iG - Internet Group

iBest

brTurbo

10 motivos para ir ao Parque do Ibirapuera

21/08 - 13:16

Cartão-postal de São Paulo, Ibirapuera tem atrações para todos os gostos.

Redação iG Turismo

Acordo Ortográfico

- 10 motivos para ir ao Parque Lage no Rio de Janeiro
- 10 motivos para visitar a Oficina Brennand no Recife

O Ibirapuera, mais famoso parque urbano de São Paulo, é também um dos maiores cartões-postais da capital paulista. Repleto de atrações, sempre leva milhares de pessoas à sua área verde todos os dias. Em extensão, esse gigante de 1,584 quilômetros quadrados só perde para o Parque do Carmo.

Não faltam espaço e motivos para ir ao Parque do Ibirapuera. Listamos dez coisas que fazem desse canto de São Paulo um lugar muito especial, tanto para os moradores quanto para quem está de passagem pela cidade.

1 – Fazer um piquenique

É uma delícia estender uma toalha em um pedaço de grama no Ibirapuera e fazer um piquenique, observando a movimentação do lugar. O ideal é ir de manhã cedo ou mais para o fim da tarde, quando o sol já está menos forte. Se puder estender a toalha perto de um dos três lagos artificiais, o visual é belíssimo.

2 – Visitar o MAM

Localizado na Grande Marquise, o MAM de São Paulo completou 60 anos em 2008 e é um dos mais importantes e conceituados museus de arte moderna do Brasil. Há 50 anos, ele funciona no Parque do Ibirapuera. No acervo do MAM, o visitante pode encontrar obras de Anita Malfatti, Di Cavalcanti, Miró, Picasso, entre outros renomados artistas.

3 – Esquecer o estresse e fazer esportes

O Parque do Ibirapuera tem ciclovias e 13 quadra de esportes iluminadas. Além disso, há pistas de cooper.

4 – Assistir a shows gratuitos

Frequentemente, o Parque do Ibirapuera é palco de shows e festivais gratuitos, com atrações nacionais e internacionais. Fique atento à agenda cultural e vá sem medo de ser feliz. Os eventos são organizados e são frequentados por adultos e crianças de todas as idades. Os destaques mais recentes foram o Motomix, no final de junho, e o Bourbon Fest, em agosto.

5 – Visitar o Museu Afro Brasil

Aberto em 2004, o Museu Afro Brasil possui um acervo de mais de três mil obras que resgatam a memória do povo negro no Brasil e podem ser vistas gratuitamente. O museu, que fica no pavilhão Padre Manoel da Nóbrega, com entrada pelo portão 10 do Parque do Ibirapuera, conta com uma equipe de monitores que orientam os visitantes.

6 – Alugar uma bicicleta para um passeio

Não tem desculpa. Se você não tem bicicleta, pode alugar uma e dar uma volta no Parque do Ibirapuera. Em média, gasta-se R$ 5 para ficar uma hora pedalando.

7 – Tirar fotos no Monumento às Bandeiras

É quase impossível passar pelo Monumento às Bandeiras e não ver pessoas posando para fotos. Especialmente no final de semana. A obra do escultor Vítor Brecheret foi inaugurada em 1954 e fica em uma praça em frente ao Parque do Ibirapuera, perto da entrada ao lado da Avenida República do Líbano. A escultura tem 50 metros de comprimento e 16 metros de altura, o que não impede que os visitantes a “escalem” para conseguir fotos mais bonitas.

8 – Patinar e andar de skate na Marquise do MAM

Se você gosta de patinar ou fazer manobras radicais no seu skate, seu lugar é embaixo da Marquise do MAM. O local fica lotado de praticantes dos esportes. Se você está só passeando a pé pela área, cuidado para não ser “atropelado” por um mais empolgado e desatento.

9 – Ter contato com as plantas do Viveiro Manequinho Lopes

O viveiro faz parte da história do parque, já que nasceu quando, em 1927, o funcionário público Manoel Lopes de Oliveira Filho, o Manequinho Lopes, plantou eucaliptos na região do Ibirapuera. O nome do criador batizou o viveiro em 1939 e em 1992 ele foi reformado e ganhou projeto do paisagista Burle Marx. As atrações são plantas ornamentais e exóticas. Avenida IV Centenário, Portão 7A – Parque do Ibirapuera. Todos os dias, das 7 às 18h. Mais informações: (11) 3887-6761.

10 – Ler no Bosque da Leitura

Ler em uma área verde tranquila e perto da natureza. Essa atividade também é possível no Parque do Ibirapuera, por meio do projeto Bosque da Leitura. A casinha fica perto ao portão 7 e possui um acervo com livros, jornais e revistas. Não é possível levar as obras para casa. O local recebe cerca de 160 pessoas por domingo. Todos os domingos, das 10 às 16h.

Mais informações sobre o Parque do Ibirapuera: (11) 5574-5177.

Leia mais sobre: São Paulo - Parque do Ibirapuera

Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Contador de notícias