dica é o Hotel El Convento – considerado o único “pequeno hotel de luxo de Porto Rico”. Lá, talvez você tenha a oportunidade de encontrar freiras rezando pelos corredores.

Divulgação

No Crescent Hotel, em Arkansas, há excursão para caçar fantasmas


Ao redor do mundo, alguns hotéis têm a fama de serem mal-assombrados, por celebridades ou anônimos que morreram ou se suicidaram em suas dependências. Alguns usam os fantasmas como garotos-propaganda, principalmente nos Estados Unidos. Outros tentam afastar a fama de serem assombrados por visitantes do além.

Se você tem coragem - e vontade - de ficar face a face com o sobrenatural, preparamos uma lista de 13 hotéis mal-assombrados. De palacete na Segóvia (Espanha), passando por um castelo escocês e vários hotéis norte-americanos, escolha o lugar que mais o assusta. Prepare as malas e boa viagem. Vale uma dica: apesar da fama de assombrados, esses lugares esbanjam luxo e belas paisagens.
 


Brown Palace Hotel

Divulgação

Fantasma de socialite assombra o quarto 904 do Brown Palace Hotel


Diz a lenda que funcionários do Brown Palace Hotel, em Denver, Estados Unidos, gostaram tanto de trabalhar lá que continuam aparecendo para prestar seus serviços mesmo depois de mortos.
Os mais medrosos devem evitar o quarto número 904, onde viveu por 15 anos uma socialite chamada Louise Crawford Hill. Enquanto um guia do Brown contava aos hóspedes histórias de amor vividas por Louise, a recepção recebia constantes telefonemas do apartamento, sendo que ele não possuía telefone na época.

Nesse hotel, também é possível deparar com fantasmas de ex-presidentes dos Estados Unidos, pois vários já passaram por lá. Entre as celebridades que já se hospedaram no Brown Palace Hotel também estão Elvis Presley, John Wayne e o bandido Buffalo Bill, que, durante um ano, esperou seu julgamento hospedado ali.


Preço: Diária a partir de US$ 149.


Monmouth Plantation

Localizado em uma fazenda do Mississipi, Estados Unidos, datada de 1818, o Monmouth Plantation parece ainda abrigar o seu antigo dono, o general Anthony Quitman, heroi da Guerra do México e antigo governador do Mississipi. Um hóspede garante que cruzou com o próprio vestindo o habitual uniforme azul. Ele só foi descobrir quem era o fantasma no dia seguinte, em um retrato de Quitman no hotel.

Preço: Há vários tipos de pacotes, inclusive um romântico, feito especialmente para casais apaixonados (e corajosos!). Pelo preço de US$ 500 durante a semana e US$ 585 aos finais de semana, é possível desfrutar de duas noites com champanhe e chocolates, em suíte de luxo, com café da manhã, um jantar e passeio pela mansão. O preço já inclui todas as taxas e gorjetas para as refeições.



Cadogan Hotel

Veja também:
O essencial de Londres 

Divulgação

O Cadogan Hotel, em Londres, tem quarto com nome de Oscar Wilde


Os fãs de Oscar Wilde vão adorar esse lugar. O Cadogan Hotel fica em Londres, perto do Palácio de Buckingham, do Green Park e do Museu de História Natural. Ali mesmo o escritor foi preso por “atos indecentes”. O apartamento que ele ocupava na época, o de número 118, ganhou seu nome.

Mas é o espírito da atriz Lillie Langtry que ainda passeia pelas dependências do hotel. Morta em 1929, ela é vista no Cadogan sempre que ele está quase vazio ou perto do Natal. Quem quiser evitar trombar com seu fantasma por lá precisa ignorar o restaurante que leva seu nome. Ela gosta de passear por suas imediações.

Preço: O hotel oferece vários pacotes. Entre eles, há um especial para casais, por US$ 379, incluindo impostos. O pacote dá direito a dois dias e uma noite de hospedagem em quarto duplo, com garrafa de champanhe, jantar, passeio a London Eye e check-out tardio, às 16h.



