Os cruzeiros já chamam a atenção pela grandiosidade e quantidade de atividades que proporcionam em alto mar. Tem teatro, piscina, salão de festas, academia e o que mais você puder imaginar. Além disso, os  bastidores do navio são cheios de segredos e acontecimentos que os turistas nem sonham. Conversamos com a ex-tripulante Camilla Delamônica, 35 anos, sobre os segredos da vida nos cruzeiros. 

mulher em navio
Arquivo pessoal
Ex-tripulante Camilla Delamônica com vista para a Croácia

Tripulante por quatro anos, Camilla passou por diversos países e conheceu gente do mundo todo em alto mar. A seguir ela conta as principais curiosidades sobre a rotina nos cruzeiros. 

1. Há uma “cidade” nos bastidores

Camilla conta que há uma “cidade” por trás das portas do cruzeiros que só a tripulação tem acesso. “Existe lavanderia, refeitório, diversos corredores para as cabines e alguns navios têm até uma pequena piscina, academia e lojinha”, relata. 

2. Tem um espaço reservado para reciclagem e descarte do lixo

“O lixo do navio é obrigatoriamente separado, se não separarmos corretamente e o oficial sanitário nos pegar, é advertência na certa. Com três advertências você é desembarcado, não podendo mais retornar ao trabalho na empresa. Levam muito a sério essa questão. Todo o lixo vai para o ‘garbage room’, que é um local especializado para reciclagem e descarte de materiais. Tem uma equipe que trabalha lá fazendo esse processo e quando o navio atraca, todo o lixo é transportado para o porto.”

3. Os tripulantes têm casos “secretos”

A vida nos bastidores do navio é animada, segundo Camilla. Há sempre um bar onde é o ponto de encontro dos tripulantes após o expediente, onde bebem, fazem festa e os casos amorosos surgem. “Como é uma pequena cidade de mil habitantes e todos se conhecem, não há espaço reservado para ‘encontros’. Geralmente eles acontecem dentro das cabines dos tripulantes. Se acordar bem cedo ou no meio da madrugada, vai observar muita gente saindo de cabines alheias escondidos para voltar à sua cabine e começar o turno. É até engraçado você pegar alguém no flagra”.

mulher camareira
Arquivo pessoal
Camilla levando as toalhas sujas para a lavanderia

4. Você descobre os hábitos dos turistas de cada país

Como Camilla já passou por diversos países, teve contato com passageiros de diferentes nacionalidades, o que a fez conhecer hábitos culturais. “Não é uma regra, claro, mas fica muito evidente como há muita semelhança entre os passageiros do mesmo país. Aqueles que tomam menos banho, aqueles que jogam tudo no meio do quarto, tem aqueles que parece que nem dormiram ali de tão organizados. É muito bacana ter essa percepção.”

5. Há um espaço para corpos de pessoas que morrem durante a viagem

“Uma curiosidade que sempre me perguntam é se alguém morre no navio. Bem, é possível morrer pessoas a qualquer momento e no navio não seria diferente. Existe um local com câmaras refrigeradas para corpos. Dependendo do tamanho do navio é mais de uma, mas esse é um espaço reservado para as equipes especializadas como médicos e tripulação de apoio. Muitas vezes, acontecem mortes de passageiros e o resto da tripulação acaba nem sabendo. Geralmente, são velhinhos que morrem de infarto, morte súbitas e coisas do tipo.”

    Veja Também

      Mostrar mais