iG - Internet Group

iBest

brTurbo

Mochileiro das Maravilhas visita Washington, Estados Unidos - Daniel Thompson na capital dos Estados Unidos

Antes de visitar a Maravilha dos Estados Unidos, parei para conhecer a capital. E gostei do que vi! Washington é grande e imponente, do jeito que os norte-americanos querem que ela seja!

Daniel Thompson

Acordo Ortográfico 

Alimentado pela lenda de que o primeiro passo na Lua foi uma grande farsa, sempre que ouvia a história do voo da Apolo 11, me perguntava: “Se foram até lá em 1969, há quase 40 anos, por que não voltaram até agora? Não é interessante? É caro demais?” A resposta a essas perguntas está no museu do Ar e do Espaço em Washington: “A primeira expedição de seres humanos à Lua foi tão bem sucedida, que não haveria necessidade de repeti-la.” Curtos e diretos. Responderam, porém não me convenceram!

VEJA A GALERIA DE FOTOS DO MOCHILEIRO EM WASHINGTON

Essa é apenas uma das inúmeras atrações reservadas pelos museus - a maioria com entrada gratuita - da cultural, histórica e nostálgica Washington e foi apenas uma pequena parte do que me esperava em uma semana mais do que especial nos Estados Unidos. A crise econômica mundial, os festejos de Halloween, e, principalmente, as eleições presidenciais, eram as manchetes dos jornais quando eu aterrissei no lado leste da terra do Tio Sam.

Washington impressiona. Pela beleza, pela limpeza, pela imponência e pela organização. O frio de 10ºC não era sentido somente na brisa das ruas da cidade, mas também nas caras dos cidadãos. Sempre sérios, apressados e manejando celulares, os habitantes da capital se esbarram pelas ruas e pouco se comunicam. Parece que cada um vive no seu mundo particular. Meu maior contato com os norte-americanos nas ruas daqui foi com uma babá, que me alertou para não fotografar as crianças que brincavam em um dos parques.

Assim segui conhecendo a cidade, caminhando muito, como sempre. Os dias ensolarados ajudaram a esquentar meu caminho, enquanto eu ia recortando ruas e avenidas em busca das calçadas que estivessem sem sombras.

No centro está o principal monumento da cidade. Dedicado ao libertador e primeiro presidente do país, o Monumento Washington, que parece um gigante lápis branco, oferece, no alto dos seus 170 metros, uma vista incrível com um panorama em 360 graus. Basta retirar gratuitamente seu ingresso - diariamente, a partir das 8h30 - e pegar a fila do seu horário para ir ao topo.

De lá é possível ver todos os importantes edifícios de Washington. Ao norte está a Casa Branca, residência do presidente do país – por enquanto, George, o amante das guerras e atual chefe de estado. Mas ele já está encaixotando suas coisas. Em mais alguns meses, o carismático Obama, primeiro presidente negro da história dos Estados Unidos, se mudará para lá. Se você pensa em conhecer a Casa Branca mais de perto, agende seu passeio com pelo menos dois meses de antecedência!

Ao sul está Pentágono, base de todas as forças armadas dos Estados Unidos, construído durante a Segunda Guerra Mundial e símbolo do poderio bélico do país. A leste encontra-se o Capitólio, sede do poder legislativo, de onde saem todas as decisões políticas dos Estados Unidos. E a oeste ficam os Memoriais a Abraham Lincoln, primeiro presidente eleito pelo Partido Republicano e um dos principais líderes da história norte-americana, e o Memorial aos combatentes da Segunda Guerra Mundial.

Washington oferece muita cultura e conta muito da história dos Estados Unidos. Monumentos às guerras, memoriais aos grandes líderes, esculturas de personalidades e muita lembrança, que aqui sempre está viva. Mas chegou a hora de alcançar a Maravilha dos Estados Unidos.

Fique de olho aqui no iG e no www.mochileirodasmaravilhas.com.br. Na semana que vem contarei como foi minha passagem por Nova Iorque, a visita à Estátua da Liberdade e tudo que fiz pela região! Até lá!

Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG




publicidade



Contador de notícias