The Hollywood Roosevelt

Veja também:
O essencial de Los Angeles

O hotel mais assustador de Los Angeles é o Hollywood Roosevelt,  por onde passaram várias estrelas do cinema. Montgomery Clift, que se hospedou lá durante as filmagens de A Um Passo da Eternidade, já foi visto tocando seu clarinete no apartamento 928. Detalhe: o ator morreu em 1966.

Outra história famosa do Roosevelt gira em torno do  espelho que fica no saguão do hotel. Ele ocupava a Cabana 246, onde ficava hospedada a diva Marilyn Monroe. Muitos hóspedes garantem já ter visto a imagem da loira refletida no espelho. Localizado na Hollywood Boulevard, em frente ao famoso Chinese Theatre, o hotel é badalado até hoje, apesar das histórias fantasmagóricas.

Preço: Diária a partir de US$ 215.



Crescent Hotel

Divulgação

O Crescent Hotel, em Arkansas, se orgulha da fama de sombrio


O Crescent Hotel fica em Eureka Springs, cidade do Arkansas, Estados Unidos, e se orgulha da fama de assombrado. Ele criou um pacote especial que explora exatamente esse lado sombrio. Quem gosta de aventura, pode sair pelas dependências da casa à procura de fantasmas e vestígios deixados por eles.

Construído em 1886, o hotel foi, durante os anos 1920, uma escola para meninas. Ele foi comprado nos anos 1930 por Norman Baker, golpista que dizia ter a cura para o câncer. Diz a lenda que quem assombra os hóspedes são os espíritos de ex-pacientes que acreditaram em Baker. No site do hotel há links para vídeos que comprovam a fama fantasmagórica e narram as histórias ocorridas por lá.

Preço: O pacote está disponível somente aos domingos e às quintas-feiras, e custa US$ 279 para o casal, mais taxas. Já está incluído o ingresso para a “excursão do fantasma”.



Hotel El Convento

Veja também:
O essencial de San Juan

Divulgação

O El Convento, em Porto Rico, coleciona histórias de freiras fantasmas


Localizado em um convento abandonado, o charmoso El Convento fica em San Juan, Porto Rico, uma das cidades mais antigas das Américas. O ar histórico e ancestral toma conta do lugar, o que facilita a criação de histórias de fantasmas. Muitos hóspedes contam histórias de freiras fantasmas rezando pelos corredores à noite. No mais, o hotel é de luxo – foi nomeado o único “pequeno hotel de luxo de Porto Rico” - e fica perto de museus, marcos históricos da cidade e a apenas 15 minutos do aeroporto.

Preço: Pacotes de duas noites para casal a partir de US$ 225.


Hay-Adams Hotel


Veja também:
O essencial de Washington, DC

Aqui até o preço assusta. Mas não é só isso. O hotel de luxo localizado em Washington, Estados Unidos, tem uma fama estranha. Hóspedes já contaram que tiveram experiências inusitadas, como se sentir abraçado e ouvir choro pelos corredores vazios. Em dezembro, diz a lenda, ocorre a festa dos fantasmas em homenagem a Clover Adams, que, em 1885, teria se suicidado onde hoje é o hotel.

Preço: Para abril, há um pacote de estadia mínima de duas noites, incluindo acomodações de luxo, almoço americano completo para duas pessoas, estacionamento gratuito durante a noite, além de brinde. O pacote custa a partir de US$ 449 por noite.

 

Shieldhill Castle

Um castelo erguido em 1199, em Biggar, Escócia. Este é o Shieldhill Castle, que funciona como um hotel desde 1959. Entre as muitas histórias que se ouve por lá a mais assustadora é sobre uma menina que passeia pelo castelo com um manto cinza.

Em uma das versões, ela é o fantasma de uma filha de família rica que se apaixonou por um dos empregados do castelo. Diante da impossibilidade de assumir seu relacionamento, tirou a própria vida. Mesmo com a fama sombria, muitos escolhem o hotel para momentos românticos. São 26 quartos, todos decorados com muito luxo, e serviço de quarto completo. Cada quarto recebeu o nome de uma batalha da Escócia ou de um whisky.

Preços: As diárias variam de US$ 75 a US$ 370.



Toftaholm Herrgard

Divulgação

O suicídio de um plebeu apaixonado marcou o Toftaholm, na Suécia


À primeira vista, não tem com o que se assustar. Esse hotel com ar romântico fica em uma mansão do século 19, localizada em Lagan, na Suécia. O problema são os passos que hóspedes ouvem em dos 45 confortáveis quartos.

Alguns conseguem, ainda, avistar a figura de um homem. Ele teria sido um plebeu apaixonado por uma nobre, que se suicidou no dia do casamento da amada com outra pessoa. São 12 quartos no edifício principal, 13 na ala sul e 20 na ala norte. O único problema: ninguém sabe qual é o quarto preferido do fantasma...

Preços: Diárias de US$ 248 a US$ 295.



Hotel Ayala Berganza

Divulgação

O Ayala Berganza, na Espanha, é conhecido como a "Casa do Crime"


Esse palacete do final do século 15 fica em Segóvia, na Espanha. Nele funciona um hotel com categoria de Monumento Histórico-Artístico que carrega o estranho apelido de “Casa do Crime”. Tudo porque em 1892 a casa de Alejandro foi atacada por três criminosos que mataram o dono da casa, seu gato e a empregada. A casa ficou abandonada até 1902, quando o pintor Ramón Uranga a alugou. Lá ele teria tido a visão de umas velhas que sumiram pela chaminé.

Preço: Diárias a partir de US$ 81.



Lizzie Borden

Construída em 1845, essa casa localizada em Fall River, Estados Unidos, é marcada por uma tragédia familiar. Andrew J. Borden, dono da casa, e sua mulher, foram encontrados mortos no lugar, em dia 4 de agosto de 1892, golpeados por um machado.

A filha de Borden, Lizzie, foi julgada e absolvida do crime de matar o pai e a madastra, mas caiu no ostracismo até o fim da vida. Hoje ela dá nome ao hotel, que funciona de uma forma especial. Ele não hospeda pessoas por mais de uma noite, dando apenas a oportunidade aos curiosos mais macabros de dormirem no local onde ocorreu o crime bárbaro.

O local oferece quartos e um café da manhã semelhante ao que os Barden comeram na manhã do dia do assassinato, incluindo bananas, bolos, biscoitos e café, além do almoço. O interior e o exterior da casa foram restaurados, mantendo seu estilo vitoriano.

Preços: Diárias entre US$ 150 e US$ 250. Quem quiser apenas conhecer a casa pode ingressar em uma das excursões assustadoras que acontecem das 11 às 15h, todos os dias, exceto no feriado de Ação de Graças e Natal. Os preços são de US$ 12,50 para adultos, US$ 10 para idosos e estudantes universitários com identificação, e US$ 5 para crianças de menos de 15 anos. Crianças com menos de 6 anos não pagam.


The Dolphin Hotel

Localizado em Hampshire, Inglaterra, o Dolphin Hotel fica em uma casa do século 14, onde, segundo relatos, ainda “vive” o espírito de uma ex-funcionária da limpeza. Chamada pelo nome pelos atuais funcionários, Molly é uma atração à parte, que teoricamente aparece todas as manhãs nos quartos, mas nem todo mundo tem um contato direto com ela. O hotel mantém sua fachada georgiana, mas por dentro é moderno. No interior do Dolphin há uma bela coleção de arte.

Preço: Diárias a partir de US$ 144.



Ballygally Castle Hotel

Divulgação

Ballygally seria a eterna casa de uma fantasma chamada Isobel


Construído em 1625, o Castelo de Ballygally é a única construção do século 17 na Irlanda do Norte a servir ainda como residência. Situado em Antrim, a 26 quilômetros de Belfast, conserva o teto original e a mobília antiga.

A fantasminha camarada famosa por lá se chama Isobel Shaw, ou “Senhora do Castelo”. Com fama de brincalhona e alegre, Isobel parece bater às portas dos hóspedes pregando peças. São 44 quartos de luxo, todos mantendo as características originais do castelo.

Preço: Diárias a partir de US$ 146.

 

* preços pesquisados em outubro/2010 e sujeitos a alterações 
* consulte os hotéis para saber a disponibilidade de vagas, possíveis taxas extras e formas de pagamento
  
 

Quer mais novidades do iG Turismo? Siga a gente no twitter: @igturismo

Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG




publicidade



Contador de notícias